7 comentários em “Capa do Bola – domingo, 17

  1. Vi a relação dos melhores e piores. Constatei duas injustiças, que penso extrapolam a mera decisão subjetiva diante de situações flagrantemente semelhantes.
    A primeira, a colocação de Josué Teixeira como o pior treinador do ano. Mesmo que tenha fracassado redondamente na escalação precipitada dos reforços de 1,99 que o Remo trouxe, tem o crédito de ter formado equipe competitiva no campeonato regional, a ponto de perder o título apenas na partida decisiva. Pode-se até firmar que, se comparado ao cara de zabumbeiro Oliveira Canindé, Teixeira é um Arsène Wenger.
    A segunda, a ausência de Tsunami da relação dos piores do ano, o que torna qualquer lista dessa natureza incompleta. Com efeito, diante de todas as trapalhadas daquele atleta com alcunha de catástrofe, pode-se de dizer que foi merecedor inconteste do troféu ‘Potita Forever’.

    Curtir

  2. Amigo Amorim, quanto ao Tsunami, entendo que ele foi muito mal, como quase todos na terrível campanha remista na Série C, mas inegavelmente houve gente bem pior que ele. O incrível Labarthe, por exemplo, foi imbatível nesse quesito. João Paulo, autor do “passe” que levou ao gol do Sampaio na penúltima rodada, idem idem. De minha parte, vejo muita má vontade com Tsunami e excessiva tolerância com Ilaílson, campeão de passes errados, tão faltoso quanto Tsunâmi (levava um cartão antes dos 10 minutos!) e muito mais prejudicial taticamente ao time. Enfim, questão de opinião.

    Curtir

  3. So pode ser questão de opinião mesmo porque entre Josue Teixeira, Marquinho Santos, Leo Goiano, CHAMUSCA e todos os treinadores que trabalharam no Pará em 2017, excluir da lista do PIOR DE TODOS O CHAMUSCA QUE COLOCOU TIME MISTO NUMA DECISÃO CUJO TÍTULO IMPORTANTE VALIA OITAVAS DE FINAL DE COPA DO BRASIL E NA PIO HIPÓTESE UM MILHÃO DE REAIS, AÍ NÃO TEM COMBATE.

    Curtir

  4. Concordo com tudo isso, meu caro Gerson, mas o Tsunami ficou marcado este ano pelo pontapé no rosto do jogador do Cuiabá que gerou sua expulsão ainda no primeiro tempo. Além disso, a ânsia de jogar de qualquer jeito acabou por desfigurar suas características e aí ficou parece o Djalma, ora vagando na lateral, na cabeça da área, na quarta e zaga e não rendendo nada em canto algum. Uma catástrofe!

    Curtir

  5. Pergunta:
    Qual foi a maior vergonha do Pará?
    (A) lanterna da terceira 1 ponto
    (B) levar de 9×0 do Paulista
    (C) levar o maior tabu do mundo e fugir 2x e ter o estádio (chiqueiro) quebrado
    (D) Dormir na praça e jogar com cachorro no interior

    Curtir

  6. O debate estava tão saudável !
    E chega o copiar / colar !
    Nada de novo !
    Nada para agregar !
    Por isso, que esse espaço virtual vem perdendo frequentadores..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s