Remo confirma para segunda-feira a apresentação do novo elenco

GonzaloLatorre_Cruzeiro_Divulgacao

O Clube do Remo inicia na próxima segunda-feira, às 15h30, a primeira etapa dos trabalhos para 2018. A apresentação da comissão técnica, liderada pelo técnico Ney da Matta, e do elenco está marcada para o estádio Evandro Almeida. O centroavante uruguaio Gonzalo Latorre (foto) pode ser anunciado durante o evento.

O grupo conta hoje com 21 jogadores:

Goleiros – Vinícius, Evandro e Douglas

Laterais – Esquerdinha, Jefferson Recife

Zagueiros – Bruno Maia, Mimica, Martony e Alex Moraes.

Volantes – Dudu, Lucas Vítor, Fernandes, Felipe Recife e Geandro.

Meio-campistas – Rodriguinho, Leandro Brasília e Adenilson

Atacantes – Jayme, Elielton, Gabriel Lima e Felipe Marques.

Ainda sem lateral-direito, a diretoria negocia com Levy, que pertence ao clube, para que acerte permanência. Por enquanto, o executivo Zé Renato tenta contratar também um meia-atacante e dois atacantes de área.

Gonzalo Latorre, pertencente ao Cruzeiro, poderá fechar com o Remo. Se o acordo for firmado, o pagamento do salário do jogador será dividido entre o Remo e o clube mineiro. Já o meia-atacante pretendido pertence ao Atlético-MG: Tales.

A diretoria está tentando definir a complementação da pré-temporada para Salinas, de 2 a 12 de janeiro. (Com informações de Francisco Urbano e Nelson Torres)

Problemas de saúde fazem Justiça liberar Duciomar para prisão domiciliar

24231923_1657902067594449_673730675299420492_n

O ex-prefeito Duciomar Costa (PTB) foi liberado na manhã deste sábado pela Justiça para permanecer em reclusão domiciliar por conta de problemas de saúde. O habeas corpus também foi concedido para sua mulher, Elaine Baía Pereira, em estado de gravidez. Dudu foi preso na sexta-feira pela Polícia Federal – foto acima – sob acusação de envolvimento com uma organização que desviou mais de R$ 400 milhões dos cofres públicos quando ocupou a Prefeitura de Belém.

O juiz Rubens Rollo D’Oliveira acatou os argumentos da defesa sobre a fragilidade da saúde de Duciomar. Com isso, a prisão temporária passa de fechada para temporária. Segundo pessoas próximas ao ex-prefeito, Dudu sofre de uma doença degenerativa e teria também caído de um cavalo há alguns dias, não conseguindo se locomover sem o uso de uma cadeira de rodas. Estaria sentindo muitas dores e sendo submetido a tratamento com remédios controlados .

Guarani defende distribuição igual de cota na Série B 2018

O Guarani lidera um movimento ainda inicial para mudar o sistema de distribuição de cotas para a Série B do Campeonato Brasileiro. Segundo apuração do GloboEsporte.com, a sugestão do time paulista é que o montante de dinheiro seja igualmente dividido entre os 20 clubes que vão disputar a competição nacional em 2018.

A primeira discussão sobre o assunto aconteceu na quarta-feira, em reunião na sede da CBF com o presidente Marco Polo Del Nero. Representante do Guarani, o presidente Palmeron Mendes Filho (foto) se colocou à disposição para criar uma comissão de clubes e formalizar uma proposta à entidade.

Além do Bugre, estiveram presentes na reunião dirigentes de Vila Nova, Paysandu, Brasil, Londrina e Oeste. A intenção é que cada clube receba aproximadamente R$ 6 milhões.

A sugestão da diretoria do Guarani vai de encontro ao processo utilizado em 2017, quando a cota teve duas divisões: 60% do valor de forma igual entre os 20 clubes e 40% em consideração ao desempenho do ano anterior. Nesse cenário, o Bugre recebeu R$ 4,1 milhões, assim como os outros três promovidos da Série C (Boa Esporte, Juventude e ABC).

Os valores que cada clube receberá para disputar a Série B de 2018 devem ser divulgados de maneira oficial apenas no início do ano. A divisão depende também das equipes que serão rebaixadas na elite do Campeonato Brasileiro.

Bolsonaro tenta censurar charge, mas Justiça mantém publicação

charge-bolsonaro

O deputado federal e pré-candidato a presidente da República pelo PSC, Jair Bolsonaro (RJ) perdeu ação indenizatória, por danos morais, ajuizada contra o jornal “O Dia” (RJ), que publicou uma charge de que ele não gostou. O parlamentar já havia sido derrotado em primeira instância, mas recorreu da sentença ao Tribunal de Justiça daquele Estado.

Nesta terça-feira (28), A 17ª Câmara Cível do TJ-RJ confirmou a sentença de primeira instância, que condenou o parlamentar ao pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios.

Bolsonaro alegou na justiça que a charge publicada pelo jornal no dia 13 de junho de 2016, associando-o ao atentado contra o público LGBT, ocorrido em uma boate de Orlando (EUA), ofendeu a sua imagem e excedeu a liberdade de expressão que é assegurada pela Constituição Federal.

Pelo “dano moral” que o jornal teria causado à sua imagem, ele pediu uma indenização no valor de R$ 30 mil.

De acordo com a relatora do processo, desembargadora Márcia Alvarenga, “a honra do pleiteador não foi violada porque, na sua perspectiva individual, a associação de sua imagem ao chamado crítico sobre suas ideias contrárias à diversidade de gênero não afeta, de modo relevante, de maneira a prevalecer sobre a liberdade artística e de expressão, a vida em sociedade e as suas relações sociais e comunitárias”.

Bolsonaro deverá filiar ao PEN (Partido Ecológico Nacional) até março do próximo ano, desde que o nome seja trocado para “Patriotas”. O seu “ponta de lança” em Pernambuco será o empresário Sílvio Nascimento, presidente regional do PEN, que substituiu o vereador recifense David Muniz.

Liderança em todos os cenários

DND-9c2XUAUl2Ou

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permanece na liderança da disputa presidencial de 2018. O levantamento também indica que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) se consolidou no segundo lugar, superando Marina Silva, anunciada neste sábado como pré-candidata da Rede, que até então aparecia tecnicamente empatada com o parlamentar.

Os cenários do levantamento foram alterados e, por isso, só é possível fazer comparações com pesquisas anteriores nas simulações de intenções de voto espontâneo no primeiro turno e estimuladas no segundo. No primeiro cenário, Lula surge com 17% das citações e Bolsonaro, com 11%. Todos os outros pontuam de 1% para baixo. O “ninguém” tem 19% e não sabem afirmar em que candidato votariam, 46%.

No cenário com maior número de possíveis candidatos, Lula aparece com 34% das intenções de voto, seguido de Bolsonaro, com 17%. Marina aparece com 9%, tecnicamente empatada com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), ambos com 6%.

Lula ganha em todos os cenários de segundo turno e ampliou em quatro pontos percentuais sua vantagem, em comparação com setembro, em relação à disputa com Bolsonaro, Alckmin e Marina.

A pesquisa foi divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo”. O instituto fez 2.765 entrevistas entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. (De O Globo)

Cabra bom. Com essa nova pesquisa, é só aguardar nova patranha da turma da Lava Jato na segunda-feira. 

Polícia prende líderes de organizadas no Rio e apura ligação com dirigentes

622_f7724364-8ce9-478e-9ab8-6a1cb3a7ecc3

Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), em operação conjunta com o Ministério Público e com o Juizado Especial do Torcedor, prenderam líderes de torcidas organizadas de times de futebol do Rio de Janeiro. Também são cumpridos mandados de condução coercitiva contra dirigentes de clubes. As informações são da TV Globo.

Logo nas primeiras horas da manhã, foram presos três dirigentes de organizadas do Fluminense: Manuel de Oliveira Menezes, presidente da Young Flu; Luiz Carlos Torres Júnior, o Fila, vice-presidente da mesma torcida; e Ricardo Alexandre Alves, o Pará, presidente da Força Flu. Um quarto, ainda segunda a emissora, Carlos Roberto de Almeida, da torcida Fiel Tricolor, está foragido.

Entre os alvos dos mandados de condução coercitiva estão pessoas ligadas a todos os clubes grandes do Rio. São dois dirigentes do Fluminense, um do Botafogo (Anderson Simões, vice-presidente de Estádios) e o presidente de uma organizada do time (Fil, da Fúria Jovem); um funcionário do Vasco e também um líder de organizada; e um líder da maior torcida do Flamengo (Alessom Galvão de Souza, da Raça Rubro-Negra) e um empresário ligado à equipe.

No total, são quatro mandados de prisão, oito de condução coercitiva e ainda 14 de busca e apreensão – que incluem o Engenhão, São Januário, Maracanã e Laranjeiras.

Segundo as autoridades, investigações identificaram relação suspeita entre os quatro grandes clubes cariocas e algumas de suas torcidas organizadas, incluindo, entidades banidas dos estádios pela Justiça – apesar da punição, líderes das agremiações seguiam recebendo ingressos das equipes, que eram repassados para venda de cambistas.

Copa do Brasil aumenta premiação e acaba com o gol qualificado

taca_copadobrasil

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou na noite desta sexta-feira algumas mudanças no regulamento da próxima edição da Copa do Brasil. Embora o formato da competição tenha sido mantido, não haverá mais o gol qualificado, que dava vantagem para os times que marcavam mais gols fora de casa ao definir a classificação em eliminatórias que acabassem com dois empates.

“Esse tema está em análise há algum tempo. Levamos em consideração as opiniões dos clubes, técnicos, jogadores e profissionais envolvidos no universo do futebol. Diante do sucesso da Copa do Brasil e de sua importância crescente, entendemos que a melhor decisão seria padronizar a questão do gol qualificado, promovendo maior equilíbrio técnico”, disse Manoel Flores, diretor de competições da CBF.

A CBF também atendeu aos pedidos dos clubes para que estendessem o prazo de inscrições de atletas na Copa do Brasil. Neste ano, as equipes tinham como data limite 24 de abril. Já em 2018, as agremiações poderão incluir novos jogadores até 30 de julho, antes do início das quartas de final do torneio.

A edição de 2018 da Copa do Brasil também será marcada pelo aumento da premiação oferecida aos clubes participantes. O campeão do torneio irá faturar nada mais, nada menos que R$ 50 milhões. O vice-campeão, por sua vez, ficará com R$ 20 milhões. Já os semifinalistas ficam com R$ 8 milhões, enquanto as equipes que forem eliminadas nas quartas de final terão R$ 4 milhões como “consolação”.

Os valores que estarão em jogo na próxima edição da Copa do Brasil reafirmam o país como a nação mais poderosa do futebol sul-americano. Para se ter uma ideia, o time campeão do torneio mata-mata poderá embolsar R$ 68,7 milhões caso participe desde a primeira fase da competição, como foi o caso do Cruzeiro neste ano. (Da ESPN)

O passado é uma parada

DPUJgkcX0AAEdBN

Há 5 anos, Dilma Rousseff, ex-guerrilheira e mulher de fibra, primeira presidenta da história do Brasil, era homenageada pela influente revista Forbes como uma das 10 pessoas mais poderosas do mundo. Quatro anos depois disso, sem ter cometido qualquer crime e sem culpa formada (ou provada), foi destituída covardemente por um golpe jurídico-parlamentar-midiático levado a cabo pelas forças plutocratas que mandam em Pindorama desde que Cabral aportou por aqui. E, desde então, mergulhamos nessa barafunda recheada de assaltos, propinas e saques aos cofres públicos perpetrados pelos que defendiam ardorosamente a queda de Dilma alegando “combater a corrupção”.

ESPN sofre baixas de peso

POR ANDERSON CHENI, no Comunique-se

O experiente jornalista Helvídio Mattos foi desligado nesta quarta-feira, 29 de novembro, da ESPN Brasil. O profissional é um exímio produtor, repórter investigativo com vários prêmios no currículo e um dos poucos bons contadores de história na TV.

Helvídio Mattos estava no ar com uma série especial de dois episódios chamada “11 Corações, Recomeçando a Viver”. Produção que falava da memória de alguns parentes das vítimas da tragédia da Chapecoense.

Além disso, Helvídio Mattos trabalha na área de esportes desde os anos 1970. Estava na ESPN Brasil desde 1996 – 21 anos de emissora. Na casa, ele era coordenador de especiais. Antes, o jornalista teve passagem marcante pela TV Cultura, com os programas ‘Vitória’ e ‘Grandes Momentos do Esporte’.

Cinco outros funcionários também deixaram a ESPN Brasil nesta semana. Os dispensados foram Cris Freitas, Denise Elias, Edson Leal, Gabriela Ventura e Reginaldo  Davi.

Helvidio-ESPN-990x556

Trajano critica demissão

Ao saber da dispensa de Helvídio Mattos, o jornalista José Trajano usou o seu perfil no Facebookpara tecer fortes críticas à atual direção da ESPN Brasil. O profissional, por sinal, foi o fundador da emissora e seu principal executivo por décadas.

Confira o texto de José Trajano:

A derrota do jornalismo esportivo!

Helvidio Mattos, exemplo de repórter, foi demitido da ESPN, assim como haviam sido Roberto Salim e Lucio de Castro, outros grandes. A desculpa de que a ordem veio de longe, lá dos States, é cruel e desalentadora. E coloca no ar a pergunta, o que realmente esses caras querem? Foram anos de luta incessante, muita garra, enfrentamento, suor e criatividade.

Era uma equipe pra valer, que não tinha medo de nada. Verdadeiramente, era uma equipe. Encarava o que tivesse pela frente. E Helvidio, como o Salim e tantos outros destemidos, seguiam sempre na dianteira. A demissão do Helvidio encerra um ciclo que vinha se fechando havia um tempo, com o pontapé na bunda dado em vários companheiros. Eu fui nessa leva. Estou triste e arrasado. Fundei o canal e vejo que o que plantamos está sendo destruído. A saída de Helvidio Mattos é um tapa na cara do verdadeiro jornalismo esportivo.

Há outros companheiros que foram mandados embora. Peguei o querido Helvidio como exemplo. Um velho repórter merece ser e ele faz jus. Há gente muito boa ainda por lá, que certamente deve estar profundamente incomodada com a situação. As demissões não levam em conta o talento, o caráter, o comprometimento. Aos poucos, com frieza absurda, os manda-chuvas atuais – colocados lá por nós – vão cumprindo ordens.

“A saída de Helvidio Mattos é um tapa na cara do verdadeiro jornalismo esportivo”

Não enfrentam, não colocam suas cabeças em troca, como era comum nas redações de antigamente. Estão chateados sim, porém mais preocupados com o bônus de Natal e com a marca do carro que é trocado a cada dois anos. Enfim, perdemos mais essa. Mas como disse meu Mestre Darcy e que Juca Kfouri usou em recente livro: ‘Detestaria estar no lugar de quem me venceu.’ A ESPN não acabou, nem vai acabar. O que acabou foi a nossa turma, a que ergueu aquilo lá.