A juízes pan-americanos, Papa se diz preocupado com a intervenção do judiciário na política

lula-papa-600x293

No encerramento da Cúpula Pan-americana de Juízes sobre Direitos Sociais e Doutrina Franciscana, na terça-feira (4), o Papa Francisco disse estar preocupado com o uso indevido de procedimentos legais e tipificações judiciais que afetam no cenário político. Francisco também disse que não se pode naturalizar a desigualdade social.

Reunida entre os dias 3 e 4 de junho, a conferência organizada pelo Vaticano contou com a presença de 50 países das “três Américas”. Ao encerrar a cúpula, Francisco destacou o papel dos magistrados na construção de uma ordem mais justa, destacando que “não há democracia com a fome, nem desenvolvimento com a pobreza, nem justiça com desigualdade”, mas criticou o chamado lawfare (no português, guerra jurídica).

“Me preocupa uma nova forma de intervenção exógena nos cenários políticos dos países, através do uso indevido de procedimentos legais e tipificações judiciais. Além de colocar em sério risco a democracia, geralmente é utilizada para minar processos políticos emergentes e se inclinar para a violação sistemática dos direitos sociais”, afirmou.

O pontífice defendeu que é fundamental a detecção e neutralização dessas práticas. “Para garantir a qualidade institucional dos Estados, é fundamental detectar e neutralizar esse tipo de prática que resulta da atividade judicial imprópia em combinação com operações multimidiáticas paralelas”, disse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s