Técnico destaca a importância da fé

“Depois de uma partida atípica contra o Guarani, se doaram demais e tivemos só dois dias para recuperar. Você viu que a equipe sentiu, principalmente no começo do primeiro tempo. O time estava espaçado, não ferveu na partida como tem acontecido. Você sair perdendo de 2 a 0 contra uma equipe complicada como essa, que só ficou atrás, esperando para jogar por uma bola para definir a partida… Ainda bem que tivemos o pênalti para nós, que o Carmona converteu. Formos para o vestiário e conversamos muito. (…) Eu trabalhei muito tempo na Ponte, eu nasci na Ponte Preta. Tinha um segurança lá, Brandão, que dizia assim: ‘o homem não pode ser um homem de pouca fé’. Isso está gravado na minha cabeça desde 11 anos de idade, quando eu entrava no túnel da Ponte, encontrava o Brandão e ele falava isso”.

João Brigatti, técnico do PSC, sobre a vitória de virada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s