Trivial variado do país dominado pela distopia destrambelhada

EAvvzYhWkAAFyIx

O SILÊNCIO DOS INOCENTES. Alguém sabe se o @STF_oficial foi dissolvido? Sim, porque o silêncio dos notáveis mestres do saber jurídico é tão grande, que deixa a impressão de que o Brasil virou, de fato e de direito, uma terra sem lei”. Nico Caffé

“Índios, mulheres, nordestinos, presidente da OAB, filho na embaixada, Bruna Surfistinha… Nada disso é cortina de fumaça no governo Bolsonaro. É o seu caráter, é a agenda de verdade. Cortina de fumaça é a agenda econômica. Bolsonaro a usa para dar ar de normalidade. É só isso”. Leandro Beguoci

“Lista de responsáveis pela vitória de Jair Bolsonaro e pelo seu governo que em breve vão dizer que não sabiam de nada: MBL, DEM, PSDB, PMDB, NOVO. Salva aí!”. Professor Tulio

2882770f-5c4c-42dd-8179-c56acd3f0513

“Sou a favor da liberdade de imprensa em qualquer circunstância e defendo o sigilo da fonte. Isso está assegurado na nossa Constituição”. Rodrigo Maia

“Há os covardes que torturaram o pai durante a ditadura militar e há o covarde que resolveu hoje torturar o filho debochando da sua dor e da memória de um pai desparecido político. Os brasileiros empossaram um monstro moral”. Wilson Gomes

“Já dissemos que Bolsonaro seria descartado depois da reforma previdenciária. O vaticínio parece se confirmar, tudo indica que o Deep State gringo quer se livrar de Moro no mesmo pacote. De acordo com Pepe Escobar, a vaza jato seria um resposta do próprio DS”. Sergio Cambará

d453be91-d15d-4565-aaa4-5c509be2a465

Manifesto de 800 advogados exige afastamento de Moro e ABI apoia Greenwald

P2h-wXQB

Um abaixo-assinado de advogados e juristas com mais de 800 adesões defende a liberdade de imprensa e sugere algo de forte impacto na cena política: o afastamento de Sergio Moro do cargo de ministro da Justiça. É o mais contundente manifesto contra a conduta de Moro e dos procuradores da Lava Jato.

EAxNR7XX4AA2UjA

O texto foi divulgado no evento desta terça (30), na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio, em apoio ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, que está divulgando diálogos de Moro com procuradores da Operação Lava Jato.

O documento alega, entre outras coisas, que o ex-juiz está atuando fora dos limites da lei no caso da investigação dos hackers presos na semana passada sob a acusação de grampear o próprio ministro e diversas outras autoridades.

33c015d0-14ef-4e75-a359-aadb51b295ed

Assinam o documento, entre outros, Geraldo Prado, Celso Antônio Bandeira de Mello, Alberto Toron, Aury Lopes, Marco Aurélio de Carvalho, Carol Proner, Giselle Citadino, Weida Zancaner, Antonio Carlos de Almeida Castro, Kerarik Boujikian e Roberto Podval.

EAxNR7eWkAAsRPs

“Glenn, você não tá sozinho. Nenhum de nós. Um recado pra Bolsonaro, quem tem que pegar caninha é seu assessor Queiroz!”, disse o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) durante o ato em defesa de Glenn, que reuniu na noite desta terça-feira imprensa, políticos, estudantes, sindicalistas, artistas, intelectuais, advogados e juristas.

O auditório da Associação Brasileira de Imprensa ficou lotado para pronunciamentos e manifestações em defesa do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept_Brasil. O tom dos discursos foi de enfrentamento a qualquer forma de censura ou perseguição à imprensa. 

4f8d42d6-5ed3-4d43-b514-66b91641cffa

Remo fecha mais uma contratação para o ataque

wesley

O Remo fechou hoje sua 40ª contratação na temporada: é o atacante Wesley da Silva Souza, que estava no Cianorte (PR), clube pelo qual disputou a Série D do Brasileirão neste ano, marcando 1 gol em em 10 partidas. O atleta, de 26 anos, também atuou em 2019 com a camisa da Portuguesa Santista (SP), na Série A2 do Campeonato Paulista. Em 14 jogos, Wesley (foto acima) balançou as redes apenas 2 vezes.

Wesley já está em Belém para realizar exames médicos e se integrar ao elenco do técnico Márcio Fernandes. O atacante iniciou a carreira no União São João de Araras (SP) e teve passagens por São Benedito (SP), Inter de Limeira (SP) e Londrina (PR), equipe que quase cedeu o jogador ao próprio Leão na transação que envolveu Felipe Marques, em 2018.

cris-1

O zagueiro Cris (foto acima), 31 anos, contratado junto ao River-PI por empréstimo, foi apresentado na manhã desta terça-feira. O jogador atua também pelos lados e chega para substituir Rafael Jansen, que se lesionou e só volta a jogar em setembro.

Já o atacante Neto Baiano deve ser apresentado oficialmente. Ele foi contratado e já teve seu nome registrado no BID, podendo até estrear contra o Tombense, na quinta-feira.

A frase do dia

“Bolsonaro é um doente. Já disse em discurso no Congresso, quando deputado, que a esquerda matou meu pai, pois ele entregou Lamarca na tortura. Agora diz que grupo de esquerda matou pai de presidente da OAB. Isenta os militares da tortura e ainda humilha a vítima assassinada”.

Marcelo Rubens Paiva, escritor

Técnico lamenta empate e atribui resultado à perda de jogadores por contusão

img-20190729-wa0026

O técnico Hélio dos Anjos atribuiu à perda de dois jogadores por lesão o comprometimento da estratégia que tinha montado para enfrentar o Boa Esporte. O meia Thiago Primão sentiu lesão com apenas dez minutos em campo e, no começo do segundo tempo, o lateral Tony apresentou problema no ombro. As mudanças forçadas bagunçaram o esquema, segundo ele, e influíram decisivamente no empate em 2 a 2.

Com a saída de Primão, Tomas Bastos teve que entrar logo no começo da partida. Vinícius Leite entrou na vaga de Tony, obrigando Wellington Reis a ser deslocado para a lateral direita. Apesar das reclamações de Hélio, as mudanças fizeram o time ficar mais ofensivo.

“erdemos o Primão, perdemos o Tony e conseguimos aí um ponto que, para mim, não foi legal. Buscamos um ponto em um jogo dificílimo em relação a nossa falta uma melhor capacidade”, procurou justificar o técnico.

Além da perda dos dois jogadores no jogo de ontem, o PSC terá outras baixas para o importante jogo de sábado contra o São José (RS). “O Elielton tomou o terceiro amarelo, o Collaço foi expulso após o final do jogo e o Tony sentiu uma contusão, assim como o Primão. Essa questão de estrutura tática é algo que ainda vou decidir, mas não agora. O próximo jogo só vai ser no sábado, então só vou poder dizer quando souber os jogadores que estarão totalmente à minha disposição”, disse. 

A delegação bicolor viaja na quinta-feira para Porto Alegre, onde irá enfrentar o São José-RS no sábado, a partir das 17h.

Inquérito é encerrado sem indiciamento de Neymar

najila-1

Lance informa que o advogado de Najila Trindade, Cosme Araújo Santos, criticou o fato de  Neymar não ter sido indiciado no suposto caso do estupro do jogador contra a sua cliente. A defesa da modelo questiona a delegada Juliana Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, por ter concluído o inquérito sem anexar algumas provas, como um vídeo de Neymar chegando ao hotel em Paris.

De acordo com a publicação, Cosme Araújo aponta que a gravação do circuito interno do hotel poderia comprovar que Neymar estava alterado ou agressivo, caso as imagens comprovassem que ele não estava sóbrio ou se discutiu com alguém no recinto. O que corroboraria com o depoimento de Najila. “Se realmente é verdade, a defesa de Najila encara como um absurdo o que está vendo porque, de maneira inusitada tendo a delegada pedido prorrogação para concluir o inquérito policial, resolve (encerrar a investigação), sem as diligências citadas, a exemplo da ausência do vídeo que, segundo informações, estaria por vir de Paris”, disse o advogado ao UOL.

O representante de Najila também se incomodou pelo fato da investigação ter ocorrida em sigilo. Além disso, não teve acesso ao relatório da delegada e criticou o fato da delegada ter marcado uma entrevista coletiva, nesta terça-feira, pois acredita que suas declarações podem comprometer o caso e colocar a opinião pública contra a modelo, completa o site.

Míriam Leitão acorda e afirma que Bolsonaro é repulsivo

34dcd12a-2767-483f-8689-15a5c4ead6e7

A jornalista Míriam Leitão interrompeu suas férias para publicar em seu blog no jornal O Globo dura crítica a Jair Bolsonaro. Ela demonstra sua repulsa ao ocupante do Planalto em artigo: “Durante mais de três décadas – escreve – os militares disseram ao país que não tinham documentos, não sabiam dizer onde estavam os desaparecidos políticos, não souberam como morreram os que foram assassinados nos quartéis durante a ditadura militar. Hoje, o presidente Jair Bolsonaro disse o oposto. Primeiro, decidiu brincar com mais um drama humano e dizer ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, que sabia como o pai do advogado havia morrido. Depois, criou a sua versão que culpa a esquerda”.

“O que o presidente fez é repulsivo”, enfatiza a jornalista. E prossegue: “Mostra, como definiu Felipe Santa Cruz, crueldade e a falta completa de empatia que os seres humanos têm uns em relação aos outros. O presidente brinca com o sentimento de um filho que nunca conviveu com o pai porque ele foi morto aos 26 anos”.

Depois de assinalar que Bolsonaro se coloca “como o conhecedor dos segredos da ditadura” e de “informações sonegadas”, Míriam escreve: “O Brasil não teve o conforto das informações. Em nome da paz e da construção do futuro foi dito que aceitássemos essa perda de memória dos militares. Só que ontem, pela fala do presidente, caiu a máscara. O presidente se sente no direito de manipular as informações que foram sonegadas ao país e às famílias e jogar a culpa sobre as vítimas. Quem está com a palavra agora é o Exército, a Marinha, a Aeronáutica. O que houve com Felipe Santa Cruz, o pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil? Como foram as circunstâncias dessa morte e de tantas outras ocorridas no período em que os militares governaram o Brasil? Onde estão os restos dos desaparecidos políticos?”

xfernandosantacruz-1.jpg.pagespeed.ic.EZ7kjOnfdK

E finaliza: “A Constituição anda sendo desrespeitada diariamente pelo presidente da República. É hora de lembrar o que disse o grande Ulysses Guimarães ao promulgar a nossa Carta Magna: ‘Temos ódio à ditadura, ódio e nojo’. Ontem foi o dia de sentir nojo”.