Justiça nega habeas corpus a Jobson

O Tribunal de Justiça do Tocantins negou nesta quarta-feira, 16, habeas corpus feito pelos advogados do ex-jogador Jobson Leandro Pereira de Oliveira. Ele está preso há 73 dias na cadeia pública de Colmeia, a 206 km de Palmas. O pedido de liberdade foi feito no dia 8 de agosto pelos advogados do jogador e o julgamento ocorreu na 1ª Câmara Criminal do TJ, em Palmas. Jobson é acusado de estuprar quatro adolescentes e estava em liberdade provisória desde 2016, quando pagou R$ 22 mil reais de fiança, até descumprir medidas estabelecidas pela Justiça. A prisão ocorreu no dia 5 de junho depois que ele se envolveu em um acidente.

O processo que apura os casos de estupro começou na Justiça do Pará em 2016, mas foi enviado para o Tocantins porque o local onde os crimes supostamente ocorreram fica em Couto de Magalhães, município tocantinense. A decisão judicial que concedeu a liberdade provisória estabelecia que o ex-jogador teria que cumprir algumas medidas cautelares, como o pagamento de uma fiança de 25 salários mínimos, não beber e usar quaisquer drogas, nem frequentar bares ou boates; não se ausentar da comarca onde mora sem autorização do juiz e comunicação do local onde possa ser encontrado; estar em casa entre as 19h e às 6h e nos domingos e feriados integralmente.

O caso começou a ser investigado quando uma das adolescentes, que diz ter sido abusada pelo jogador, procurou a polícia depois que uma foto dela foi parar em um grupo de troca de mensagens na internet. Jobson nega todas as acusações.

Leão vai cheio de novidades para o confronto com o Belo

jayme

Jayme deve ser a principal novidade no Remo para o jogo deste domingo contra o Botafogo-PB, no estádio Jornalista Edgar Proença. A partida, decisiva para as pretensões remistas na Série C, deve atrair um grande público.

Os treinos da semana têm refletido o que o técnico Léo Goiano antecipou logo depois da derrota para o CSA, em Maceió, no último sábado. Na ocasião, Goiano disse que iria passar a escalar o Remo com apenas dois volantes, abrindo espaço para a entrada de Flamel.

Nos lados do campo, outro grande problema azulino, Jayme surge como opção para ocupar a ala direita, em substituição a Léo Rosa. No lado esquerdo, Jaquinha retorna à equipe. O meio-campo terá João Paulo e França à frente da zaga.

Outra novidade é a entrada de Martony, substituindo a Bruno Costa, que levou o terceiro cartão amarelo. No ataque, Pimentinha volta ao time, fazendo dupla com Luiz Eduardo.

Ao optar por Flamel ao lado de Eduardo Ramos, Léo Goiano atende à própria torcida, que sempre cobrou a presença de jogadores mais habilidosos no setor de criação. O desafio será armar um sistema que permita à equipe não ficar tão vulnerável com quatro homens que não voltam para marcar.

Em crise, Lance! entra com pedido de recuperação judicial

Com a proposta de dar continuidade às publicações, Areté Editorial S.A., Lance Imobiliária Ltda. e Lance Mídia Digital Ltda. deram entrada em pedido de recuperação judicial da marca Lance!. Em nota, a empresa explica que a medida pretende ordenar e adequar os fluxos financeiros de pagamento de passivos. “O consumo de notícias e informações pelos meios digitais, em geral de forma gratuita, gerou grandes desafios para as marcas dominantes no mundo analógico”, explicaram.

A empresa afirma que as crises (a do mercado jornalístico e a recessão ecônomica no Brasil) refletiram nos trabalhos, o que gerou acúmulo de passivos que precisam ser alinhados à geração de resultados para possibilitar a viabilidade do negócio. A marca ainda revela que medidas internas já foram realizadas, incluindo “severo ajuste de custos gerias e despesas”.

Com o pedido de recuperação judicial, o grupo ressalta que vai seguir trabalhando com o objetivo de ampliação dos níveis de audiência e a manutenção de um negócio sustentável, capaz gerar e manter empregos. “A marca Lance!, reconhecida entre as líderes de audiência no segmento esportivo desde seu lançamento há quase 20 anos, tem histórico de inovação e crescimento constante no mundo digital, especialmente nos aparelhos móveis”. (Transcrito do Comunique-se)

Abaeté recebe etapa estadual dos Jogos Estudantis Paraenses

Começou nesta quarta-feira, 16, em Abaetetuba, a etapa estadual dos Jogos Estudantis Paraenses (JEPs), categoria A, destinada a estudantes de 12 a 14 anos. Pela primeira vez, a competição será realizada em uma cidade do interior. Os JEPs em Abaetetuba seguirão até domingo, 20. A cerimônia de abertura, no Ginásio Hildo Carvalho, está programada para às 18h e será presidida por representantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e do município.

Com duração de cinco dias, a competição vai mobilizar cerca de 750 alunos-atletas de 21 municípios do interior do Estado e Região Metropolitana. Esta será a 59ª edição da competição, organizada anualmente pelo Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Seduc, em parceria com entidades desportivas e prefeituras, além do apoio das Secretarias de Estado de Comunicação (Secom) e de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

Os estudantes competirão nas modalidades de vôlei, basquete, handebol e futsal, na categoria A, 12 a 14 anos, no masculino e feminino. Os alunos-atletas classificados para a etapa estadual participaram de seletivas municipais e regionais, que envolveram mais de 26 mil estudantes de 138 escolas municipais, estaduais, federais e privadas.

Os campeões estaduais na categoria A representarão o Pará nos Jogos Escolares da Juventude, que serão realizados em Curitiba, promovido pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no período de 12 a 21 de setembro.

O atleta Rogério Moraes, 23 anos, ex-aluno da Escola Estadual Bernadino Pereira de Barros, de Abaetetuba, é do time profissional do HC Vardar Handball, da Macedônia e mora atualmente na cidade de Skopje. Ele é pivô da Seleção Brasileira de Handebol e o único brasileiro campeão da Champions League – principal campeonato de handebol da Europa e do mundo.

Rogério foi uma das revelações dos Jogos Estudantis, no qual começou a competir aos 13 anos – fundamentais para o início da carreira lá mesmo, na escola, em Abaetetuba: “Comecei a jogar pelo prazer que tinha de representar a minha escola nos Jogos Estudantis”, contou, lembrando que as seletivas, no município, “lotavam os ginásios e faziam com que a gente treinasse o ano inteiro para participar”. (Com informações da Agência Pará)

Jornal relata o esforço final de Messi para convencer Neymar a ficar

622_03c8382c-390b-3f48-b6f3-ea3830671264

Segundo o jornal catalão Sport, Messi se reuniu com Neymar, às vésperas da saída do jogador, para tentar convencê-lo a permanecer no Barcelona. A reunião teria acontecido antes da partida contra a Juventus na pré-temporada realizada nos Estados Unidos. Junto com Luis Suárez, o argentino passou a noite do dia 21 para 22 conversando com o amigo brasileiro, tentando fazer com que este mudasse de ideia e rejeitasse a proposta do Paris Saint-Germain.

A tentativa, porém, era em vão. Neymar a aquela altura já havia aceitado se transferir para Paris e não tinha possibilidade de voltar atrás na decisão. Durante a conversa, Messi teria perguntado a Neymar: “Quer ser Bola de Ouro?”, e em seguida respondeu: “Eu te faço Bola de Ouro”. O maior interesse do argentino cinco vezes ganhador do prêmio seria, de acordo com o jornal, ganhar a maior quantidade de títulos possíveis com o Barcelona e que os troféus individuais não seriam mais a sua maior motivação.

Na partida contra a Juventus no dia seguinte, o argentino teria dado uma mostra do que tinha dito na conversa e tentou encontrar Neymar nas principais chances da partida. Além disso, esteve perto do atacante desde o aquecimento e deixou o hoje jogador do PSG bater a primeira falta. O resultado foi uma vitória por 2 a 1, com os dois marcados por Neymar.

Apesar de todo o esforço, a conversa não teve efeito e Neymar já estreou – com gol – pelo seu novo clube. Agora, lutará pelo sonho de vencer o prêmio de melhor jogador do mundo, mas sem a ajuda de Messi. (Da ESPN) 

Torcedor do Fogão faz ofensa racista a parentes de jogador do Fla

COPA DO BRASIL 2017: BOTAFOGO-RJ X FLAMENGO

Um torcedor do Botafogo foi detido pela Polícia Militar na noite desta quarta-feira, no Nilton Santos, por suspeita de injúrias raciais a familiares do atacante Vinicius Júnior. As ofensas, a tios do jogador do Flamengo, aconteceram no Setor Leste Inferior do estádio.

Detido em flagrante, o botafoguense foi ouvido no próprio Juizado Especial Criminal por um juiz, que determinará se ele seguirá preso ou não. Outros torcedores chegaram a ser detidos por outras confusões no estádio, mas todos foram liberados.

Em sua conta oficial no Twitter, o Flamengo repudiou o ato de racismo contra os familiares de Vinicius Júnior. “Somos de todos tons de pele, todos os credos, somos todos, menos alguns! Somos rubro-negros! Uma Nação! Racismo, aqui, não”, escreveu o clube.

Mídia do Sul e Sudeste denuncia e tenta comparar casos de atos racistas das torcidas de Botafogo e Grêmio. Consultador, procurador do STJD já explicou que são situações bem diferentes. No jogo desta quarta-feira, um torcedor ofendeu parentes do jogador Vinícius Jr., do Flamengo, nas arquibancadas do estádio Nilton Santos. O agressor foi detido pela própria torcida do Botafogo e entregue à Polícia.

No episódio que causou a punição do Grêmio, no ano passado, a torcida xingou e insultou o goleiro Aranha (então no Santos) durante praticamente um jogo todo na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O caso tipificado como agressão racista grave a um atleta profissional no exercício de seu ofício, daí a suspensão imposta ao clube gaúcho.

Dentro de campo, Botafogo e Flamengo empataram em 0 a 0 na partida de ida das semifinais da Copa do Brasil. Na próxima semana, os times se reencontram no Maracanã. (Com informações da ESPN e O Globo) 

CBF firma parceria internacional para monitorar jogos das 4 séries

unnamed (62)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) firmou uma parceria com a Sportradar e irá monitorar os jogos de todas as séries do campeonato nacional. Com a orientação da empresa, líder mundial em prevenção, detecção e inteligência no combate à manipulação de resultados, a CBF criou um departamento interno dedicado ao tema, nomeando um Oficial de Integridade que vai atuar em conjunto com a Sportradar neste trabalho.

A Sportradar já monitora os padrões de apostas para o Campeonato Brasileiro da Séries A e B e a Copa do Brasil por meio de acordos de parceria de integridade com as federações internacionais. Com o advento desta nova parceria, a empresa assume também a tarefa de monitorar o Campeonato Brasileiro das Séries C e D.  Além disso, a CBF tem a possibilidade de acionar a qualquer momento os serviços exclusivos da Unidade de Inteligência Antifraude (FIU) da Sportradar a partir de necessidades pontuais de monitoramento e detecção.

− Nosso compromisso é com a integridade das competições, evitando qualquer interferência no andamento dos jogos. O mercado de apostas é crescente e temos que garantir que nossos campeonatos não sejam atingidos por manobras ilegais. Buscamos um parceiro líder no mercado mundial, com trabalho reconhecido e que já tem amplo conhecimento da estrutura do futebol brasileiro para complementar o trabalho nas séries que ainda não estavam cobertas – destaca o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

− Dedicamos muito esforço para construir nossa reputação na América do Norte e na América do Sul e é muito gratificante ver esse esforço dar frutos como este. O Brasil tem uma relevância enorme no futebol mundial, muito admirado por suas glórias e sempre muito visado pelos seus padrões de talento e expectativa de desempenho. Celebrar esta parceria com a CBF é, para nós da Sportradar, um motivo de muito orgulho e nos motiva ainda mais a continuar construindo esta reputação e dedicando total esforço para proteger o futebol e o esporte em qualquer canto do mundo – completou o diretor geral dos Serviços de Integridade da Sportradar, Andreas Krannich.

Sobre a Sportradar
A Sportradar é a empresa líder global em identificar e trabalhar o poder dos dados esportivos e do conteúdo digital para seus clientes ao redor do mundo.  Os Serviços de Integridade da Sportradar fornecem a operação do Sistema de Detecção de Fraude – Fraud Detection System (FDS) para várias federações de 13 modalidades esportivas diferentes, incluindo a AFC, Uefa, Conmebol, World Rugby, NHL e NBA. Com sede na Suíça, a Sportradar possui escritórios em 30 outras localizações e conta com mais de 1.900 colaboradores altamente qualificados ao redor do mundo. Ao todo, atende cerca de 1.000 entidades em mais de 80 países. (Com informações de Imprensa CBF)