A imagem do dia

DYSL1joW0AM9PBs

Segurança da Câmara Municipal de São Paulo expulsa das galerias uma professora ferida no rosto, após violenta repressão ao protesto dos trabalhadores da educação contra atos da gestão tucana de João Agripino Dória, prefake que acaba de avisar que irá concorrer ao governo do Estado.

Gilmar dá HC para prisão em 2ª instância. O de Lula, porém, não pode

DXQYFpGWsAYHbEm

Gilmar Mendes concedeu outro habeas corpus contra a execução de pena antes do esgotamento dos recursos aos tribunais superiores, em favor de quatro pessoas condenadas em primeira instância e que tiveram a sentença confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

Escreve Mendes, na decisão:

(…)no julgamento do HC 142.173/SP (de minha relatoria, Segunda Turma, DJe 6.6.2017), manifestei minha tendência em acompanhar o Ministro Dias Toffoli no sentido de que a execução da pena com decisão de segundo grau deve aguardar o julgamento do recurso especial pelo STJ. No caso, verifico que o REsp 1.633.329/PB, interposto pelos pacientes (eDOC 4), encontra-se pendente de apreciação naquela Corte Superior, o qual foi interposto contra o acórdão do TRF da 5ª Região que julgou o recurso de apelação da defesa (eDOC 3 e 6). Assim, no legítimo exercício da competência de índole constitucional atribuída ao Superior Tribunal de Justiça, nos termos do art. 105, III, e incisos, da Constituição Federal, é de se admitir, em tese, a possibilidade do afastamento dessa execução provisória em decorrência do eventual processamento e julgamento do recurso especial. Nesse sentido decidi, em 6.10.2017, ao julgar o HC 147.981 MC/SP, de minha relatoria.

Como se vê, salvo engano, 6 de junho é uma data anterior até mesmo à primeira sentença de Lula, a dada por Sérgio Moro, em 12 de julho.

Não se trata, portanto, de um casuísmo por Lula.

Mas, com a recusa de Cármen Lúcia em votar o pedido da defesa de Lula, ficamos na estranha situação de que uma pessoa fica solta porque seu processo caiu no ministro X e outra, na mesma situação, é presa porque caiu nas mãos do ministro Y.

Ou porque a presidente do STF se recusa a colocar os casos em pauta porque…ora, porque sabe que há o que, na visão dela, “há riscos” de que se preserve a liberdade de Lula e, com isso, a possibilidade de ele continuar candidato a presidente da República.

A lei é para todos, dependendo de quem seja.

(Do Tijolaço)

Fifa prorroga suspensão de Del Nero

O Comitê de Ética da Fifa anunciou na manhã desta quarta-feira a prorrogação por 45 dias da suspensão imposta ao presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Em 15 de dezembro de 2017, o presidente da câmara decisória do Comitê de Ética baniu provisoriamente Del Nero por 90 dias. Durante este tempo, o dirigente continuará afastado de todas as atividades relacionadas com o futebol a nível nacional e internacional. A extensão da proibição terá início nesta quinta-feira, 15 de março.

A decisão foi tomada a pedido do chefe de investigação da câmara de investigação do Comitê de Ética a fim de que seja realizado o processo formal de investigação de Del Nero, nos termos do artigo 85 parágrafo 1º do Código de Ética da Fifa. Este pedido acompanhou a apresentação do relatório final para o comitê, que hoje também decidiu abrir procedimentos contenciosos.

Trouxas profissionais

serra-doria-600x476

Por Leandro Fortes, no Facebook

Dizer que Doria enganou os eleitores que votaram nele é um contrassenso. Os eleitores de Doria, mesmo os da periferia, não são ingênuos nem ignorantes, mas gente de má fé. Doria sempre soube, assim como José Serra, que possui o tipo de eleitor que pode ser abandonado a qualquer momento, porque quase sempre se trata de gente com a perspectiva política de um percevejo.

Um eleitor que vive o paradoxo de viver na maior cidade do Brasil e, ainda assim, ser desprovido do sentido social do coletivo. Uma massa social gelatinosa moldada em um sistema liberal no qual o opressor se veste de gari para produzir lixo midiático. E é aplaudido por isso.

Assim como José Serra, João Doria vai cuspir na cabeça de seus eleitores sem nenhuma cerimônia, rasgar o compromisso de ser prefeito até o fim do mandato e manter a tradição de alimentar com alfafa um eleitorado que segue escolhendo os próprios algozes em nome de interesses que não são seus.

Deputado identifica e desmascara caluniadores

captura-de-tela-2018-03-14-as-10-42-39-600x322

Por Jean Wyllys, no Facebook

Hoje, mais uma vez, nosso mandato expõe, para que todo o mundo saiba quem são, os perfis dos difamadores que usam as redes sociais para praticar crime de calúnias e injúrias, espalhando mentiras, fake news e boatos ridículos. Nossa equipe selecionou, dessa vez, alguns criminosos da região Sudeste do país.

Como vocês podem ver nos prints, todos eles usaram diferentes versões de uma mesma calúnia: aquela que, desde o início do meu primeiro mandato, tenta associar meu nome à pedofilia. Para isso, falsificaram uma foto em que a deputada Maria do Rosário, do meu lado, segura um cartaz com uma frase absurda que justifica os pedófilos, acompanhada de uma manchete que diz que eu e Rosário queremos descriminalizar o abuso sexual de crianças. A foto é real, mas a frase original do cartaz era outra que não tinha nada a ver com essa loucura — a imagem foi adulterada. Em outra imagem adulterada que simula ser um tuíte meu, diz que nós, brasileiros, devemos aceitar o casamento de adultos com crianças porque é uma “tradição islâmica”. Outro absurdo! Por último, vários criminosos compartilharam um meme de um site de fake news que me atribui outra frase delirante em defesa da pedofilia como uma prática “normal em diversas espécies”.

E não é só isso. Além de falsificar tuítes e fotos e inventar coisas que eu jamais falei e que são evidentemente absurdas, os difamadores também são violentos. “Ele merece uma boa surra”, diz Robinson, falando sobre mim. “Merece a morte mais lenta possível”, diz Alex. “Merece muita porrada”, diz Paulo Roberto. “Tem que ser linchado”, diz Hamilton. Além de todas essas formas de incitação à violência, que também é crime, eles me chamam de verme, lixo, capeta, filho da puta. E, claro, “viado”, porque o verdadeiro problema dessa gente comigo é a minha orientação sexual.

Estes e outros difamadores serão denunciados à Polícia Federal para que sejam responsabilizados por seus crimes. Também haverá uma notificação direta a seus empregadores, para que saibam o que seus funcionários estão fazendo. Quem acha que a difamação e a incitação à violência através das redes sociais é gratuita está muito errado: existem leis contra isso e nós vamos agir com determinação para dar um basta a essa história.

Qualquer um de vocês pode discordar das minhas ideias e projetos ou criticar minha atuação como deputado. Isso faz parte do jogo democrático. O que não pode é recorrer à mentira, à calúnia, à injúria, à ameaça. Quem continuar fazendo, será denunciado e, também, será exposto aqui, para que sua família, seus vizinhos, seus colegas de trabalho e seus amigos saibam quem é. Acabou a impunidade.