O adeus de Montillo

DDbbaXcWAAA9cwS

O meia-atacante argentino Montillo pediu hoje liberação do Botafogo, depois de seis meses de contrato e poucas partidas realizadas pelo clube. Insatisfeito com sua própria produção, o jogador conversou com os dirigentes e expôs a vontade de sair, por se sentir em dúvida com o Fogão.

Uma série de lesões atrapalhou a vida de Montillo no clube, deixando de se firmar na equipe titular que disputa a Libertadores, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Aos 33 anos, chegou a manifestar a intenção de encerrar a carreira.

Nas redes sociais, Montillo postou a seguinte nota:

DDcUpulWsAAQf4k

Marquinhos aposta na força da torcida para reverter situação

DDVfF5dXoAEbNpr

Logo no começo dos trabalhos como técnico do Paissandu, Marquinhos Santos mostrou otimismo com o que viu na movimentação dos jogadores. “Tem dois pilares para que se tenha sucesso no futebol: trabalho e união. São pilares que levam ao objetivo, sucesso ou insucesso. Quando há essa sinergia entre direção, comissão técnica, jogadores e principalmente o torcedor, tudo é melhor. Se a torcida comprar essa causa, essa ideia, ninguém segura o Paissandu”, afirmou o treinador.

Marquinhos disse que, mesmo à distância, acompanhava a força da torcida do Papão e aposta nesse fator para conseguir empreender uma reação na Série B. O primeiro passo será dado nesta sexta-feira, 29, às 19h15, no estádio da Curuzu, no confronto entre Papão e Luverdense, pela 11ª rodada do Brasileiro da Série B. No momento, o time paraense ocupa a 14ª posição na classificação, com 12 pontos. O Luverdense é o 19º, com 11 pontos.

DDb3SDcW0AEt7Wl

O treino desta quarta-feira à tarde foi disputado sob forte chuva, na Curuzu. O técnico ainda não definiu a equipe que irá enfrentar o Luverdense. Será o primeiro jogo entre as duas equipes depois da final da Copa Verde, vencida pelo time mato-grossense. (Fotos: FERNANDO TORRES/Ascom-PSC)