Jornalista que denunciou fraude do WhatsApp ganha destaque na revista Time

A revista americana Time escolheu a jornalista brasileira Patrícia Campos Mello como uma das personalidades do ano. No texto em que a revista americana apresenta os jornalistas guardiões na busca pela verdade, Mello é citada pelo seu trabalho e pela perseguição e ameaças que sofreu de pessoas ligadas ao bolsonarismo no Brasil. O texto diz: “no Brasil, a repórter Patrícia Campos Mello foi alvo de ameaças após relatar que apoiadores do presidente eleito, Jair Bolsonaro, financiaram uma campanha para disseminar notícias falsas no WhatsApp”.

images_cms-image-000614297

A matéria do jornal Folha de S. Paulo relembra o trabalho da jornalista: “reportagem da Folha publicada em outubro mostrou que empresários impulsionaram disparos por WhatsApp contra o PT. Nos cinco dias seguintes à publicação da reportagem, um dos números de WhatsApp mantidos pela Folha recebeu mais de 220 mil mensagens de cerca de 50 mil contas do aplicativo. Campos Mello recebeu ligações telefônicas com ameaça, e o diretor-executivo do Datafolha, mensagens com o mesmo teor.”

E relata que recorreu à justiça para investigar o caso: “o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, determinou à Polícia Federal a abertura de um inquérito para apurar os relatos. A investigação está em andamento.”

Sem esquecer que advogados de Bolsonaro também entraram na justiça contra o jornale contra seus adversários eleitorais: “os advogados da candidatura de Bolsonaro protocolaram em 27 de outubro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma ação contra o candidato do PT, Fernando Haddad, sua vice, Manuela D’Ávila (PC do B), o presidente do Grupo Folha, Luiz Frias, a diretora Editorial e de Redação da Folha, Maria Cristina Frias, e a repórter Patrícia Campos Mello.”

Cristina Zahar, secretaria executiva da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) afirmou que “esses são novos tempos, realmente novos tempos (…) E os jornalistas precisam encontrar maneiras de lidar com isso (…) Com a polarização, a crença na sua própria verdade se fortaleceu, e não importa se o que outros dizem é uma mentira.”

Para reflexão

No período de dois meses…

captura-de-tela-2018-09-07-as-08-27-14-600x341

1) Em Juiz de Fora, Bolsonaro levou facada;

2) Em Juiz de Fora, policiais paulistas, à paisana, com R$ 15 milhões, trocam tiros com policiais mineiros e um policial de MG morre, no estacionamento do hospital que atendeu Bolsonaro;

3) Em Juiz de Fora, polícia prende milicianos suspeitos do assassinato de Marielle.

Simples coincidência?

Nos bastidores do rock

1544798453_887608446645446

O jornal Washington Post revelou que era o plano inicial da revista Time era colocar Eddie Vedder, Billy Corgan e Kurt Cobain, todos, na icônica capa da revista em 1993. O vocalista do Pearl Jam, Eddie Vedder, acabou aparecendo na capa sozinho, apesar de Corgan e sua banda, Smashing Pumpkins, terem dominado as capas das revistas em meados dos anos 90. A edição da revista Time versava sobre a era grunge com o título: “Toda a raiva: jovens roqueiros irritados como o Pearl Jam dão voz às paixões e medos de uma geração”, com uma foto de Vedder gritando ao microfone.

Christopher John Farley (redator da revista Time na época) disse na entrevista ao jornal: “Havia uma sensação de que eles – Nirvana e Pearl Jam – queriam a atenção e não queriam ter a atenção ao mesmo tempo. Na verdade, eles não queriam serem vistos como vendidos”.

Ele continuou: “Eu realmente queria colocar o Pearl Jam e o Nirvana na capa da revista. Acho que pensei em colocar o Smashing também, mas a revista Time tinha uma tradição de colocar somente 01 pessoa na capa. A direção da revista queria sintetizar o momento cultural e reduzindo-o a um único rosto, sabe?”

“Eu queria que o rosto fosse do Nirvana, mas os empresários da banda tinham se mostrado um pouco receosos se falavam comigo ou não. Eu tinha a sensação de que o Nirvana era quem estava realmente desenhando as coisas, mas então, colocamos o Pearl Jam na capa”. (Do Whiplash.net)

Uefa enquadra Milan no ‘Fair Play’ financeiro

depois-de-20-anos-vestindo-adidas-o-milan-usara-uniforme-da-puma-pela-primeira-vez-1531794694774_300x420

O Milan tem até junho de 2021 para cumprir a regra de Fair Play Financeiro da Uefa e equilibrar as contas para não ser proibido de jogar competições europeias por uma temporada, informou a entidade reguladora do futebol europeu nesta sexta-feira (14). Pelo regulamento da Uefa, qualquer time que gastar mais do que a renda que obtém pode enfrentar sanções que incluem, em certas circunstâncias, a proibição de atuar em competições da Uefa.

A entidade disse que o Milan será impedido de participar “da próxima competição de clubes da Uefa, para a qual de outra forma se classificaria nas duas temporadas 2022/23 e 2023/24”, se não estiver com as contas em dia até 30 de junho de 2021.

A Uefa ainda disse que de qualquer maneira o elenco do Milan ficará restrito a 21 jogadores em competições europeias nas duas próximas temporadas, supondo que se classifique, e que reterá 12 milhões de euros (quase R$ 53 milhões em valores atuais) de sua renda para a Liga Europa desta temporada.

Inicialmente a Uefa baniu os heptacampeões europeus do futebol continental nesta temporada por não cumprirem as regras, mas o time venceu uma apelação no Tribunal Arbitral do Esporte. Como resultado, conseguiu disputar a Liga Europa, evento de segundo escalão do qual foi eliminado na fase de grupos. (Do UOL) 

Leão traz volante da Segundinha e atacante que derrubou o Glorioso

O volante Welton e o atacante Gustavo Ramos já estão em Belém e farão parte do grupo que será comandado pelo técnico João Neto em 2019. Welton é paraense, tem 20 anos e disputou a Segundinha pelo Paraense, mas pertence ao Londrina (PR), que está emprestando o atleta para o Remo. Gustavo Ramos também é jovem, 22 anos, mas acumula uma rodagem maior do que o futuro companheiro de clube.

gustavoramos

O atacante goiano (foto), revelado no Vila Nova (GO), já vestiu as camisas Internacional (RS), Ypiranga (RS), Aparecidense (GO) e estava ultimamente no Red Bull (SP). Gustavo atua pelos lados do ataque e ficou conhecido pelo gol da vitória da Aparecidense (GO), de virada, por 2 a 1, diante do Botafogo (RJ), eliminando o alvinegro carioca ainda na 1ª fase da Copa do Brasil 2018.
A diretoria de Futebol admite que ainda negocia com alguns nomes, incluindo um atacante em atividade no mundo árabe.

CBF bate martelo: dupla Re-Pa fica no grupo B da Série C 2019

reuniao-1

Os presidentes e representantes de clubes da Série C realizaram reunião nesta quinta-feira (13), na sede da CBF, para discutir a forma de participação e melhorias para a competição. O encontro também serviu para que a entidade repassasse novidades para os participantes. Os presidentes de Paissandu e Remo, Ricardo Gluck Paul e Fábio Bentes, respectivamente, compareceram à reunião.

A definição mais importante da reunião foi o anúncio dos grupos da fase classificatória do campeonato. Pela primeira vez desde que voltou a disputar a Série C, em 2016, o Remo vai ficar no Grupo B, junto com equipes do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e ao lado do rival Paissandu e do Atlético-AC.

Na ocasião, a CBF informou que está negociando os direitos de transmissão dos jogos da Série C e que deverá ter uma definição sobre o assunto até a 1ª quinzena de janeiro.

Confirmou também que continuará honrando os custos com logística, deslocamento, viagem e hospedagem dos clubes. Outro passo importante anunciado foi a possibilidade dos times negociarem as propriedades comerciais do campeonato, como “namimg rights”, placas, eventuais patrocínios coletivos, entre outras possibilidades.

As verbas arrecadadas com estas propriedades comerciais seriam revertidas integralmente para os participantes. “Foi um avanço muito grande para nós. A partir da reunião, houve essa sinalização da CBF, que pode viabilizar pela primeira vez uma cota para as equipes da Série C”, considerou o presidente do Remo, Fábio Bentes.

Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C 2019: 

Atlético-AC

Boa Esporte-MG

Juventude-RS

Luverdense-MT

Paysandu

Remo

São José-RS

Tombense-MG

Volta Redonda-RJ

Ypiranga-RS