Trivial variado do golpe narco-teocrático que derrubou Evo na Bolívia

“União de milícias teocrática e narcotráfica deram o golpe na Bolívia? Qualquer semelhança será coincidência?”. Toni Bulhões

“O degenerado que comanda o Golpe na Bolivia levou homens armados e se ajoelhou diante da Biblia, dentro do Palacio: é o primeiro golpe abertamente cristão-militar na America Latina do sec XXI. Evo esta em Cochabamba e tem apoio de 40% do país. Bolivia pode viver dias sangrentos”. Rodrigo Vianna

“A quartelada boliviana virou golpe militar. E isso depois de Evo ter aceitado a convocação de novas eleições. Inacreditável que em 2019 a América Latina volte a viver cenas de 50 anos atrás. Onde está agora a OEA, tão “preocupada” com a democracia boliviana? Não ao golpe!”. Guilherme Boulos

“Bom, pra quem ainda tem dúvidas sobre a aberração que é a imprensa corp-br (aberração do liberalismo e aberração do acordo democrático do século XX), o que rolou com Evo foi mais que um golpe – foi tipo cosplay de América Latina 1972. Jornal ou TV que não usar o nome pode carimbar”. T. C. Soares

“Quando a direita não consegue ganhar pelo voto, arruma um jeito de dar um golpe”. Elika Takimoto

“Evo Morales teve quase 50% dos votos, mas acusado de fraude aceitou fazer outra eleição. Ainda assim o exército o obrigou a renunciar. Essa é a única forma de vencê-lo, mas a maioria da população vai aceitar? Na Bolívia o povo é acostumado a lutar”. Sidney Praxedes

“Democracia só é boa quando eles vencem. Quando perdem é julho/2103, com supremo com tudo. Ou com tanques nas ruas”. Wilson Ramos Filho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s