Leão e Papão estreiam fora de casa na Copa Verde 2019

paysandu

Saiu nesta quarta-feira a tabela detalhada da Copa Verde 2019. Remo, Paissandu e Bragantino representam o futebol do Pará na edição deste ano, que é a sexta. A competição deste ano terá, além de clubes do Norte, agremiações do Centro-Oeste e um representante do Espírito Santo.

O Bragantino estreia na primeira fase jogando no estádio Diogão, no dia 24 de julho, contra o São Raimundo-RR. O adversário é o atual campeão roraimense e disputou a Série D 2019, caindo para outro paraense, o São Raimundo de Santarém, na segunda fase do campeonato. O vencedor enfrenta o Santos-AP, nas oitavas de final.

A dupla Re-Pa entra na Copa Verde já nas oitavas. O PSC espera o vencedor de Humaitá-AC e Nacional-AM e estreia na competição fora de casa, decidindo na Curuzu. O Remo, assim como o maior rival, também começa jogando fora de Belém. A partida da volta, em Belém, está marcada para o Mangueirão. O Leão aguarda o ganhador do duelo entre Sobradinho-DF e Manaus-AM.

TABELA DOS TIMES PARAENSES

PRIMEIRA FASE

Bragantino x São Raimundo-RR, dia 24/07, às 15h, no estádio Diogão
São Raimundo-RR x Bragantino, dia 31/07, às 20h30, no estádio Raimundo Ribeiro

SEGUNDA FASE

Humaitá-AC ou Nacional-AM x Paysandu, dia 7 ou 8/08, horário e local a definir
Paysandu x Humaitá-AC, dia 14 ou 15/08, no estádio da Curuzu, horário a definir

Sobradinho-DF ou Manaus-AM x Remo, dia 7 ou 8/08, horário e local a definir
Remo x Sobradinho-DF ou Manaus-AM, dia 14 ou 15/08, no Mangueirão, horário a definir

A frase do dia

“Tá certo o Casagrande. Gabriel Jesus, o senhor tem que fazer gol mesmo. Você queria que ele falasse o quê para o senhor? Se o senhor não fizesse gol, ia dar a resposta que deu? O senhor deu resposta na Copa do Mundo? Jogou muito ontem e tem que ser elogiado por mim e por todos aqui. Agora, queria dar desculpinha com o Casagrande? Quem é você perto do Casagrande?”, questionou Neto. “Vocês são tudo ‘dodoizinho’. Não pode falar nada de vocês”.

Neto, comentando crítica de Gabriel Jesus a Casagrande

Argentinos elogiam Messi e atuação do Brasil, mas criticam arbitragem

A derrota por 2 a 0 para o Brasil, na semifinal da Copa América, fez com que a imprensa da Argentina, de maneira geral, criticasse a arbitragem, elogiasse Lionel Messi e destacasse a eficácia da seleção brasileira em campo, colocando o rival como “inalcançável”. O jornal “Olé” foi o mais enfático nas reclamações à arbitragem. Em sua capa da edição de hoje, o tradicional diário esportivo fez um trocadilho com a palavra VAR e não economizou nas críticas.

capa-do-ole-sobre-jogo-brasil-x-argentina-1562152036785_v2_450x600

“Outro papelão da arbitragem, fracasso da Copa América: não revisaram dois pênaltis claros para a Argentina”, escreveu o jornal, que ainda destacou uma declaração de Messi reclamando da arbitragem. Sobre o camisa 10 argentino, o “Olé” fez uma avaliação positiva. Em seu site, chegou a dar nota 10, dizendo que Messi jogou a sua melhor partida na Copa América.

“Marcado por vários (jogadores) e com faltas sistemáticas, conseguiu complicar a defesa brasileira e armar o jogo. No primeiro tempo fez uma jogada bárbara que Agüero não aproveitou. No segundo tempo, teve o lance do chute na trave que teria sido o 1 a 1, mas ela (a bola) não quis entrar. Um Messi que sempre tentou até o último minuto”, disse.

IRONIA – A Associação do Futebol Argentino (AFA) alfinetou a arbitragem da partida entre Brasil x Argentina, que classificou a seleção comandada por Tite para a decisão da Copa América. Com uma imagem alusiva ao árbitro de vídeo, os argentinos ironizaram a atuação da equipe comandada pelo equatoriano Roddy Zambrano. Na visão da equipe alviceleste, o juiz ignorou dois pênaltis a favor dos visitantes no Mineirão. Em imagem publicada na conta oficial da AFA, a entidade diz que “vimos o mesmo que vocês”.

A frase reforça a posição dos jogadores e dos torcedores argentinos, inconformados por dois possíveis pênaltis ignorados, inclusive, pela equipe dos árbitros de vídeo. Os lances em questão ocorreram em infrações reclamadas sobre Agüero, quando a partida estava 1 a 0, e Otamendi, já com o placar definido.

A foto serviu também para parabenizar os atletas argentinos pela atuação. “Obrigado a nossos jogadores pela entrega incondicional”, escreveu a AFA, que, segundo informações do Olé, pensa em entrar com uma reclamação formal contra a Conmebol pela reclamação sobre a atuação dos árbitros.

Bolsonaro tenta pegar carona na Seleção e toma vaia em Belo Horizonte

O Brasil ganhou o jogo contra a Argentina. Mas Bolsonaro perdeu – e feio.
Basta ver os vídeos com as vaias.
No estilo populista, Bolsonaro tenta se mostrar um cidadão comum – o que, obviamente, é marketing.
Ele entrou no campo no intervalo. Não foi, como se vê, uma boa ideia. Foi um vexame.
Nenhum presidente é um cidadão comum.
Pergunte quanto gastamos para Bolsonaro assistir à partida: todos os seguranças, aviões, policiais militares.
A vaia apenas reflete o que dizem as pesquisas. Já se passaram 6 meses de governo: a economia não gerou os empregos sonhados pelos brasileiros.
Nenhum governante vai bem se a economia está mal.

(Do Catraca Livre)