Tudo em casa

DrIUHgmWwAEH7JZ

O homem da direita é deputado do DEM, que confessou ter recebido Caixa 2. O homem que aperta a mão dele é juiz, e dizia fazer de tudo pra acabar com corrupção.

O juiz chegou a dizer que Caixa 2 corrompe a democracia.

Os dois agora serão colegas de ministério.

(by Rodrigo Vianna, no Twitter)

Um comentário em “Tudo em casa

  1. Analise um indivíduo pelo que ele mesmo diz. Por aí, Sérgio Moro é um juiz imparcial, preocupado com o cumprimento da Lei e comprometido com a magistratura. Nada fez além de pensar no bem comum e no cidadão de bem para ter divulgado os grampos telefônicos entre Lula e Dilma, de prender Lula sem provas e que nada podia fazer pelos tucanos soltos porque não podia te-los em mãos por causa do foro privilegiado…

    Analise o mesmo indivíduo, mas agora pelas consequências dos seus atos. Moro é um juiz parcial, preocupado em retirar o PT das eleições, comprometido não mais com a magistratura, mas com o corporativismo da sua classe e em facilitar a chegada da direita ao poder. Inicialmente, dada a proteção a tucanos, poderia-se imaginar que o objetivo pessoal de Moro fosse apoiar a campanha de Aécio, Alckmin ou Serra. Ainda tínhamos essa polaridade entre PT e PSDB até a Lava-Jato destroçar os tucanos. Não se melindrou, esperou pelo substituto, e continuou protegendo tucanos. Teve paciência. Álvaro Dias percebeu o movimento, mudou de partido ao perceber que o PSDB já era, mas não vingou. As coisas deram mais certo para Bolsonaro, que trocou o PP pelo PSL; que usou as redes sociais para se mostrar o mesmo de sempre, um autêntico ditador; que usou o Whatsapp para fazer o que é de um ditador por natureza, mentir; que logrou convencer, com base nessas mentiras, a maior parte do eleitorado a abandonar o progressismo do PT e a embarcar no totalitarismo. E essa estratégia começou a ser percebida e começaria a naufragar já no 1° turno, quando Sérgio Moro se torna o responsável por vazar o depoimento imprestável de Palocci. Sempre respeitando o timing eleitoral, quando já sabia que seria ministro de Bolsonaro, o salvador da direita entrou em ação. Foi uma jogada esperta de Bolsonaro comprar o passe do garoto que fez sua quase naufragada campanha retomar o rumo. O resto foram só milhões de dólares em fake news e um STF no acordão.

    Você decide. Fica com um autoelogio cínico ou com o que as evidências comprovam?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s