José de Abreu, autoproclamado presidente, apresenta seu plano de governo

“Assim como o Juan Guaidó, resolvi me proclamar presidente do Brasil. Foi uma ideia meio louca – alguém me mandou um tweet sobre a situação venezuelana e fiquei pensando como alguém pode simplesmente se declarar presidente de uma nação”. Desse modo, o ator José de Abreu explicou ao DCM a ideia de virar presidente do Brasil da noite para o dia.

1n08sqzoku1k3gs02e4lap0pg-600x375

O ator de 72 anos, nascido em Santa Rita do Passa Quatro, interior paulista, tem longa relação com a política. Há 50 anos, estudava direito na PUC São Paulo e participou do Congresso da União Nacional dos Estudantes em Ibiúna, um marco da resistência contra a ditadura.

De acordo com José Abreu, o jovem de 21 anos em 1968 não imaginava o Brasil atual – nem os 13 anos de governo petista, nem a ascensão de Bolsonaro: “Nossa luta é muito mais simples e imediata – era contra a ditadura militar e pelo restabelecimento da então jovem democracia brasileira. “1968 foi um ano muito duro”, relembra.

Ele lamenta a situação na Venezuela e faz ponderações. “Ninguém é madurista (apoiador de Nicolás Maduro) de modo convicto, mas a Venezuela enfrenta embargo e outras dificuldades causadas pela oposição e por países estrangeiros”.

Abreu diz que “apesar de Lula ter melhorado as condições das Forças Armadas brasileiras, acho que o Brasil precisaria de apoio bélico dos EUA para enfrentar os vizinhos no front”.

“Iniciar uma guerra com a Venezuela iria causar uma enorme mortandade de jovens venezuelanos e brasileiros. Nem quero pensar nisso”, diz o autoproclamado presidente brasileiro. “Vamos mudar de assunto porque eu não quero falar só da Venezuela”, diz o ator.

Para Abreu, o Brasil precisa de um ministério de notáveis para se contrapor ao governo Bolsonaro. (Fernando) Haddad, Dilma, (Guilherme) Boulos e (Celso) Amorim fazem parte do “dream team” de Abreu – segundo ele, os ministros de Bolsonaro parecem escolhidos a dedo para espelhar o chefe.

“Ricardo Velez (Educação) é maluco e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) é psicopata. Não consigo entender”, completa o presidente Abreu.

Sérgio Moro, da pasta da Justiça, é outra escolha criticada por Abreu: “Moro recebeu um cargo de presente por ter tirado Lula da eleição” – para ele, Lula venceria no primeiro turno. “Nossa direita não é inteligente e vai acabar tropeçando nas próprias pernas”, diz Abreu. Para fazer o Brasil crescer, Abreu vai pedir a receita a outro presidente: Lula.

5x_7p-oE (1)

Confira a entrevista com o “presidente”:

1 – Qual seria sua primeira medida como presidente?
Seria certamente encontrar uma solução para reparar a injustiça contra Lula. O fato do Moro ter aceitado o Ministério abrindo mão da carreira de juiz – como se fosse um pagamento – prova que houve conluio para que Lula não pudesse ser candidato, já que Lula ganharia no primeiro turno.

2 – Tem ideia de quem seriam alguns dos seus ministros? 
Sim, claro: Eduardo Suplicy, Fernando Haddad, Amorim, Dilma Rousseff, Guilherme Boulos, Manuela, Maria do Rosário, Jandira Feghalli, Jean Willys, Antonia Pelegrino… A Lola Aronovich não topou, mas eu faria um apelo especial. Mas tem muita gente boa e que agora não me vem. Ah, Benedita da Silva, com certeza.

3 – Já que é necessária uma reforma da Previdência como você iria fazê-la?
Primeiro, cobrar os débitos absurdos de empresas e pessoas físicas devedoras. Cortar pensões de herdeiros de aposentadorias, como filhas de militares casadas que se fingem de solteiras. Hoje temos a união de fato que permite provar que vivem maritalmente. E estudar bem esse tal “déficit” que ainda é motivo de discussão. E, se for o caso, usar royalties do petróleo para ajudar a equilibrar as contas públicas.

4 – O Brasil patina no crescimento econômico desde 2015. Como fazer a economia voltar a crescer?
Quem sabe o que fazer para o Brasil voltar a crescer é quem fez o Brasil crescer. Lula me mostrará o caminho.

5 – Qual seria a postura do seu governo em relação a pautas como o aborto, descriminalização das drogas e outros temas de costumes?
Liberação da maconha e controle governamental sobre o uso das outras substâncias psicotrópicas. Considerar o dependente químico como doente e não como bandido, como já é feito em vários países. Já o aborto é uma questão que depende da mulher – ela é dona do seu corpo. Considerar racismo, homofobia, misoginia e outras demonstrações fascistas como crime contra a Humanidade com prisão sem direito à fiança. Apoio às quotas raciais, apoio incondicional às nações indígenas e quilombolas.

6 – O Brasil está sempre na rabeira dos índices educacionais mundiais. Como melhorar nossas escolas?
Com dinheiro: educação boa custa caro em qualquer lugar do mundo, temos que usar os royalties do pré sal como Dilma havia decidido… Dar melhores condições de trabalho aos professores, aumento de salários, estimular mestrados e doutorados dos professores através de bolsas de estudo no Brasil e no exterior.

7 – A corrupção está associada ao financiamento de campanhas. Como fazer para evitar práticas como caixa 2 e outros delitos eleitorais que estão ligados à corrupção?
Isso é difícil de equacionar, tão difícil que nem o Moro consegue. Antes de ser ministro, Caixa 2 era crime, agora não acha mais. Sou pelo financiamento estatal das campanhas, com controle rigoroso das despesas. Acho que os candidatos têm que ser responsabilizados, com penas pecuniárias duríssimas, proporcionais aos possíveis desvios, além das penas de prisão.

8 – Como seria a sua política externa com Venezuela, China e EUA?
Celso Amorim disse hoje (26): temos que respeitar a autonomia dos países. Ajuda humanitária verdadeira só com autorização da ONU e efetivada pela Cruz Vermelha. Senão é apenas provocação barata. Com China e EUA, precisamos ter uma relação independente, sem ser capacho nem de um, nem de outro.

9 – Como você combateria privilégios de militares, judiciário e alto funcionalismo federal?
Creio que se poderia conseguir apoio da população para acabar com os privilégios de uma casta que tem o que os outros brasileiros não tem. Pensões sem fim, que passam para filhas. Casamentos de octogenários com parentas próximas e jovens, que herdam as pensões. As vezes a herdeira tem pouco mais de 20 anos e vai receber até morrer. Uma aposentadoria de 10, 15 anos passa a ser de 50, 60 anos! Não tem como isso continuar.

10 – Você revisaria o processo do ex-presidente Lula?
Sem dúvida. O fato do Moro ter recebido seu pagamento na forma de um Ministério é a prova cabal de que foi um golpe contra a democracia a prisão do Lula. Assim como o impeachment da Dilma. Esse governo não é legítimo, portanto.

Portuguesa tem troféus apreendidos para penhora por dívida

D0SL3vWWsAAS7vU

Uma dívida de R$ 105 mil com o jogador Francisco Teocharis Papaiordanou Filho, o Fran, fez cinco troféus da Portuguesa serem apreendidos para penhora na segunda-feira, em decisão da 8ª Vara da Justiça do Trabalho de São Paulo. O curioso é que Fran atuou apenas 24 minutos com a camisa da Portuguesa, em partida em novembro de 2014, pela Série B.

O jogador, atualmente com 26 anos, esteve no clube entre junho de 2014 e fevereiro de 2015, mas sofreu com lesões, por isso, pouco jogou. Foi justamente por ter se machucado, que saiu após 24 minutos em jogo contra o Luverdense, em 2014.

Entre os troféus apreendidos, como noticiou inicialmente o jornal “Folha de S. Paulo”, está a taça da Série B do Brasileiro de 2011, título que fez a equipe ser conhecida como “Barcelusa”. Os outros troféus são de títulos das décadas de 70 e 50: Taça São Paulo de 1973, Taça Roberto Gomes Pedrosa de 1973, Taça Governador do Estado de 1976 e a Taça San Isidro, de 1951, marco da Fita Azul.

Atualmente, a Portuguesa disputa a Série A-2, segunda divisão, do Campeonato Paulista e ocupa a última colocação. O clube, rebaixado da elite do Brasileiro pela última vez em 2013, não disputa nenhum torneio nacional. (Com informações da ESPN)

“Judiciário está sob suspeita por sofrer chantagem”, diz ex-ministro da Justiça

Advogados do ex-presidente Lula pretendem levar à ONU as denúncias feitas pelo ministro do STF, Gilmar Mendes, de que magistrados da Suprema Corte estariam sendo chantageados por órgãos de investigação. A Sputnik Brasil conversou com o ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão, sobre o impacto desta iniciativa no julgamento de Lula.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, declarou na semana passada que magistrados da Corte estariam sendo chantageados por “milícias” institucionais de órgãos de investigação. De acordo com os advogados de Lula, tais pressões podem comprometer a integridade das decisões do tribunal, em especial nos julgamentos do ex-presidente.

36697259435_1649c92f98_k-1920x1268

Ex-ministro da Justiça, o advogado constitucionalista Eugênio Aragão, em entrevista à Sputnik Brasil, comentou a relação entre as recentes denúncias de Gilmar Mendes e a situação do Judiciário envolvendo o caso de Lula. De acordo com ele, a condenação de do ex-presidente mostra um “empenho corporativo de certas carreiras de Estado no Brasil de fazer política com o caso do Lula”.

“Sabe-se que a sociedade brasileira está polarizada e eles [auditores fiscais, procuradores da República, advogados da União] trabalham com essa polarização para conseguir manter a sua posição de destaque dentro do quadro da administração pública”, afirma.

O advogado argumenta que de umas décadas pra cá acontece “um uso abusivo dessas competências para colocar o Estado contra a parede; para garantir aumentos dos seus ganhos, garantir facilidades como auxílios-moradia quando a lei não prevê”. “Então tudo isso tem sido feito na base da chantagem contra o Estado”, afirma Aragão.

“E nós sabemos que que o STF tem sido a última esperança daqueles que acreditam que ainda existe a possibilidade de um direito penal garantista no Brasil, ou seja, um direito penal que se funde em cima das garantias fundamentais da Constituição, onde alguns juízes como Gilmar Mendes têm atendido a esses reclames e têm colocado freios em certos abusos”, declarou o ex-ministro. 

Eugênio Aragão defendeu a tese de que o ministro Gilmar Mendes esteja sendo investigado pela Receita Federal como uma forma de intimidação para não adotar esta postura garantista.

Assim, segundo ele, a iniciativa dos advogados de Lula de levar a declaração de Gilmar Mendes à ONU pode mostrar que a “Justiça brasileira está fragilizada diante da politização de certos procedimentos que visam a colocar magistrados contra a parede”, o que poderia ter forte influência no julgamento de Lula.

“Então é este contexto que tem que ser levado ao comitê de direitos humanos da ONU para mostrar que o Judiciário brasileiro está sob suspeita por que está extremamente fragilizado diante do constrangimento que sofre por parte de carreiras de Estado”, diz Eugênio Aragão.

“Não se trata de um procedimento novo. Simplesmente os advogados de Lula levariam este fato novo [a declaração de Gilmar Mendes] para o processo que já está em mão do comitê de direitos humanos, que trata precisamente de arguir que há uma violação do acesso à justiça do remédio jurídico que não é dado a Luiz Inácio Lula da Silva face ao seu direito de liberdade”, completa o ex-ministro da Justiça. (Da Sputnik Brasil)

Piloto do Leão conquista nova vitória na F-Vee paulista

augusto-santin-chegada

O piloto Augusto Santin, que corre com o apoio do Clube do Remo, conquistou a terceira vitória em quatro provas na temporada 2019 da Fórmula Vee. Com isso, o paraense disparou na liderança, em busca do título inédito na categoria. A segunda etapa do campeonato, no sábado, começou com disputa acirrada com o paulista Ricardo Cury. Santin lutou pela vitória até a última volta da primeira bateria, quando foi ultrapassado e ficou com o segundo lugar na prova, chegando com menos de um segundo de diferença para o vencedor. Na segunda corrida, Santin venceu com tranquilidade. Foi a terceira vitória no ano, e a sua quarta em Interlagos.

Com os resultados, Augusto Santin chegou a 78 pontos na classificação geral da Fórmula Vee. O carioca Antonio Carlos Vieira de Souza é o segundo, com 58. João Pedro Maia, de apenas 14 anos, está em terceiro, com 56.

Na divisão Master (para pilotos acima de 40 anos), Augusto Santin também lidera com 78 pontos, seguido por Antonio Carlos Vieira de Souza com 62 e Francisco Costa, com 54.

A terceira etapa do Campeonato Paulista será no dia 20 de abril, em Interlagos. A próxima competição da Fórmula Vee será a abertura da Copa ECPA, em Piracicaba-SP, no dia 16 de março.

Rei Artur volta ao futebol paraense para comandar o Castanhal

img_2041

O Castanhal confirmou Artur Oliveira como seu novo técnico, em substituição a Douglas Leite, demitido no domingo. A diretoria divulgou um vídeo gravado pelo técnico, em que ele se diz ansioso e motivado para iniciar o trabalho no Aurinegro da Estrada.

“Olá, torcida do Castanhal! Quero dizer que é com muita alegria e uma honra muito grande poder voltar a um clube em que muito muito feliz, que foi muito especial. É uma cidade também onde tenho grandes amigos. Quero agradecer pela confiança do presidente Helinho, que é um amigo pessoal. Quero falar para a torcida do Castanhal que estou muito motivado para que a gente possa fazer um restante de campeonato na grandeza que é o Castanhal e sonhar ainda com classificação”, diz Artur no vídeo.

Sem clube desde que deixou o Remo, durante a Série C do Brasileiro, em junho do ano passado, Artur mais é lembrado pelo grande trabalho no comando do Bragantino no Parazão 2018. Com elenco regional e de baixo custo, o Tubarão do Caeté obteve a terceira colocação no Estadual, garantindo vaga na Copa do Brasil e Série D deste ano.

Aos 49 anos, Rei Artur também acumula trabalhos por Rio Branco-AC, Galvez, Atlético-AC, Cametá, São Raimundo-PA, Ananindeua, além do próprio Castanhal, em 2009.

O Japiim faz campanha ruim no campeonato estadual, ocupando no momento a quarta posição no grupo A1, com seis pontos ganhos em seis jogos.

WALTINHO NO TAPAJÓS

Com pífia trajetória no Parazão, o Tapajós também anunciou troca de comando nesta terça-feira. Walter Lima assume no lugar de Flávio Barros. O time é vice-lanterna do grupo A2 do Parazão, com apenas quatro pontos ganhos.

Novo técnico do Remo revela que recebeu proposta superior da Lusa

marcio_1

Márcio Fernandes quase desistiu de treinar o Remo. Segundo ele, assim que fechou o acordo verbal com o clube paraense, recebeu proposta da Portuguesa, superior financeiramente, mas preferiu manter a palavra com a diretoria azulina. Para isso, o treinador teve que deixar de lado um pedido feito pelo pai, filho de portugueses, que faleceu em 2015.

“Um dirigente da Portuguesa procurou o Bruno (Martins, empresário de Márcio Fernandes), com quem já tinha mantido um contato antes, mas não deu certo, eles optaram pelo Paulo Roberto. Houve alguma divergência e o dirigente ligou novamente pro Bruno querendo que eu fosse pra Portuguesa, mas ele falou que eu tinha acabado de acertar com o Remo. O dirigente pediu pra ver se eu tinha interesse, se daria pra reverter, me ligou, mas eu já havia dado a palavra ao Remo. O sonho do meu pai era me ver dirigindo a Portuguesa, mas eu não tinha como voltar atrás, mesmo sabendo que a proposta seria até melhor. Não faria isso nunca. Acertei e, a partir disso, é a minha palavra que vale”, afirmou.

Antes de finalizar a negociação com o Remo, Márcio Fernandes assistiu à partida contra o São Raimundo, no último domingo, que terminou com a vitória remista por 3 a 0 e pôs fim ao comando de Netão. Para ele, é complicado tirar qualquer conclusão quanto ao desempenho do time em razão das dificuldades apresentadas pelo gramado do Mangueirão, bastante castigado pela chuva.

“Acompanhei o jogo, o campo não estava em condições muito boas. Choveu muito e ficou complicado manter um bom futebol, analisar o time em uma partida com o campo impraticável, bem complicado de se tocar a bola. Não dá pra expressão nenhum comentário sobre isso. Agora é chegar, teremos um bom tempo para analisar a equipe e, a partir disso, tomar as decisões quanto às contratações pontuais em setores que possamos precisar”, disse. (Com informações da Rádio Clube e do Globo Esporte)

Lia Amancio

Autoajuda para céticos | Desenvolvimento pessoal | Cultura pop | Bambolê | Bem estar | Autoestima | Garota nerd| Representante Eudora

Blog do Gerson Nogueira

futebol - jornalismo - rock - política - cinema - livros - ideias

Tamára Lunardo

Author & Editor

%d blogueiros gostam disto: