Atlas da Violência revela a face sangrenta de um país que perdeu o rumo

Mortes violentas crescem no país e negros são maiores vítimas. No ano passado, foram 62.517 mortes violentas. Entre 2006 e 2016 foram cerca de 553 mil assassinatos.

Esta é a primeira vez que o Brasil tem mais de 30 homicídios por cem mil habitantes. O Pará ocupa lugar de destaque, com 11% dos homicídios cometidos neste período.

DfArAW-XkAAdsYg

Um comentário em “Atlas da Violência revela a face sangrenta de um país que perdeu o rumo

  1. Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    Juros sem fim: a festa do 1% continua
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/06/06/juros-sem-fim-a-festa-do-1-continua/

    … …
    …Meirelles & Goldfajn conseguiram patrocinar a maior redução do PIB de nossa História. O discurso oficial articulou-se de forma bem azeitada com a narrativa propagada pelos grandes meios de comunicação. De acordo com tal enredo farsesco, a situação das contas públicas era catastrófica, o risco de inflação elevada era iminente e a única solução possível residia no estrangulamento fiscal a qualquer custo. Com isso, a política monetária de juros estratosféricos deveria se combinar à política fiscal restritiva. Esse diagnóstico criminoso foi coroado com a Emenda Constitucional 95, que impôs o congelamento das despesas orçamentárias por vinte longos anos.
    No entanto, havia um detalhe especialmente maquiavélico nesse jogo de cena todo. Trata-se da continuidade da lógica e do funcionamento da … …

    #LULALIVRE

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s