Escárnio público

x3CpjvMS

Durante audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, foi o único a não se levantar após um pedido por um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia de Brumadinho (MG), que matou pelo menos 166 pessoas devido ao rompimento de uma barragem operada pela empresa na cidade. Permaneceu sentado, de mãos cruzadas e cabeça baixa. Antes, ele havia dito que a Vale é uma “joia brasileira” que não pode ser responsabilizada por um “acidente”.

Esqueceu de mencionar que a empresa já tinha conhecimento dos riscos e até de quanto seria o prejuízo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s