União gasta R$ 128 milhões em dois meses de pensão a filhas de militares

A União pagou R$ 128,2 milhões em pensão para filhas de militares brasileiros nos dois últimos meses de 2019. Os valores são referentes a novembro (R$ 84,8 milhões) e dezembro (R$ 43,4 milhões) e foram levantados no Ministério da Economia pela Fiquem Sabendo, agência de dados especializada na Lei de Acesso à Informação.

Somente uma beneficiária vitalícia recebeu quantia superior a R$ 325 mil em um único mês (novembro). A tabela elaborada pelo governo não especifica o que compõe cada pagamento e, portanto, não justifica os valores pagos. Mas as quantias mais altas se devem, de acordo com a Fiquem Sabendo, a provável acumulo de benefícios —ou seja, quando a pessoa recebe mais de uma modalidade de pensão.

Também em novembro, outras duas filhas de militares embolsaram R$ 229,5 mil e R$ 102,7 mil, respectivamente. Ambas têm pensão vitalícia.

Petra: "Extrema direita é epidemia; cinema é uma cura"

Por Jamil Chade

Petra Costa, indicada ao Oscar por seu documentário Democracia em Vertigem, afirma que espera que seu trabalho tenha um impacto real. Numa declaração diante da notícia da escolha de Hollywood, a brasileira afirmou que ela e o restante da equipe estão “absolutamente emocionados e extasiados por nossos colegas terem reconhecido a urgência deste filme, e honrados por estar na companhia de documentários tão importantes”.

“Numa época em que a extrema-direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que este filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias”, declarou.

“Está se tornando cada vez mais evidente o quanto o pessoal é político para tantos ao redor do mundo e acredito que é através de histórias, linguagem e documentários que as civilizações começam a se curar”, disse. “Viva o cinema brasileiro”, completou. Dor Em 2019, em sua primeira entrevista na ocasião do lançamento do filme, Petra Costa explicou à coluna o motivo pelo qual decidiu narrar a história em primeira pessoa.

“Não conseguir dormir, acordar com susto e pensando: o que vai ocorrer com o Brasil? E muitas outras pessoas viveram isso. E eu queria falar justamente sobre isso. A relação do cidadão com sua democracia. Uma relação tão importante como uma relação amorosa. Como é tão doloroso quando entra numa crise, é tão doloroso como perder uma pessoa querida”, disse. “Seja de qual parte da história você estiver, o Brasil inteiro passou por um período muito dolorido”. “E o filme é uma tentativa de falar dessa dor. Eu mesmo senti que envelheci dez anos nestes três anos. Tinha dias que pareciam um século”, completou.

Lula: "Viva o cinema nacional!"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou no Twitter a indicação de Democracia em Vertigem ao Oscar 2020 de melhor documentário. “Parabéns, Petra Costa, pela seriedade com que narrou esse importante período de nossa história”, escreveu, se referindo à diretora do longa. “Viva o cinema nacional! A verdade vencerá”.

Em Democracia em Vertigem, Costa faz um retrato do processo que tirou Dilma Rousseff da Presidência do Brasil, em 2016, a partir de um ponto de vista pessoal, misturando sua história familiar com a trajetória política do país. A história começa a ser contada a partir do primeiro mandato do ex-presidente Lula, em 2003, e segue analisando a posterior crise política no Brasil.

O filme, disponível para streaming na Netflix, concorre ao Oscar contra For Sama, Indústria Americana, Honeyland e The Cave. Os vencedores serão divulgados em 9 de fevereiro.

Gabigol entra no radar do Barcelona

Após a lesão de Luis Suárez que o afastará dos gramados pelos próximos quatro meses, o nome de Gabigol surge mais uma vez como um possível reforço do Barcelona, de acordo com o Mundo Deportivo. No entanto, tudo dependerá da situação do clube e os próximos passos em relação ao comando técnico da equipe. Além disso, é mais uma possibilidade dos clubes realizarem um acordo pelo chileno Arturo Vidal que interessa aos italianos.

Embora o brasileiro que tenha feito uma grande temporada pelo Flamengo esteja cotado, ele não é o favorito para ser contratado. O grande interesse do Barcelona é em outro atacante do mesmo clube: o argentino Lautaro Martínez. No entanto, há uma cláusula de saída do jogador apenas para julho por 111 milhões de euros (R$ 502 milhões de reais) e agora esta transferência seria inviável para o momento.

A principal opção está em outro sul-americano, o uruguaio Cristhian Stuani, atacante pertencente ao Girona. O experiente centroavante de 33 anos renovou com o atual clube até 2023 e hoje tem uma cláusula de saída por 25 milhões de euros (R$ 113 milhões de reais). O jogador interessou aos catalães na última janela, mas na época o clube não queria gastar dinheiro com um atleta que jogaria pouco e poderia incomodar Suárez.

Documentário sobre o golpe de 2016 concorre ao Oscar

O documentário “Democracia em Vertigem”, da diretora brasileira Petra Costa, foi escolhido nesta segunda-feira (13) para disputar uma estatueta na 92ª edição do Oscar de 2020. Além deste, outros quatro vão concorrer junto com o filme de Petra. A cerimônia acontecerá em 9 de fevereiro, em Los Angeles.

A trama narra os bastidores do golpe que levou a ex-presidenta Dilma Rousseff ao impeachment, a prisão de Lula e a ascensão de Sergio Moro e Jair Bolsonaro. Lançado mundialmente em 19 de junho de 2019, o documentário emocionou diversos espectadores e gerou a ira de bolsonaristas, que atacaram a Netflix, onde o filme está hospedado.

O filme de Petra Costa, que também dirigiu “Elena” (2012) e “Olmo e a Gaivota” (2014), premiados respectivamente nos festivais de Brasília e do Rio, já entrou na lista do New York Times sobre os melhores do gênero em 2019. Esta é a primeira indicação de Petra ao Oscar.

Além de “Democracia em Vertigem”, também vão disputar os documentários “American Factory” (Steven Bognar), “The Cave” (Feras Fayyad), “For Sama” (Waad) e “Honeyland” (Ljubo Stefanov).

Os técnicos da década perdida

POR GERSON NOGUEIRA

Com exceção do bicampeonato do PSC na Copa Verde, o futebol paraense atravessou os últimos 10 anos sem maior brilho. Se a década anterior terminou com um título brasileiro (São Raimundo campeão da Série D 2009), a partir de 2010 a situação mudou para pior.

Foram alguns poucos acessos, vários rebaixamentos e a vida seguindo seu curso, sem maiores emoções. Um levantamento do pesquisador Jorginho Neves ajuda a entender melhor a década perdida.  

Muito do que ocorreu pode ser analisado pelas escolhas de técnicos no período. O PSC teve 30 treinadores, média de três por temporada, sem contar as numerosas interinidades de Lecheva (4 vezes), Nad (2), Rogerinho (8), Ailton Costa (1) e Leandro Niehues (2).

Os técnicos com trabalhos mais consistentes e longevos foram Dado Cavalcanti, que dirigiu a equipe por 142 jogos ao longo de três passagens pelo clube; Mazola Jr. vem a seguir, com 56 partidas; Lecheva (48 jogos) e Marquinhos Santos (36) e Charles Guerreiro (31).

As estatísticas negativas de permanência ficam por conta de Andrade (4 jogos), Edson Gaúcho (5), Vica (6), Sidney Moraes (6), Givanildo Oliveira (6 jogos em 2012) e Guilherme Alves (8).

No Remo, a quantidade de técnicos efetivos foi ligeiramente menor que a do rival – 27 contratados, com média de 2,7 por temporada. Os que dirigiram o time por mais tempo foram Sinomar Naves, com 38 partidas em duas passagens pelo Evandro Almeida; Cacaio, 31 jogos e a conquista do acesso à Série C (2015); Josué Teixeira, 29; Charles Guerreiro e Márcio Fernandes, 28 jogos; e Giba Maniaes, 26.

Os menos produtivos foram Givanildo Oliveira, que ficou por apenas dois jogos em 2011; Marcelo Veiga, 3 jogos; Oliveira Canindé e Artur Oliveira (4); Eudes Pedro (7). Dentre os nativos, destaque para João Neto, que passou de interino a contratado. Treinou a equipe por 22 jogos e realizou a campanha heroica que evitou a queda para a Série D.

Algumas repetições de figurinhas dos dois lados revelam a falta de criatividade dos rivais nessa área. Givanildo é o recordista, com quatro vezes comandando os dois times. Roberto Fernandes, Charles e Edson Gaúcho também estiveram dos dois lados da pista da Almirante Barroso.

É óbvio que não se pode atribuir culpa exclusiva aos comandantes pela fraca produção da dupla Re-Pa na década, mas a eles pode ser imputada boa parte da responsabilidade pelos fiascos do time e decepções da torcida, até porque, quase sempre, tiveram papel decisivo nas contratações de bondes e pseudo reforços.

O mais preocupante é que os muitos erros acumulados na década que passou continuam a assombrar o futebol paraense.

(Amanhã, a coluna fala dos goleadores da década iniciada em 2010)

Atacante revelado pela Desportiva brilha na Copinha

A Desportiva cumpriu seu papel na Copa São Paulo de Juniores. Chegou à segunda fase, pela terceira vez em quatro edições do torneio, mas não conseguiu superar o Oeste e foi eliminada ontem, perdendo por 3 a 1.

Por outro lado, uma das revelações da Desportiva bilha intensamente e continua a disputa a competição. Trata-se do atacante Claydson Brown, 18 anos, formado nas categorias de base do clube paraense, que veste hoje a camisa do Red Bull Brasil.

No confronto com o Serra-ES, valendo pela segunda fase e disputado no sábado, em Rio Claro (SP), Claydson marcou dois gols e deu uma assistência na goleada de 4 a 0.

Rápido, Claydon atua pelo lado esquerdo do ataque e tem facilidade para o drible, virtude cada vez mais valorizada no futebol moderno. Brown disputou o Campeonato Paraense Sub-17 e marcou 11 gols, subindo de imediato para o sub-20 e disputou a Copinha 2018 com atuações elogiadas. Na ocasião, a Desportiva chegou às oitavas e ele deixou sua marca.

Na primeira fase do torneio, Claydson marcou gol na vitória de 4 a 1 sobre o Nacional-AM. Na terceira fase, o Red Bull Brasil enfrenta o Paraná Clube, com boas chances de seguir em frente.

Hélio aprova rendimento na goleada em Barcarena

O que menos interessa é a quantidade de gols, mas a movimentação da equipe. Com esta avaliação, o técnico Hélio dos Anjos manifestou satisfação com a atuação do time no primeiro amistoso da pré-temporada. Nicolas, Wesley Matos e Perema (2) fizeram os gols da vitória de 4 a 0 sobe a seleção de Barcarena, ontem à tarde.

Hélio deixou claro que o objetivo era o de observar o estágio de condicionamento dos jogadores e dar ritmo ao time. O que realmente conta, segundo o técnico, é o que vai ocorrer a parti de hoje, quando o elenco começa a ser trabalhado para o Campeonato Estadual.

É inegável, porém, que ficou uma boa impressão sobre o nível dos jogadores, mesmo atuando contra um time amador. Até o setor de meia cancha, o mais modificado, teve desempenho satisfatório.

Leão vence e Jaques reforça a busca pelo gol

Com gols de Eduardo Ramos, Wesley e Jackson, o Remo derrotou a seleção de Salinas e a avaliação do técnico Rafael Jaques foi positiva. Em entrevista à Rádio Clube, ele destacou “a busca incessante pelo gol”. O elenco ficará por mais quatro dias em Salinas, antes de voltar a Belém para fecha a preparação para o Parazão.

Fica claro, pela maneira como o time foi estruturado nos amistosos, que Jaques vai priorizar um sistema de jogo bastante ofensivo na primeira fase do campeonato. Ermel, Wesley, Lailson, Charles, Dudu Mandai e Jackson parecem mais afinados com as ideias do treinador, com chances de entrar jogando na estreia, domingo (19), contra o Tapajós.

(Coluna publicada na edição do Bola desta segunda-feira, 13)