Trivial variado do país da mamata oficial e do culto ao nazismo

“O caráter nazista é evidente. Plagiar Goebbels já passou do limite. Ou é civilização ou é barbárie. Não tem lugar pra Isentão”. Leopoldo Nunes

“Esse Roberto Alvim tem de ser preso. Se o Ministério Público não fizer nada, é conivente. Quando um nazista se senta a uma mesa com outras nove pessoas e ninguém se levanta, temos dez nazistas. É o fim do mundo o que está acontecendo”. Flávio Gomes

“Cabelo repartido, o terno, a postura, a entonação de voz, e a ópera ao fundo, tudo pensado para inspirar Hitler ou Mussolini. São uns doidos varridos. E materializam suas fantasias malucas e taras às custas do erário”. Hildegard Angel

“Um trecho da fala de Roberto Alvim é copiado de Joseph Goebbels, quando afirma que a arte nacional será ‘heroica’, ‘nacional’, ‘igualmente imperativa posto que profundamente vinculada as aspirações urgentes de nosso povo. Ou não será nada’. Não é um pronunciamento, é um crime”. Guilherme Macalossi

“Ainda acho que a corrupção, como esse caso da Secom, é maior que o fascismo. Talvez o fascismo seja uma cortina de fumaça da grande corrupção do bolsonarismo”. Xico Sá

“A legislação não permite que alguém use o seu cargo público para fazer negócios e favorecer a sua empresa ou a de parentes, mas o presidente Jair Bolsonaro não vê problema nenhum com isso. A mamata segue firme e forte no governo”. Humberto Costa

“Gente parem de ser ingênuos! Bolsonaro não demite o secretário de comunicação do seu governo porque tem rabo preso com ele. Ou ele recebe dinheiro do esquema ou o dono do esquema sabe coisas cabeludas com relação ao Bolsonaro. Bolsonaro é corrupto!”. Glauco Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s