Leão reordena prioridades

edno-5

POR GERSON NOGUEIRA

Com a espada dos bloqueios de renda sobre a cabeça, a diretoria do Remo começou a enxugar o elenco e preparar a renovação de peças para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série, que começa uma semana após o final do Parazão. Edno e Echeverría, donos dos maiores salários do elenco, foram desligados ontem, não sem rusgas no processo.

Edno (35 anos) alega ter viajado para tratar de problemas pessoais e que foi surpreendido com a decisão da diretoria. Revelou nas redes sociais que o clube não havia firmado contrato definitivo com ele, apesar de ter sido inscrito no BID e atuado em três partidas.

Deixou no ar, ainda, que compromissos financeiros não teriam sido honrados pelo clube. Da parte da diretoria, a posição oficial é a de que a decisão de sair coube ao próprio jogador, que não marcou nenhum gol nesta segunda passagem pelo Evandro Almeida – a primeira foi em 2016.

À tarde, o presidente Fábio Bentes comunicou acordo com o meia-atacante Echeverría (30) para rescisão de contrato. O jogador, que chegou cercado de grandes expectativas, não teve o desempenho esperado. Sob o comando do técnico João Neto, não se firmou como titular, chegando a ser improvisado na lateral esquerda.

Com Márcio Fernandes, Echeverría seguiu fora do time principal, entrando no decorrer das partidas. Apesar disso, saí como artilheiro do time no Estadual, com três gols (dois de pênaltis).

O aperreio financeiro vivido pelo clube é de conhecimento público. Com dívidas acumuladas há anos, a atual diretoria tem feito ginástica financeira para cumprir acordos e pagar salários.

A Justiça bloqueou toda a receita oriunda de contratos de patrocínio e cotas de participação na Copa do Brasil e agora acaba de avisar que irá bloquear 40% da arrecadação da partida final do Parazão e dos demais jogos do Remo como mandante na temporada.

Diante de cenário desanimador para a gestão, que tem receita comprometida até 2020 (incluindo a Copa BR), não há dúvida quanto à necessidade de reordenar as prioridades e fazer as trocas necessárias para fortalecer o elenco que disputará a Série C.

De positivo, a essa altura, é a compreensão do torcedor e o apoio unânime à diretoria por parte de conselheiros, cardeais, beneméritos e grandes beneméritos, posição manifestada na reunião convocada pelo presidente Fábio Bentes, na sede social, terça-feira à noite.

——————————————————————————————

Tito, Fidélis e Dedé: os mais especulados no Baenão

A diretoria do Remo mantém a sete chaves os nomes dos reforços que devem aterrissar no Evandro Almeida no começo da próxima semana. A preocupação é compreensível. Às vésperas de uma decisão de campeonato estadual, o pior a acontecer em termos de ambiente interno é a ameaça de trocas e demissões.

Apesar disso, circula com insistência o boato de que o atacante Tito (30), ex-Botafogo-PB e Confiança-SE, deve ser o substituto de Edno. O meia-atacante Carlos Alberto, do futebol paulista, viria para a vaga aberta com a saída de Echeverría. O ataque ainda poderá ter o reforço do habilidoso dianteiro Fidélis (31), embora as duas partes não confirmem nada.

Outro nome cogitado entre atletas do futebol regional é Dedé, expoente da defesa do Independente, que em alguns jogos mostrou habilidades ofensivas também, como na vitória sobre o PSC nas semifinais.

——————————————————————————————-

Papão segue no mercado buscando nomes

O que aparentemente é muito ruim, pode se revelar razoavelmente interessante. A precoce entrada em recesso do Papão, com o fracasso no Parazão, abriu espaço para que Léo Condé intensificasse os treinos para a Série C e apressou a busca por novos jogadores.

De concreto, até agora, há o acerto com o atacante Pimentinha (31 anos), o lateral direito Tony (29) e o atacante Jheimy (31). Outra contratação que estaria em análise é a de Leandro Cearense (33), que estava no Novo Hamburgo.

Ex-jogador do clube (e do rival), Cearense deixou a Curuzu há dois anos e desde então não mostrou nada de maior relevância nos clubes que defendeu – Fortaleza e Novo Hamburgo. Sua contratação recebeu muitos questionamentos por parte da torcida nas redes sociais.

Cearense viria para disputar posição com Paulo Rangel (34) e Paulo Henrique (25), jogadores que disputaram o certame estadual sem empolgar a torcida. Outro nome muito citado é o do meia-atacante Tiago Luís (30), do São Bento, que esteve no Papão em 2016 e deixou saudades.

O tempo ainda permite a Condé receber esses jogadores e começar a formatar um time mais compatível com as expectativas do torcedor para a duríssima batalha da Série C.

(Coluna publicada no Bola desta sexta-feira, 19)

2 comentários em “Leão reordena prioridades

  1. Futebol paraense e essa mania de trazer jogadores que já passaram por aqui deixando saudades ou não. No Brasil tem tantos jogadores novos em condições de praticarem um bom futebol aqui, aí vem os dirigentes com essa de recontratar jogadores que nem sempre dão certo na volta. Pelo menos desses especulados no Remo, são jogadores que ainda não jogaram no time, mas o Edno, apesar do esquema não favorecer, chegou fora de forma. No mais continua o mesmo, os grandes formam um time pro paraense e outro pro brasileiro.

    Curtir

  2. Na minha modesta opinião acho que será uma passagem rápida pela série C da dupla da capital.
    Os adversários se prepararam para o torneio enquanto que os paraenses ainda vivem de ilusão contratando jogadores que já passaram por aqui, e se aqui voltaram é porque não prestam.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s