CBF confirma Copa Verde em agosto

Depois de muita boataria, a CBF bateu martelo nesta sexta-feira, confirmando a realização da Copa Verde 2019, a ser realizada em agosto, logo depois da Copa América. Uma empresa privada será patrocinadora, garantindo a parte logística da competição, que tem Remo e Paissandu como representantes paraenses.

A premiação continuará baixa, mas a CBF garante ao campeão o direito de participação na Copa do Brasil, a partir das oitavas, com bonificação de R$ 2,5 milhões.

Trivial variado do país que reinventa (e deforma) o conceito de democracia

67fb026e-7878-4fdb-add9-5f97267fffe4

“Com lucro de R$ 6,9 bi no trimestre, presidente do Itaú torce por reforma da Previdência ambiciosa Brasil quebrado mas o lucro dos bancos só aumentam Ninguém liga os pontos? Por que o presidente do Itaú torce tanto pela deforma”. Graça Lula Vieira

“Os neoliberais congelaram gastos públicos, fizeram 5 leilões do pré-sal, venderam a Embraer e reduziram direitos trabalhistas. Resultado: desemprego recorde e quedas nas vendas da indústria e do PIB. A conta não fecha. O funcionalismo que se prepare para atrasos nos salários”. Florestan Fernandes

“Por telefone, Bolsonaro, em entrevista a Mônica Bergamo, ao lado de outro facínora, Feliciano, a caminho de um culto evangélico, assegura que fará de tudo para levar a Venezuela à democracia. Se Péricles soubesse desse intermediário, não a teria inventado na Grécia Antiga.” Palmério Dória

“A imprensa americana e suas fontes ‘indubitáveis’ do Pentágono e Casa Branca derrubaram Maduro antes da própria Venezuela. E todo mundo foi atrás. A ditadura segue…”. Marcelo Rubens Paiva

“Desmascarado, conhecido mundialmente como perseguidor e algoz de Lula, enxotado em outros países, o jeca de Maringá tenta uma saída honrosa, fazendo de conta que está insatisfeito com governo que ajudou a eleger, prendendo o candidato preferido pelo povo brasileiro. Conta outra.” Toni Bulhões

“Luto por um País em que o motorista possa se internar no mesmo hospital que o presidente da República. Mas perguntar não ofende: quem pagou a conta do Queiroz no Albert Einstein? #CadêOQueiroz”. Erika Kokay

Professor perde emprego depois de ler aos alunos textos contra tortura

O professor de educação física Willian Meister foi demitido da Escola Municipal de Educação Básica Oswaldo dos Reis, de Itapema, Santa Catarina, por ter apresentado um texto poético sobre a ditadura para discussão com os alunos. A cobertura é do portal Jornalistas Livres.

William contou que optou pela aplicação do debate por estar dentro do projeto de incentivo à leitura que integra todas as disciplinas da escola. A aula aconteceu durante a semana do 55ª aniversário do golpe que instituiu a Ditadura Militar no país de 1964 a 1985 e, aproveitando também o fato de a quadra da educação física estava passando por reformas.

em-sc-professor-perde-emprego-depois-de-ler-aos-alunos-textos-contra-tortura-professor-sc

Meister (foto) apresentou aos alunos Canção para ‘Paulo’ (A Stuart Angel), escrito pelo poeta paraibano Alex Polari, preso e torturado pelos militares aos 20 anos. Ele revelou à estilista Zuzu Angel que testemunhou a morte do seu filho, sob violenta tortura.

Logo após a aula, o professor disse que recebe uma advertência do diretor, Emílio César da Silva, que também é presidente do Conselho Municipal de Educação de Itapema. Silva é próximo da secretária municipal de Educação, Alessandra Simas, irmã da prefeita Nilza Simas (PSD). As duas se destacaram durante a campanha eleitoral em apoio ao então candidato Jair Bolsonaro (PSL).

Ainda segundo Meister, a direção da escola justificou sua advertência por conduta inadequada. Dois dias antes de receber a chamada, soube pelo diretor que havia uma denúncia anônima de um pai “youtuber” à prefeita Nilza Simas. Depois ficou sabendo que o pai era o ex-militar Marcelo Fidêncio. Finalmente, na véspera do Dia do Trabalhador, quando deveria renovar o contrato como professor Admitido em Caráter Temporário (ACT), Meister recebeu uma carta da secretaria municipal de Educação que estava dispensado do posto ocupado desde 2012 por concurso público.

Em entrevista aos Jornalistas Livres, o professor explicou que o caso dos poemas sobre tortura foi o ápice de um processo de perseguição político-ideológica mais longo. Em 2012, Meister se candidatou a prefeito de Itapema pelo PSOL, fazendo oposição direta à chapa vencedora do PSD.

Ele levou o caso à justiça argumentando ainda que a demissão fere o princípio de legalidade, uma vez baseada em uma advertência irregular, amparada apenas na queixa do pai contra o texto discutido em sala de aula.

“Nossa representação ao MP contra a minha demissão denuncia vários indícios de assédio moral, com farta documentação, ocorridos desde o início do ano, que levaram a gestão da escola a cometer crime de improbidade administrativa”, completou.

Para ler a reportagem dos Jornalistas Livres na íntegra, clique aqui.

Canção para ‘Paulo’ (A Stuart Angel)

Por Alex Polari

Eles costuraram tua boca
com o silêncio
e trespassaram teu corpo
com uma corrente.
Eles te arrastaram em um carro
e te encheram de gases,
eles cobriram teus gritos
com chacotas.
Um vento gelado soprava lá fora
e os gemidos tinham a cadência
dos passos dos sentinelas no pátio.
Nele, os sentimentos não tinham eco
nele, as baionetas eram de aço
nele, os sentimentos e as baionetas
se calaram.
Um sentido totalmente diferente de existir
se descobre ali,
naquela sala.
Um sentido totalmente diferente de morrer
se morre ali,
naquela vala.
Eles queimaram nossa carne com os fios
e ligaram nosso destino à mesma eletricidade.
Igualmente vimos nossos rostos invertidos
e eu testemunhei quando levaram teu corpo
envolto em um tapete.
Então houve o percurso sem volta
houve a chuva que não molhou
a noite que não era escura
o tempo que não era tempo
o amor que não era mais amor
a coisa que não era mais coisa nenhuma.
Entregue a perplexidades como estas,
meus cabelos foram se embranquecendo
e os dias foram se passando.

Trevas, trevas. 

Pikachu repete Neymar e tenta agredir torcedor no aeroporto de Manaus

xpikachu-agressao-torcedor-vasco.jpg.pagespeed.ic.Zy2oQeTu5p

O meia Pikachu protagonizou uma cena de violência no desembarque do Vasco em Manaus, na madrugada desta sexta-feira, bem parecido com a confusão envolvendo Neymar na Copa da França. Em vídeo que circula nas redes sociais, o jogador aparece tentando dar um soco em um torcedor que estava no aeroporto da capital amazonense, quando caminhava em direção ao ônibus do time.

Nas imagens, que já viralizaram nas redes sociais, Pikachu aparece sendo retirado pela polícia de perto do torcedor após o golpe. É possível ver em um dos vídeos (abaixo) que uma pessoa atira uma sacola plástica no jogador, que de imediato revida com o soco.

Nas redes sociais, o episódio repercutiu negativamente junto à torcida do Vasco, aborrecida com a campanha ruim no começo do Brasileiro. Alguns torcedores pediram punição rigorosa do clube ao jogador paraense.

O Vasco está em Manaus para o jogo contra o Corinthians, neste sábado, às 19h, na Arena Amazônia, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O Vasco é o lanterna, com duas derrotas. Até o momento mais de 20 mil ingressos já foram vendidos para o duelo.

Isso fez lembrar a atitude do craque Neymar, do Paris Saint-Germain, que também desferiu um soco contra o um rapaz nas arquibancadas do Stade de France, enquanto se dirigia para pegar a medalha pelo vice da Copa da França. Neymar será julgado nesta semana pela Comissão de Ética da Federação Francesa.

O prefeito que empinava pipas e lorotas

2014 Inf4 ViAp L3 P71 soltando pipa

Como se não houvesse amanhã, o prefeito de Belém acaba de sancionar uma incrível lei destinada a regular a prática de empinar pipas. A partir de agora, os praticantes da nobre arte de fazer subir cangulas, rabiolas e papagaios precisam observar certos mandamentos.

Curiosamente, uma brincadeira infantil está vedada a crianças. Menores de 18 anos estão proibidos de sair por aí empinando curica em via pública. E os adultos só podem brincar em praças públicas e áreas da orla.

Interessante é o veto sumário ao uso do cerol, aquele composto especial que turbina as linhas com pó de vidro e partículas de metais para derrubar concorrentes no famoso “corta e apara”. Além de pilotar desastrosa gestão, recordista em crateras nas ruas da capital, o prefeito virou estraga-prazeres, cortando justamente o maior barato da brincadeira.

Será que até o fim da administração o prefeito vai encontrar um tema mais desnecessário e inoportuno do que a regulamentação do uso de curicas?

Moro, desgastado e sem poder, lança balão de ensaio sobre renúncia

sergio-moro-1-600x400-450x300

Jornais e blogs políticos ligados ao governo divulgam desde ontem à noite a especulação de que o ministro da Justiça, Sergio Moro, estaria propenso a pedir demissão do cargo. A história surgiu através do site direitista O Antagonista, muito ligado a Moro desde os tempos da Lava Jato. Fica óbvio então que o ministro usou um veículo amigo para externar insatisfação e observar a repercussão.

“Sergio Moro não está nada satisfeito com as recorrentes sabotagens contra sua gestão e chegou a falar com assessores sobre uma possível demissão, caso seu pacote anticrime não seja aprovado”, diz o trecho da reportagem.

Desgastado pelas críticas ao pacote anticrime, sua proposta para enfrentar a criminalidade urbana e a corrupção, Moro parece cada vez mais preocupado com a perda de poder dentro do governo. E, obviamente, ansioso por mais espaço midiático, que sempre foi generoso no período da Lava Jato.

“Moro também não vai tolerar o esvaziamento do Ministério da Justiça, sem Coaf e Segurança Pública. O ex-juiz da Lava Jato, por enquanto, não pretende expor sua insatisfação”, diz ainda a nota do site. Bolsonaro cogita retirar o Coaf do Ministério da Justiça para agradar o Congresso Nacional.

Diga ao povo que fico!

fidelis-djalma

POR GERSON NOGUEIRA

Depois de arrastada novela, Fidélis tomou a decisão mais sensata. Anunciou ontem à tarde que vai ficar no Bragantino para disputar a Série D, desistindo de se aventurar por águas tormentosas na capital. A dupla Re-Pa estava de olho comprido, iniciando uma espécie de competição para tê-lo como reforço para a Série C.

O atacante talvez tenha observado com atenção o que se passa com jogadores regionais ou que surgem nos clubes emergentes do interior. Até aqueles que conseguem ganhar certo espaço acabam por ser descartados na primeira oportunidade, sempre para abrir vaga para um importado bem recomendado.

Um caso típico é o do centroavante João Leonardo foi liberado pelo Papão sem ter tido uma chance sequer no time titular. Antes, já havia sido descartado pelo Remo. Foi outro que optou pelo Bragantino, onde viveu seus melhores momentos, na temporada de 2018.

Outro exemplo a respaldar a decisão de Fidélis é Elielton, que permanece na Curuzu, mas como titular da suplência, principalmente depois que Pimentinha foi contratado, por indicação do técnico Léo Condé. A instabilidade que ronda os também regionais William e Alan Calbergue só confirma a tendência.

No Remo, o jovem Lailson, oriundo das divisões de base, vive outra situação emblemática. Foi promovido pelo técnico anterior, João Neto, mas nunca efetivado na equipe. Com Márcio Fernandes, entrou no decorrer de um jogo, fez boa figura, mas nunca mais ganhou oportunidade. Com a chegada de reforços para o meio-campo, tende a ser deixado de lado.

Samuel e Tiago Félix foram outros que foram esquecidos na reserva. O fato é que técnicos de fora não põem muita fé em boleiros da região. Questões de preconceito, reforçado pelo desempenho realmente ruim de alguns jogadores. Michel nem bem chegou, já ficou como segunda ou terceira opção, sendo que o técnico deixou claro que não é uma indicação dele.

Fidélis, 31 anos, foge ao perfil de jogadores cobiçados normalmente pelos rivais da capital, mas confirma a assustadora desinformação que reina nas comissões técnicas quanto a atletas dos clubes emergentes. Joga nos clubes do interior há pelo menos dois anos, sempre em bom nível, mas não despertou interesse de Leão e Papão.

Neste ano, com as boas atuações pelo Bragantino no Parazão e na Copa do Brasil, virou objeto de desejo. Passou a ser cortejado, mas manteve a palavra e respeitou o compromisso firmado com o clube de Bragança.

Ao contrário do zagueiro Dedé, outro destaque do campeonato estadual, que se transferiu para o Vitória (BA), um clube que se especializou na formação de atletas, Fidélis sabia que tanto no Baenão quanto na Curuzu teria chances minguadas de mostrar seu jogo. Preferiu o certo ao duvidoso.

————————————————————————————-

Colorado atravessa o caminho do Papão na Copa BR

Fábio Alemão, que tem jogado improvisadamente como lateral-direito, deve ter sido quem mais vibrou com a notícia de que o Internacional será o adversário do PSC nas oitavas da Copa do Brasil. O sorteio de ontem, na CBF, colocou o Colorado mais uma vez na rota dos times paraenses.

Foi assim no ano passado, quando o time gaúcho derrotou o Remo por 2 a 1 no Mangueirão, na segunda fase da Copa do Brasil. O Internacional era dirigido por Odair Hellman, que se manteve no cargo e comanda o time na Libertadores com boa campanha.

Voltando a Fábio Alemão, ele foi cedido pelo Inter ao Papão no ano passado para disputar a Série B e ganhar experiência. Não foi aproveitado na competição e só entrou em campo no Parazão, jogando cinco vezes, sempre improvisado. Na Série C, voltou a ser deslocado para a lateral direita na estreia contra o Ypiranga, em Erechim.

Diante do Inter, ele pode ter a chance de mostrar qualidades ao clube de origem. Ao mesmo tempo, contribuirá para que o PSC quebre o favoritismo que todos os analistas atribuem ao Colorado – como ao Palmeiras contra o Sampaio e ao Grêmio contra Juventude ou Vila Nova.

————————————————————————————-

Torcida paraense mostra força no DAZN

Nos primeiros jogos ofertados ao público paraense pelo DAZN, serviço de streaming para esportes, na rodada inaugural da Série C, o Remo levou a melhor nas visualizações. Obteve 318 mil, no jogo contra o Boa Esporte, contra 292 mil do PSC, na partida diante do Ypiranga.

Os números da torcida azulina só ficaram abaixo do jogo Inter x Juventus (Campeonato Italiano), que cravou 453 mil visualizações na grade de audiência do DAZN no último fim de semana.

Pela expectativa gerada em torno dos jogos da dupla Re-Pa, cujos índices são bem superiores aos obtidos pelos jogos do grupo A da Série C, o DAZN já deve ter se dado conta de que o caminho do sucesso passa pelo Norte.

As condições técnicas das exibições têm sido elogiadas, mas o DAZN tende a conquistar ainda mais o torcedor se caprichar nas narrações e comentários, ainda histriônicos demais para os limites do bom senso.

(Coluna publicada no Bola desta sexta-feira, 03)