Abril quer demitir jornalistas e pagar rescisão em 10 prestações

10 de outubro de 2017 at 12:27 1 comentário

images-cms-image-000564531

Da Revista Fórum

A editora Abril, uma das maiores do país e que publica, entre outras revistas, a Veja, pretende demitir dezenas de funcionários, entre jornalistas e profissionais da área administrativa.

A notícia começou a circular em setembro e, na semana passada, a empresa convocou trabalhadores para negociar a demissão – algo que vai ser normal com a reforma trabalhista sancionada por Temer.

A proposta da editora é parcelar a rescisão dos trabalhadores em dez vezes, o que contraria a lei trabalhista, que prevê que as verbas rescisórias devam ser pagas em até dez dias após a demissão. Os trabalhadores, por sua vez, rejeitaram a oferta.

Íntegra da nota do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de S. Paulo (SJSP):

Os jornalistas da Abril rejeitaram a proposta da empresa de parcelar o pagamento das verbas rescisórias em caso de demissão, proposta que contraria o que diz a lei (as verbas têm de ser pagas até o décimo dia após a demissão). A decisão foi tomada em assembleia realizada na última quinta-feira (5), na Praça Victor Civita, em Pinheiros, zona oeste da capital paulista. A proposta de parcelar em dez vezes as verbas rescisórias, com algumas contrapartidas (pagamento de um salário a mais – obrigatório por lei neste caso –, extensão do plano de saúde por um mês além do aviso prévio e a manutenção do vale-refeição por seis meses), foi rejeitada pelos trabalhadores e trabalhadoras presentes.

Procurados há mais de um mês pela direção da Abril para negociar a situação, os dirigentes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) rejeitaram prontamente as demissões, e ainda mais as condições propostas. Em seguida, dialogaram com os trabalhadores sobre as condições apresentadas pela editora. Na primeira assembleia realizada pelo Sindicato para debater a questão, em 14 de setembro, os jornalistas definiram e aprovaram uma contraproposta à Abril.

Os profissionais propuseram a abertura de uma consulta interna aos que queiram ser demitidos, que o acordo fosse válido para no máximo 20 demissões, com duração até novembro próximo, pagamento de tudo em até cinco parcelas, além da garantia de homologação no Sindicato de qualquer demissão realizada pela empresa até 31 de maio de 2018, entre outras questões.

A empresa não aceitou mexer em nenhum dos pontos de sua proposta inicial. Diante disso, a assembleia decidiu que não há base para assinar um acordo com a empresa, e que o Sindicato não deve realizar nenhuma homologação de demissão que desrespeite os direitos básicos estabelecidos em lei.

A direção do SJSP segue lutando pela manutenção dos empregos na Abril, e os sindicalistas já ressaltaram que, caso haja demissões, a entidade tomará as medidas cabíveis. Os jornalistas da empresa seguem a situação com a máxima atenção, prontos para se reunir novamente caso seja preciso.

Entry filed under: Uncategorized.

No país do golpe, Justiça é letra morta Noite de emoções

1 Comentário Add your own

  • 1. José FERNANDO PINA Assis  |  10 de outubro de 2017 às 12:58

    COLEGAS,

    Saudações!

    É bom ficarmos antenados. O processo de morte da inteligência está em curo. Pra que pensar, quando temos os yankees com seus tanques pra fazer isso por nós?

    Por que continuar ensinando ciência & artes (cruzes! arte?!), literatura & filosofia (nossa! filosofia!?), ética & sociologia (sociologia, noc, noc!) usando o lento e pedagógico sistema da PEDAGOGIA DA AUTONOMIA, quando temos os pacotes educacionais think-tank made in USA, prontinhos para substituir Paulo Freire?

    Por que desenvolver reatores, se a Westinghouse Eletric Corporation tem milhares deles, prontinhos e muito mais caros, pra implantar na bunda dos nossos submarinos nucleares?

    Por que continuar batendo na trave construindo VLS (veículo lançador de satélite) se a NASA tem seus foguetões, prontinhos pra empurrar pro espaço os nossos micro-satélites, usando a norte-americana Base de Alcântara, na terra fértil de Gonçalves Dias?

    Por que deixar solto o sapo barbudo e correr o risoco dele chegar novamente ao trono, quando a joint-venture CIA-GLOBosta construiu e tem prontinhos pra lançar, seu geppeto DORIana e seu vice pinocchio BOSTONARO, prontinhos pra assumir o posto e mandar bala & merda do alto do seu ZEPELLIN prateado?

    ——– Mensagem original ——–

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,429,584 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.036 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Nelio(maior campeão… em Bergson vai defender o Fu…
junior em Leão é tetracampeão de ba…
Miguel Silva em O adeus do artilheiro
Edson do Leão - meu… em Bergson vai defender o Fu…
Manoel em Democracia em xeque. O que…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

NO TWITTER

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: