O adeus de Moraes Moreira, aos 72 anos

Moraes Moreira - Novos Baianos

Morreu o cantor e compositor Moraes Moreira, aos 72 anos, nesta segunda-feira, 13, em sua casa no Rio de Janeiro. A causa da morte ainda é desconhecida. Baby do Brasil, colega de Moreira na banda Novos Baianos, confirmou a informação a VEJA. “Nos pegou de surpresa. Ainda estamos recebendo informações sobre o que aconteceu. Parece que ele estava dormindo. Não foi uma morte com sofrimento, não foi uma dor. Pelo menos isso nos consola um pouco. Tudo indica que foi um infarto fulminante dormindo”, disse a cantora.

Nascido Antônio Carlos Moraes Pires, em 1947, na cidade de Ituaçu, na Bahia, Moraes Moreira aprendeu ainda na adolescência a tocar violão. Em Salvador, conheceu os amigos Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, com quem formou o grupo Novos Baianos, do qual fez parte entre 1969 e 1975 — e retornou duas vezes, em 1997 e em 2016, para shows especiais que renderam os discos ao vivo Infinito Circular e Acabou Chorare – Novos Baianos se Encontram. Habilidoso compositor, assinou faixas como Lá Vem o Brasil Descendo a LadeiraA Menina Dança e Preta Pretinha, entre muitas outras. Mostrou também uma rara facilidade em mesclar ritmos, do rock e do erudito ao frevo, baião e samba: salada rítmica que fez da banda uma das mais interessantes e elogiadas da história da música nacional.

Ao seguir carreira solo, Moreira continuou a entregar um trabalho primoroso e inovador, com populares faixas como Pombo Correio e Vassourinha Elétrica. É considerado o primeiro cantor de grande alcance a participar de um trio elétrico na Bahia, ao lado de Dodô e Osmar, pioneiros do formato de carros de rua que conduzem multidões nos carnavais baianos. (Com informações de UOL e Veja)

Deixe uma resposta