Covid chega ao 6º mês e Brasil é visto como “ameaça global”

11/06/2020 - Manifestação da ONG Rio da Paz na praia de Copacabana; organização faz protesto contra a postura do governo federal no combate à covid-19 com a abertura de covas simbólicas nas areias da famosa praia carioca. 39.797 pessoas morreram no Brasil com a doença. - ERBS JR./FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Na próxima semana, o mundo completa seis meses de uma crise sanitária inédita, que abalou sociedades em todo o planeta e, como citou a ONU, virou o mundo de “cabeça para baixo”. A pandemia, porém, não dá sinais de perder força e, na próxima semana, o número de 10 milhões de casos será atingido. Se foram necessários dois meses para que os cem mil primeiros casos fossem registrados, hoje essa marca é atingida diariamente. Por semana, quase um milhão de novos contaminados são somados.

Mas meio ano depois do primeiro alerta oficial da China, em 31 de dezembro de 2019, e meses depois da emergência global declarada pela OMS no final de janeiro, é a situação no Brasil que ocupa em grande parte o centro das atenções nos debates a portas fechadas em Genebra. Com 200 milhões de habitantes e sem controle, o país é avaliado por parte dos especialistas como uma “ameaça global” na luta contra a pandemia, ao lado dos EUA. (Com informações de Jamil Chade)

Imagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s