5 comentários em “Remo tropeça em casa diante do Cuiabá

  1. Lembro que falava que o Remo deveria fazer de 3 a 4 contratações pontuais e manter o elenco do paraense para disputar a série C. O Remo dispensou jogadores do paraense, con tratou salvo engano 9 jogadores sendo que 2 deram certo e os outros 7 estão tirando a torcida do sério. Não compreendo os quês e nem os porquês do Josué Teixeira em preterir o Nano ao Nino ou então de deixar o João Victor no banco, também não entendo o Rodrigo Ainete nem ao menos ser relacionado diante do futebol apresentado pelo pacotaço de meias que juntos não formam um par que seja, e a dispensa do Zé Antônio então, um zagueiro que jogando de volante tava melhor que os dois volantes que o Remo contratou, aliás o Zé Antônio tinha o recurso do chute de fora da área e das faltas de média e longa distância. Ah Gerson, é lamentável, é a mesma conversa de anos e anos, pacotes surreais de contratações que mergulham a torcida azulina num poço de desgosto e de decepção. Inaceitável a conivência da diretoria com o que está acontecendo, aliás, a minha paciência de Jó com o atual treinador acabou, não passou da primeira fase na copa do Brasil fazendo com que o Remo deixasse de faturar por baixo uns 500 mil reais, não passou do limitadissimo Santos do Amapá, caso em que o futebol paraense respiraria a renda de mais dois clássicos onde o Remo retiraria mais 800 ou 900 mil reais (faz as contas aí), entrou na série c montando um time novo e completamente desentrosado, se fosse pra montar que contratasse desde o campeonato paraense, a DIRETORIA AZULINA é conivente com tudo isso, pois está sustentando um projeto infrutífero, estão vivendo de resultados negativos e o torcedor mais uma vez tem que pagar o preço.

    Curtir

  2. Josué paga o preço pelas mudanças bruscas no time.

    Claro que é fato que a vitória sobre o Fortaleza caiu bem e era normal um certo desentrosamento, mas, Josué já deveria ter voltado atrás depois do segundo tempo pífio contra o ASA.

    Ele deveria ter usado o paraense para montar uma espinha dorsal… Mas, preferiu arriscar com os jogadores de varejo…

    Vai entender né!? Mas, Josué ainda tem crédito.

    Curtir

  3. O exemplo aqui é o caso do Chamusca. Seu time continua ruim do meio pra frente e seu trabalho ainda não me convenceu. Mas, ele manteve uma base do paraense para disputar a série B… E tá dando certo.

    Curtir

  4. A situação tende a se complicar para o bocudo treinador que hoje vai ter que “engolir” o Saci.
    Teve setorista que chegou a dizer que o retorno do “atleta” tinha o aval do treinador. Na verdade ele disse que o presidente sabia o que era melhor para o clube.
    Se não ganhar fora, ele está fora.

    Curtir

  5. O Remo não tem meio-campo do jeito que está o time esse ano podemos classificações pra Brusque, Santos/Ap e o título do paraense ser o Remo mantém o uma base do ano passado não estava nessa situação também salários atrasados complicou o time de não ter conseguido o acesso

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s