No Ibope, diferença entre Bolsonaro e Haddad cai para 8 pontos

20181026-untitled-design-9

Os institutos de pesquisa Ibope e Datafolha divulgaram na noite deste sábado (27) as últimas pesquisas de intenção de votos para a presidência no segundo turno eleitoral. Segundo o Ibope, Jair Bolsonaro (PSL) tem 54% da preferência, enquanto Fernando Hadadd (PT) atinge 46%. Embora o candidato do PSL siga à frente, a diferença entre os dois caiu de 14 para 8 pontos percentuais. Considerando os votos totais, Bolsonaro aparece com 47% e Haddad com 41%. Brancos e nulos somam 10% e, não sabem, 2%.

Dos eleitores questionados, 39% disseram que não votariam em Bolsonaro de forma alguma e 44% disseram se recusar a votar em Haddad. Foram ouvidos 3.010 eleitores, entre os dias 26 e 27 de outubro. A pesquisa é encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo e a margem de erro é de dois pontos percentuais.

No Rio Grande do Sul, Bolsonaro tem 61% dos votos válidos e, Haddad, 39%, de acordo com o Ibope.

Já o levantamento do Datafolha indica Jair Bolsonaro com 55% das intenções de voto e, Fernando Haddad, com 45%. O favoritismo do candidato do PSL também caiu, segundo o instituto, de 18 para 10 pontos percentuais, em nove dias.

Levando em conta os votos totais, Bolsonaro tem 47%, Haddad soma 39%, brancos e nulos atingem 8% e não sabem são 5%. A rejeição de Bolsonaro ficou em 45% e a de Haddad em 52%. O instituto entrevistou 18.371 eleitores, em 340 municípios, entre 26 e 27 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o nível de confiança de 95%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pela Folha de S.Paulo.

vvalid

Estes aí são os números das manchetes. Neles, calculados na base dos votos válidos, sem os brancos, nulos e indecisos, as diferenças se acentuam.

Leia, porém, os detalhes e você verá que a situação de Fernando Haddad melhorou muito desde as últimas pesquisas.

Na pesquisa Ibope divulgada terça-feira, Bolsonaro tinha 50% dos votos totais, contra 37% de Haddad.

Na de hoje, Jair Bolsonaro, do PSL, tem 47%, e Haddad, 41%, nos votos totais.

Seis pontos de diferença. Oito, no mesmo critério, segundo o Datafolha. Muito? É. Muito menos, porém se você pensar que são três votos virados em cada 100 eleitores.

De toda parte, amigos me ligam dizendo que pipocam manifestações espontâneas pelo voto em Haddad. A garotada enche as ruas na tentativa de salvar o país e é lá que eu queria estar. (Do Tijolaço)

Ibope crava vitória de Helder: 57% contra 43% de Miranda

Do G1

O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Pará. O levantamento foi realizado entre sexta-feira (26) e sábado (27) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Na pesquisa anterior, Helder Barbalho tinha 58% e Márcio Miranda, 42%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

  • Helder Barbalho (MDB): 51%
  • Márcio Miranda (DEM): 39%
  • Em branco/nulo: 7%
  • Não sabe: 2%

Vox Populi: Haddad alcança Bolsonaro; disputa será voto a voto

images_cms-image-000610049

Pesquisa Vox 247 realizada neste sábado 27 aponta empate entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), apontando para uma virada real neste domingo 28, data da votação do segundo turno. Nos votos totais, as intenções de voto são de exatamente a 43% a 43%. Ninguém/Brancos/Nulos são 9% e “não sabe” ou “não respondeu”, 5%.

Nos votos válidos, os percentuais são de exatamente 50% a 50%. Os votos espontâneos para presidente, quando os eleitores citam o nome do candidato espontaneamente, são de 51% a 49% para Bolsonaro.

Esta pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral no dia 21 de outubro, sob o número BR-09614/2018. Foram entrevistados 2.000 eleitores de 16 anos ou mais, em 121 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

A pesquisa Vox 247 foi a segunda encomendada pela Editora 247 ao instituto Vox Populi financiada totalmente por eleitores, membros da comunidade 247, assinantes solidários ou não do portal e da TV 247. Para isso, foi aberta uma campanha de financiamento coletivo no site Catarse, ainda aberta.

A pesquisa Vox 247 do dia 6 de outubro, véspera da votação do primeiro turno, foi a que mais se aproximou do resultado das urnas no primeiro turno das eleições de 2018, em comparação às dos outros dois institutos de pesquisa mais tradicionais do país, o Ibope e o Datafolha. (Brasil247)