Agredido por assessor da CBF expõe cortes e vê injustiça: “Desproporcional”

alexandre-nazareno-torcedor-agredido-por-assessor-de-coronel-nunes-presidente-da-cbf-1529953181553_v2_450x600

Do UOL, em Moscou

Após alguns dias de reclusão, o engenheiro eletricista Alexandre Nazareno, 40 anos, resolveu falar e mostrar as marcas da agressão que sofreu na noite da última quinta-feira (21). Alexandre alega que, cerca de uma hora depois de uma ofensa a Coronel Nunes, presidente da CBF que jantava em restaurante em São Petersburgo, foi atacado pelo assessor Gilberto Barbosa, mais conhecido como Giba.

A CBF o enviou de volta ao Brasil. Na versão apresentada ao UOL Esporte por Alexandre, que agora está em Moscou para torcer em Brasil x Sérvia, o assessor do Coronel Nunes teve uma reação desproporcional depois que ele, paraense como o cartola, disse “Só está mamando, né, safado?”, em crítica às ações recentes do atrapalhado presidente da CBF em viagem à Rússia.

A entidade, e os próprios Nunes e Giba, se calaram oficialmente diante do episódio. Fontes da confederação tinham afirmado que foi Nazareno o responsável pela primeira agressão, o que ele nega, assim como especulações de que tinha problemas pregressos com o Coronel.  “Como qualquer pessoa indignada, fui até a mesa do Coronel Nunes e fui crítico com ele. Só tive coragem de dizer umas palavras que muitas pessoas pensam e não dizem. Fui indelicado, interrompi sua privacidade, mas qualquer pessoa pública está sujeita a isso”, argumentou.

Alexandre afirma não estava alcoolizado e diz que só havia tomado “dois copos de cerveja” no restaurante. Depois de ser agredido e revidar, ele conta que o assessor de Nunes pegou um copo de vidro e quebrou em sua cabeça. Foram quatro cortes no rosto, conforme mostra a imagem registrada nesta terça (26). Os amigos, diz Nazareno, o impediram de dar sequência à confusão.

“Meu sentimento é de indignação. Até onde sei, está tudo normal com o agressor, como se nada houvesse acontecido. Sei que posso ser processado pelo Coronel Nunes pelas palavras que disse, mas em relação ao que esse agressor fez comigo gostaria muito que fosse punido. Foi uma lesão grave e desproporcional”, define o engenheiro. Com o rosto ensanguentado, Alexandre Nazareno priorizou, no momento da briga, o cuidado com os ferimentos. A polícia russa e os funcionários do restaurante se prontificaram a ajudar, mas o agredido se dirigiu a um hospital local, onde afirma ter sido bem atendido.

Nazareno desconhece o número de pontos que recebeu, mas estima o atendimento em cerca de 10 horas. Ninguém da CBF, segundo ele, fez contatos nem prestou assistência.  Assustado com a repercussão e incomodado com os cortes, Alexandre Nazareno só voltou a acessar suas redes sociais. depois de cinco dias. Na volta ao Brasil com a conclusão da Copa na Rússia, ele afirma ainda que pretende ir à Justiça com a companhia do pai e dos amigos.

Portugal e Espanha sofrem, mas avançam às oitavas

000_16M6BJ-1024x660

No grupo mais desequilibrado da Copa do Mundo, Espanha e Portugal se esforçaram para dar um vexame, mas conseguiram confirmar nesta segunda-feira (25) sua classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo.

Desde o sorteio das chaves, dava-se como certo que os lusos e a “Roja” seriam presença garantida nas duas primeiras posições, mas ambos passaram mais sufoco do que o esperado. Após um empolgante empate por 3 a 3 na primeira rodada, Portugal e Espanha sofreram para vencer, respectivamente, Marrocos e Irã por 1 a 0 e foram para a partida final sob risco.

Os campeões de 2010 pareciam ter uma tarefa mais fácil, já que enfrentavam os eliminados marroquinos. Porém o time africano ficou à frente no placar em duas ocasiões, mas em ambas a Espanha conseguiu empatar – a segunda delas já nos minutos finais, em gol marcado por Aspas, com auxílio do árbitro de vídeo (VAR).

000_16M6L0-1024x682

Já Portugal saiu na frente do Irã, com um belo gol de trivela de Quaresma, mas sofreu o empate de pênalti nos minutos finais e ficou à beira da eliminação: com mais um tento, os persas não apenas avançariam, mas em primeiro no grupo.

E o Irã ainda teve chance. Aos 49 minutos do segundo tempo, Taremi recebeu dentro da área, mas chutou na rede pelo lado de fora. Após o apito final, o atacante iraniano ficou inconsolável por causa do gol perdido.

""

Nas oitavas, a Espanha pegará a anfitriã Rússia, no domingo (1º), em Moscou. Já Portugal encara Uruguai, no sábado (30), em Sóchi. (Da Ansa)

Falência à vista

20180625090140997690i

Um bar no Rio de Janeiro promovei uma ação, no mínimo, curiosa. O estabelecimento prometeu uma rodada de bebida grátis a cada tombo de Neynar no próximo jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo na Rússia.
Pelo Facebook, o pub anunciou que ‘a cada tombo do Neymar’ servirá ‘uma rodada de shot por conta da casa’.

Quem anda reclamando do ‘cai-cai’ de Neymar nos jogos da Copa do Mundo pode passar a ver a situação com outros olhos. O risco, para o dono do bar, é que a média de quedas do jogador acabe provocando um grande prejuízo na distribuição de bebida.
O Brasil enfrenta a Sérvia nesta quarta, às 15h, em jogo decisivo, na Arena Otkrytie, em Moscou. Para seguir na competição, a Seleção Brasileira precisa somente do empate.

A um passo do precipício

arturoliveira-8

POR GERSON NOGUEIRA

O que antes era questão de risco, agora é perigo real e imediato. O Remo está isolado na última posição do grupo A da Série C, com oito pontos, quatro atrás do penúltimo colocado e a cinco do primeiro time fora da zona de rebaixamento. O fato é que, após sofrer a virada frente ao Globo, ontem, nunca a Série D esteve tão próxima para o Leão.

Como nas outras partidas sob o comando de Artur Oliveira, o time desenvolveu uma boa troca de passes no meio-campo com a participação dos laterais. Fez o gol logo no começo do jogo em cabeceio de Isac, mas, como sempre, não teve forças para resistir à pressão adversária e cedeu o empate seis minutos depois.

É bem verdade que o gol do Globo foi irregular. O zagueiro Alexandre estava impedido no lance, mas se beneficiou da falha dos zagueiros no jogo aéreo.

Ainda assim, o primeiro tempo do Remo foi de razoável. Buscou mais o gol, tomou iniciativas e diversificou as jogadas. O Globo apenas se defendia e explorava contra-ataques.

Depois do intervalo, Artur manteve a mesma configuração, mas perdeu Rafael Bastos (por contusão), que era o atacante pela direita. Dudu Pacheco, estreante, entrou em seu lugar. A mexida afetou o rodízio de jogadores posicionados mais à frente, que tinha em Everton o principal organizador.

Desentrosado, Dudu não se entendeu com os companheiros, apesar do esforço em acertar. A opção por Gabriel Lima teria sido mais apropriada, até pelo espaço oferecido pela defesa potiguar e a facilidade do atacante para fazer o jogo mais centralizado.

O gol da virada aconteceu por um erro de posicionamento da defesa remista. Quando Romarinho puxou um ataque pelo lado esquerdo, em cima de Bruno Limão e Geandro, Renatinho ficou livre na entrada da área. Recebeu o passe e chutou rasteiro. A bola bateu no morrinho e enganou o goleiro Vinícius, que fazia boa atuação.

Logo em seguida, Mimica se lesionou e Romário entrou em seu lugar. Quarta estreia num só jogo – os outros foram Bruno Limão, Keoma e Dudu. É muito para a capacidade de organização de um time, ainda mais precisando desesperadamente vencer.

Dez minutos depois do segundo gol, a zaga ficou olhando o cruzamento chegar ao lado direito do ataque do Globo e o passe sair em direção a Max, que finalizou e atingiu o goleiro Vinícius. Ninguém reagiu e a derrota se consolidou ali.

Nos minutos finais, Rodriguinho acertou um disparo forte no ângulo, obrigando o goleiro Rafael a uma boa defesa. Isac desperdiçou dois bons cruzamentos na área. E ficou nisso.

Artur, em clima de despedida, colocou o cargo à disposição da diretoria na entrevista pós-jogo e lamentou os erros de arbitragem, preferindo não analisar as muitas falhas defensivas da equipe. Mesmo com equívocos na escalação, o técnico não é o maior responsável pelo buraco em que o Remo se encontra.

O problema vem de longe. A situação desesperadora na tabela remete a erros que têm origem na temporada passada quanto à escolha de jogadores.

Olhando com mais atenção, o drama tem raízes nos desacertos administrativos que levaram à destruição do estádio Baenão, ao assalto na sede social e à inconcebível letargia das instâncias deliberativas do clube na apuração de desmandos e irregularidades variadas. Quem planta, colhe.

——————————————————————————————–

Jogo enrolado com empate salvador

O Papão travou um confronto equilibrado com o CRB, sábado à noite, em Maceió. Foram iguais em quase tudo, até nas graves limitações técnicas para desenvolver seus planos em campo. O placar de 1 a 1, consignado nos dois minutos finais, diz exatamente o que foi a partida.

Com Thomaz zanzando pelo meio-campo, à frente de Nando Carandina e Renato Augusto, o desenvolvimento das ações ficou meio sem dono. Faltava alguém para se responsabilizar de verdade pelas manobras, tomando as iniciativas necessárias. Moisés fazia o falso 9, mas raramente entrava na área.

Meio aos trancos e barrancos, o CRB perdeu duas chances no primeiro tempo e não foi incomodado pelo bem-comportado ataque bicolor. Já na etapa final o time da casa se soltou mais, usando os lados e cruzando bolas para o centroavante Neto Baiano.

O Papão até se defendia razoavelmente bem, mas não conseguia mostrar agressividade no ataque, revelando a imensa saudade do goleador Cassiano. Ainda assim, Moisés quase chegou lá aos 25 minutos, disparando um chute forte na trave direita do goleiro Luiz Carlos.

Nos acréscimos, Lucas desviou de cabeça um cruzamento que veio da direita. A zaga do PSC ficou olhando a bola passar e o goleiro Renan não saiu do chão. O gol pareceu um castigo imerecido – e era. Afinal, o CRB não fazia por merecer a vitória.

Um minuto depois, diante da sonolenta marcação, Mike lançou uma bola alta sobre a área, o goleiro não foi, os zagueiros esperaram e Magno teve a calma necessária para cabecear no canto oposto. Aí, sim, fez-se justiça, posto que ninguém merecia vencer.

——————————————————————————————-

Novidade inglesa desafia os candidatos à artilharia

A Copa ganhou novo artilheiro ontem, o que funciona como um saudável desafio à sede competitiva de Cristiano Ronaldo e cutucar outros pleiteantes ao posto, como Messi, Lukaku, Suárez e Neymar. Harry Kane chegou a cinco gols, após marcar três vezes contra a frágil defesa do Panamá.

Quanto às seleções, o Mundial destaca times que mantiveram as bases de 2014. México, Suíça e Bélgica têm em seus elencos 15 remanescentes da última Copa. Isso talvez explique um pouco do sucesso que vêm obtendo nas primeiras rodadas.

(Coluna publicada no Bola desta segunda-feira, 25)

Neymar pai pede que amigos do jogador não discutam nas redes sociais

000_16F3Y3-1024x682

Autor do segundo gol do Brasil na vitória sobre a Costa Rica na segunda rodada do grupo E da Copa do Mundo, Neymar vem sendo criticado por suas atuações abaixo do esperado no Mundial. Em resposta às críticas, o craque, que ultrapassou Romário na artilharia da Seleção Brasileira, tem sem manifestado nas redes sociais. Além disso, amigos do jogador têm rebatido críticas de forma ofensiva para defendê-lo.

Pensando no emocional do camisa 10 da Seleção, o pai de Neymar enviou uma mensagem a amigos próximos pedindo o fim das discussões na internet. A mensagem foi divulgada pelo globoesporte.com.

“Pessoal, Neymar pai falando. Gente, segura as redes sociais com xingamentos direcionados a quem quer que seja. Se quiserem apoiar o Juninho, que seja de uma forma positiva de apoio e amizade. Vamos esquecer os antis e seja lá quem for. Vamos vencer essa Copa com a torcida e a premissa de Deus. Sei o quanto vocês amam meu filho e querem protegê-lo, mas essas atitudes só irão contaminá-lo com a mesma revolta, por ele também amá-los. Vamos usar as armas e escudos certos, com oração e fé de que no final tudo dará certo, se Deus quiser. Aos amigos, meu pedido. Abraços, Ney pai”, diz a mensagem.

Neymar e a Seleção voltam a campo na próxima quarta-feira, às 15h (de Brasília), quando enfrentam a Sérvia na última rodada da fase de grupos. O time tenta sua segunda vitória no Mundial para se classificar às oitavas na primeira posição do grupo E.