Entidades apoiam investigações e pedem imediato afastamento do arcebispo de Belém

Entidades públicas e não governamentais do Estado divulgaram nota conjunta apoiando as investigações sobre denúncias de assédio e abuso sexual contra o arcebispo de Belém, D. Alberto Taveira, e pedindo o seu imediato afastamento até o fim do processo investigativo. Abaixo, a nota das 37 entidades:

Tendo em vista as graves notícias de acusações de abuso sexual contra o Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, relatadas na imprensa paraense e, em especial, no Jornal El País, no dia 20 de dezembro de 2020, sob o título “POLÍCIA E VATICANO INVESTIGAM ACUSAÇÕES DE ASSÉDIO E ABUSO SEXUAL CONTRA ARCEBISPO DE BELÉM”, as instituições abaixo listadas vêm, perante a sociedade civil e as autoridades competentes, manifestar-se em apoio às investigações, requerendo que seja observado o direito à ampla defesa e ao contraditório do Sr. Arcebispo, mas também que sejam garantidos os direitos das vítimas ao devido processo legal e acesso à justiça, sem interferências indevidas.

Nesse sentido, as entidades recomendam o imediato afastamento do Arcebispo de Belém Dom Alberto Taveira de suas funções até o final das investigações e de eventual processo.

O referido afastamento, no entendimento das entidades, visa garantir a eficiência e a efetividade das investigações que hoje tramitam na Polícia Civil com acompanhamento do Ministério Público do Estado.

Também entendem que as instituições públicas envolvidas devem propiciar ambiente seguro, sem risco de retaliações para colher eventuais depoimentos e denúncias de outras vítimas.

As instituições subscritoras confiam nas autoridades eclesiásticas e no sistema de justiça pra esclarecer os fatos e preservar os direitos e a integridade de investigados e de vítimas dos crimes citados e que venham a ser comprovados.

Assinam esta nota pública:

  • ABRAPSO – Núcleo Santarém
  • Articulação de Mulheres Brasileiras- AMB
  • Associação Brasileira de Organizações não Governamentais – ABONG
  • Associação Brasileira dos Juristas pela Democracia – ABJD Núcleo Pará
  • Capítulo Brasileiro do Observatório Latino-americano sobre Tráfico de Pessoas e Contrabando de Migrantes
  • Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB/PARÁ
  • Centro de Defesa do Negro no Pará (CEDENPA)
  • Coletivo Apartidário VENTIMBORAJOVEM – Belém
  • Coletivo Sapato Preto – Negras Amazônidas
  • Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Santarém
  • Conselho Regional de Psicologia da 10a Região – Pará e Amapá (CRP10)
  • Conselho Regional de Serviço Social- Pa
  • Federação Estadual dos Centros Comunitários e Associação dos Moradores do Pará – FECAMPA
  • Fórum de Mulheres da Amazônia Paraense – FMAP
  • GEMPAC – Grupo De Mulheres Prostitutas Do Estado Do Pará
  • Grupo de estudos “Direito a Igualdade e Valorização das Sexualidades” (DIVaS/UFPA)
  • Grupo de Estudos e Pesquisas Direito Penal e Democracia (UFPa)
  • Grupo de Estudos sobre Currículo e Formação de Professores na Perspectiva da Inclusão- INCLUDERE/UFPA
  • Grupo Inquietações: Arte, Saúde e Educação (UFPA)
  • Instituto Cartografando saberes
  • Instituto Jovem Positivo do Pará (IJOPPA)
  • Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos
  • Instituto Popular Eduardo Lauande
  • Instituto Universidade Popular (UNIPOP)
  • Movimento Atitude Afro – Pará
  • Movimento de Mulheres do Campo e da Cidade – MMCC
  • Movimento de Mulheres Negras de Santarém
  • Movimento LGBTI+ do Pará
  • Movimento República do Emaús/ Centro De Defesa Da Criança E Adolescente- CEDECA
  • Mulheres contra o Fascismo
  • NOSMULHERES, pela equidade de gênero étnico racial – UFPA
  • Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Violência na Amazônia (NEIVA/UFPa)
  • ONG Só Direitos
  • Projeto Saúde, Cidadania e Direitos Humanos – IQ/UFPA
  • Rede de Comunicadores por Direitos Humanos no Pará
  • Sociedade de Defesa dos Direitos Sexuais na Amazônia- SODIREITOS
  • Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH)

Feijão aproveita oportunidades e vira titular com Brigatti

Vitor Feijão tem ganhado sequência com João Brigatti — Foto: Jorge Luiz/Paysandu

O atacante Vitor Feijão vem assumindo cada vez mais um papel importante no ataque do Paissandu. Entrou bem no jogo contra o Botafogo-PB e, desde então, virou titular da ponta direita do ataque bicolor. Contratado em meados de outubro, ganhou oportunidade em razão de uma lesão de Uilliam Barros. As boas atuações fizeram com não deixasse mais o time e os planos do técnico João Brigatti.

Mesmo com apenas um gol marcado – contra o Ferroviário –, Feijão tem se destacado pelas assistências. Foram dois passes preciosos para gol recentes, contra Ypiranga-RS e Remo, para Nicolas finalizar. A parceria é antiga, vem desde a época em que ambos jogaram no Criciúma.

“Já joguei com ele [Nicolas] em 2018 e a gente se entendia muito bem. Feliz também pelo momento que estou vivendo aqui no Paysandu. Estou conseguindo encaixar não só com ele, mas com o Tony e com os volantes que jogam pelo lado direito. Feliz de estar podendo ajudar a equipe”, afirmou o atacante. (Com informações do GE)

Castanhal anuncia primeiro grande reforço para o ataque em 2021

Fidelis trocará o Bragantino-PA pelo Castanhal em 2021 — Foto: Divulgação

O Castanhal investe para montar um time competitivo para a temporada 2021. Com calendário cheio – Parazão, Copa do Brasil e Série D -, o time está no mercado buscando reforços e renovando com jogadores importantes. Ontem, a diretoria anunciou a primeira grande contratação: o atacante Fidélis, ex-Bragantino-PA.

Grande nome do Bragantino em 2019, Fidélis teve temporada pouco produtiva em 2020, em consequência de uma contusão séria no joelho. Quando entrou em campo novamente, em agosto, disputou a Série D pelo Tubarão, mas teve problemas musculares. Marcou apenas dois gols em 12 jogos em 2020.

O carioca Fidélis de Paulo Pereira tem 32 anos e é atacante de velocidade, com boa finalização. Além do Bragantino, já jogou por Independente Tucuruí, Paragominas, Carajás e São Francisco, despertando interesse da dupla Re-Pa durante sua melhor fase no Bragantino.

Além dos clubes paraenses, Fidélis tem no currículo algumas experiências internacionais. Jogou na Suíça (FC Wil 1900), Turquia (Boluspor e Kastamonuspor) e África do Sul (Golden Arrows).