Jair Ventura e Zé Ricardo na mira do Fogão

36400334130_da52be227e_o-1024x687

Após a demissão do técnico Marcos Paquetá, o Botafogo decidiu que o auxiliar Bruno Lazaroni ficará na função até que um novo nome seja anunciado e não há pressa para que isso aconteça. A diretoria não quer cometer erros e trabalha com quatro nomes: Jair Ventura, Zé Ricardo, Fabiano Soares e Fernando Diniz.

A primeira opção é Jair Ventura, demitido recentemente do Santos. Em uma primeira sondagem, o treinador declinou, pois teme ficar com a imagem ligada somente ao clube, porém, ele é visto como solução por conhecer bem parte do elenco e ter o respeito dos jogadores, além de saber todos os problemas e dificuldades do clube. O próprio presidente Nelson Mufarrej trata de conversar com ele, contando ainda com a ajuda do pai do treinador, Jairzinho, o Furacão da Copa do Mundo de 1970.

43046596342_9ae9e1d3de_h-1024x682-1024x682

O segundo na lista é Zé Ricardo, que foi procurado logo depois da saída de Alberto Valentim. Na época, o ex-treinador de Flamengo Vasco não aceitou pois esperava um convite do futebol árabe e não queria ficar ligado ao futebol carioca. As negociações são comandadas pelo gerente Anderson Barros, amigo de Zé Ricardo.

Outros dois nomes estão em compasso de espera. Um deles é Fabiano Soares, que dirigiu o Atlético-PR no ano passado e que já jogou no Botafogo na década passada. Por fim, o alvinegro ainda trabalha com a possibilidade de apresentar uma proposta para Fernando Diniz, outro que deixou o clube paranaense. O estilo de jogo do treinador, muito técnico, porém, desagrada a alguns dirigentes.

O elenco do Botafogo participou de um treino regenerativo nesta manhã de quinta-feira, ainda no Paraguai, onde o time foi derrotado pelo Nacional por 2 a 1, pela rodada de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. O próximo compromisso é contra o Santos, no domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Paquetá – Após ser demitido pela diretoria, Marcos Paquetá não concedeu entrevista aos jornalistas. Antes mesmo do anúncio de sua saída tinha pedido para não falar na coletiva após a derrota para o Nacional. Por meio de nota oficial, o treinador se desculpou com o torcedor e citou problemas financeiros para explicar o mau desempenho. (Da Gazeta Esportiva)

2 comentários em “Jair Ventura e Zé Ricardo na mira do Fogão

  1. É fato que o elenco do Botafogo flutua entre razoável e medíocre. Mas um técnico competente e disciplinador faria esse bando transformar-se num time minimamente competitivo e impor respeito aos adversários. Não dá mais pra aturar chinelinhos, que passam meses e até ano, estacionados no departamento médico ou simplesmente no come-e-dorme. Dudu Cearense e Luis Ricardo deveriam ser dispensados, por esses motivos. Jefferson e Gatito feveriam ser chamados às falas (muito estranho o revezamento dos dois no DM e, agora, ambos, simultaneamente no estaleiro). O promissor Mateus Fernandes deveria levar uma bronca pra deixar de se achar um novo Gerson e forçá-lo a jogar com mais seriedade. Todo o elenco deveria ser cobrado por mais empenho, como o cansado Luis Fernando, que parece sofrer de verminose aguda, não aguentando jogar uma partida inteira. Ainda tem os dispensáveis Marcus Vinicius e Brenner, que apresentam aguda deficiência técnica. Esses dois deveriam também receber cartão vermelho do clube e, assim, amenizar a folha de pagamento. Parte do problema que o clube enfrenta é fruto da atuação amadora de seus dirigentes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s