Parreira: “É muito prematuro pensar em voltar a treinar e jogar”

Técnico do tetracampeonato mundial da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira acredita que não é momento da bola voltar a rolar no Brasil. Convidado do Jogo Aberto desta quinta-feira, o ex-treinador acredita que a discussão acerca do retorno de treinamentos e campeonatos é prematura já que o país ainda não alcançou o pico da epidemia de coronavírus.

Carlos Alberto Parreira durante entrevista coletiva para convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2015 - Buda Mendes/Getty Images

“É evidente que a gente está sentindo uma falta danada de tudo, e, principalmente, do futebol, que sempre foi e será a nossa vida. Faz uma falta danada. Quando a gente acompanha o que está acontecendo no Brasil, nós não chegamos no pico ainda, são cinco mil mortes, 80 mil pessoas infectadas, eu acho que é muito prematuro a gente pensar em voltar a treinar e jogar. Primeiro a segurança, primeiro a importância das vidas, das pessoas que estão ligadas. A gente tem que aguardar um pouquinho mais”, falou Parreira.

Em relação à possível volta dos campeonatos com portões fechados, o ex-técnico reprovou: “E futebol sem público, eu acho uma tristeza. Não deveria acontecer”, completou.

Deixe uma resposta