Após 13 anos, Leão está de volta à Série B

Remo comemora vitória no clássico 759

Deu Leão no “Re-Pa do século”. Com um gol de Salatiel, aos 34 minutos do primeiro tempo aproveitando rebote do goleiro Paulo Ricardo, o Remo derrotou o Paissandu e se credenciou para garantir o acesso, que seria confirmado depois com o empate entre Londrina e Ypiranga (1 a ). O jogo, realizado no Mangueirão, teve intensa disputa pela bola no primeiro tempo, mas os azulinos foram mais organizados e criaram boas chances com Felipe Gedoz, Tcharlles e Hélio.

A confirmação da classificação à Série B veio com o final da partida em Londrina fez a torcida azulina iniciar um grande festejo em todo o Estado. O Remo buscava há 13 anos chegar à Segunda Divisão.

Na etapa final, as equipes foram muito modificadas e o Remo passou a controlar o jogo, tocando a bola no meio-campo e chegando só em tentativas isoladas de contra-ataque. O PSC se dedicou a cruzar bolas na área remista, mas esbarrou na excelente atuação dos zagueiros Rafael Jansen e Fredson e do goleiro Vinícius, que defendeu três bolas perigosas, incluindo um recuo de Jansen que quase resultou em gol.

Vinícius foi o grande destaque da vitória do Remo contra o Paysandu

Na última rodada, os rivais voltam a campo. O Paissandu joga contra o Ypiranga-RS, em Erechim, e o Remo recebe o Londrina-PR, no Mangueirão, no sábado (16), às 17h.

PAYSANDU: Paulo Ricardo; Wesley Matos (Carlão), Perema e Micael; Wellington Reis, PH, Diego Matos, Juninho (Luiz Felipe) e Marlon (Jefinho); Vitor Feijão (Uillian) e Nicolas. Técnico: João Brigatti

REMO: Vinicius; Ricardo Luz, Rafael Jansen, Fredson e Marlon (Dudu Mandai); Lucas Siqueira, Charles e Felipe Gedoz (Dioguinho); Hélio, Tcharles (Eduardo Ramos) e Salatiel (Carlos Alberto). Técnico: Paulo Bonamigo

Cinco anos sem o Camaleão do Rock

O Camaleão do Rock nos deixou há cinco anos, mas a carreira de imenso brilho e inventividade jamais será esquecida. David Bowie mudou a cultura pop, interferiu e subverteu, lançou tendência, se reinventou permanentemente. Inquietude deveria ser seu sobrenome. Poucos artistas contemporâneos, das mais diversas manifestações artísticas, podem exibir um currículo tão rico em experimentação e criatividade.

O compositor/cantor/visionário britânico transitou por todas as vertentes do rock, desde o mais tradicional passando pelo psicodélico e o sinfônico. Sua morte, em 10 de janeiro de 2016, consternou o mundo da música. Vitimado por um câncer, Bowie partiu e deixou um legado fabuloso, tanto quanto ao acervo como pelas influências que derramou no mundo.

David Bowie ganha homenagem e conta no TikTok no dia em que faria 74 anos -  Verso - Diário do Nordeste

Perfil do Londrina provoca a dupla Re-Pa e gera reação à altura

Helder Barbalho visita CBF Tite Caboclo

Na penúltima rodada da segunda fase da Série C, o clima esquentou nos bastidores da competição, depois que a assessoria de comunicação do Londrina (PR) questionou a visita oficial do governador Helder Barbalho (MDB) ao presidente da CBF, Rogério Caboclo, na quinta-feira (7), no Rio de Janeiro. Com ironia, o perfil do clube paranaense no Twitter distorceu o sentido da reunião e procurou lançar suspeitas acerca de um suposto favorecimento aos clubes do Pará.

Helder esteve no Rio de Janeiro para visitar a Fiocruz e discutir os prazos da vacinação contra covid-19 no Pará. Durante a estada no Rio visitou a CBF, onde foi reafirmar o pedido para que a Seleção Brasileira realize um amistoso no estádio Jornalista Edgar Proença em agosto de 2022, marcando a reabertura oficial após reforma que será iniciada no próximo mês de março. Na sede da entidade, conversou com Caboclo e com o técnico Tite, da Seleção Brasileira.

A preocupação do Londrina é que a dupla Re-Pa está à frente na classificação do grupo D. O Remo é o líder com 7 pontos e o PSC vem em segundo, também com 7, mas com saldo de gols inferior. O Londrina tem cinco, na terceira colocação, enquanto o Ypiranga-RS tem três pontos e está na lanterna. Dessa maneira, apenas uma vaga pode ser definida neste domingo.

A questão levantada pelo perfil oficial do Londrina é que a Seleção não entrará em campo até o dia 25 de março. O time então ironizou a situação, citou a pandemia do coronavírus e relembrou o fato de que a próxima rodada da Série C “envolve dois clubes de Belém na briga direta pelo acesso contra Londrina e Ypiranga”.

No melhor estilo teoria da conspiração, a provocação feita pelos paranaenses gerou polêmica e irritou as torcidas de Remo e Paissandu, que criticaram a postura do clube na nota. Não faltou quem mencionasse que o Londrina tem sido bastante favorecido pelas arbitragens. Foram citados os jogos contra o Remo, quando um gol do atacante Tcharlles foi anulado, e a tumultuada partida com o Ypiranga, em Erechim, que teve três jogadores expulsos na derrota frente ao Londrina por 3 a 2.

Confira a nota postada pelo Londrina na íntegra:

“Hum… Vésperas de uma rodada que envolve dois clubes de #Belém na briga direta pelo acesso contra #Londrina e #Ypiranga-RS.

Então eis que o #governador do Estado do #Pará encara a #pandemia e decide ir pessoalmente à #CBF para falar dos jogos da #SeleçãoBrasileira masculina, que só vai voltar a atuar dia 25 de março… Na Colômbia!

#GoogleMeet? #Zoom? #MicrosoftTeams? #WhatsApp? Pra quê, né?

Somos do #interior, mas não somos bobos! #MenosBastidorEMaisFutebol, Confederação Brasileira de Futebol e Helder Barbalho!

Ah! E se a #Seleção quiser vir a Londrina, será muito bem recebida em um dos melhores CTs do país e terá o carinho do povo #paranaense aqui no Estádio do #Café! Faz um #call aí que marcamos!