Defesa como ponto alto

21 de maio de 2017 at 2:39 10 comentários

unnamed (61)

POR GERSON NOGUEIRA

Com várias mudanças na equipe, o Papão conseguiu na sexta-feira o ponto que buscava no Paraná. Jogou com excessiva cautela no primeiro tempo, fechando o meio-de-campo, sem criar incômodos aos donos da casa. Na etapa final, o time adiantou a marcação e teve duas boas chances logo no começo. Depois, recuou e tratou de se defender para garantir o empate. Nas circunstâncias, um resultado interessante, mantendo a invencibilidade (sem sofrer gol) na Série B.

A partida teve  evidenciou a principal vulnerabilidade e a maior virtude do time bicolor na competição: a falta de vida inteligente no meio e a confiabilidade do setor defensivo, liderado pelo seguro Perema.

O adversário merecia respeito, pois está invicto na Série B com 6 pontos ganhos, mas o comportamento do Papão foi adequado para quem buscava empatar. O técnico Marcelo Chamusca manteve Marcão e Wellington Jr. no ataque, mas a incapacidade de criação segue a atormentar o time. Fernando Gabriel foi burocrático, tocando para os lados e cobrando escanteios, deixando os atacantes desconectados do resto da equipe.

As únicas jogadas ofensivas eram tentadas com Ayrton e Rodrigo de Andrade, sem efeito prático. A situação se modificou no 2º tempo, quando a marcação foi adiantada e criou uma aproximação entre meio e ataque.

Não por coincidência foi o melhor momento do Papão na partida, com Wellington Junior perdendo chance clara e Wesley cabeceando com perigo, forçando grande defesa do goleiro Léo. Pena que esse esforço tenha durado somente dez minutos.

O Paraná passou a explorar mais as jogadas com Renatinho, Daniel Moraes, Robson e Guilherme Biteco. Não chegou a criar oportunidades muito claras, mas forçou o Papão a voltar a pensar exclusivamente na defesa. Aí brilhou a postura de Perema, sempre altivo no primeiro combate no chão e ganhando todas as jogadas pelo alto. Foi indiscutivelmente a grande figura da partida, sem cometer erros e dando tranquilidade ao time nos momentos de maior pressão adversária.

Ajustar a defesa é um trunfo importante para encarar a Série B, competição difícil e extenuante, que exige regularidade dos times. Com o setor defensivo bem arrumado, o Papão inicia bem o campeonato com possibilidades de sonhar mais alto – se conseguir achar um camisa 10 de verdade.

———————————————————————————————–

Bola na Torre

Guilherme Guerreiro apresenta, com as participações de Valmir Rodrigues e este escriba de Baião. Programa começa às 21h, na RBATV.

———————————————————————————————–

Os vícios do melhor técnico do país

Tite é uma das poucas unanimidades nacionais nos dias de hoje. Ninguém discute seus méritos na ressurreição do futebol brasileiro depois da catástrofe na Copa do Mundo de 2014 e no período tenebroso sob o comando de Dunga.

É admirável a capacidade demonstrada por Tite de formatar uma Seleção Brasileira competitiva, sem abdicar do futebol vistoso e que encanta plateias. O êxito nas Eliminatórias fez com que em pouquíssimo tempo o torcedor trocasse a desesperança pela certeza de que é possível sonhar com o topo outra vez.

Apesar de todo o sucesso justamente desfrutado, Tite repete no escrete um velho vício de outros treinadores da Seleção: a mania de escolher nomes duvidosos para compor o elenco. Fagner, Gil, Rodriguinho, Taison e Giuliano. Não por acaso, os três primeiros de origem corintiana.

(Coluna publicada no Bola deste domingo, 21)

Entry filed under: Uncategorized.

Capa do Bola – domingo, 21 Versos atualíssimos

10 Comentários Add your own

  • 1. celira  |  21 de maio de 2017 às 8:43

    Bela coluna Gerson!

    De fato você tem razão amigo.

    Ainda que eu tenha minhas restrições à Chamusca devido às escalações equivocadas, mudanças trágicas no decorrer do jogo, falta de liga no setor ofensivo e leitura totalmente equivocada ao final do jogo, eu não posso negar que defensivamente ele conseguiu fazer o time funcionar bem até o momento.

    E, como bem coloscaste, esta pode ser a chave para uma boa campanha na série B, desde que ele ache o ser pensante no meio.

    É bom lembrar que ano passado o PSC, no início da competição, ainda com Dado, chegava bem ao ataque e fazia gols, mas levava muitos gols. Assim foi perdendo muitos jogos. Foi preciso Dal Pozzo substituir Dado para acertar a defesa bicolor. Bem, Dado volta e acha o ataque. Só assim o time achou o equilíbrio e evitou a queda.

    Curtir

  • 2. celira  |  21 de maio de 2017 às 8:44

    Um adentro, achar a defesa é importante no primeiro momento, mas achar o ataque é fundamental, pois só desta forma teremos equilibro necessário para lutar pelo acesso.

    Curtir

  • 3. miguelangelo1967  |  21 de maio de 2017 às 10:01

    E pensar que fui duramente criticado quando citei a possibilidade da contratação do Perema pelo Papão. Mas a minha teoria em valorizar os novos jogadores de destaque no Parazão acredito ser correta.
    A estreia do Mandi foi tímida mas se tiver uma sequência de jogos e ganhar confiança no seu potencial certamente será melhor do que as estrelas cadentes que passaram pelo meio Bicolor sem deixar saudades.

    Curtido por 1 pessoa

  • 4. celira  |  21 de maio de 2017 às 10:05

    Tiago precisa ser lapidado Miguel. Ganhar a experiência que comentaste. Acho que pode dar bons frutos.

    Curtir

  • 5. Jorge Paz Amorim  |  21 de maio de 2017 às 11:49

    Na verdade, Gerson, o Paraná está com cinco pontos ganhos e o Papão com quatro, sendo que o time sulista tem um jogo a mais.
    Quanto ao jogo, desde os tempos cavalcantianos advogo a necessidade da marcação adiantar-se. Talvez, o modelo seja o ABC do segundo tempo de ontem contra o Inter, no Beira Rio.
    Quanto ao Tite, apesar do indisfarçável ‘mal do século’ que o acomete, um sofrimento quase pré fabricado pelo corintianismo, diga-se em seu favor que a convocação do Rodriguinho ocorreu porque o Diego está contundido, o que não anula o acintoso parnasianismo mosqueteiro.

    Curtir

  • 6. Antonio Oliveira  |  21 de maio de 2017 às 12:22

    É, se o critério de avaliação for o placar dos jogos, pode-se dizer que há um ponto forte. Mas, pelo que se assiste nos jogos, inclusive nestes dois iniciais da serie b, me parece que a defesa listrada segue com a mesma consistência já há vários jogos, e o fato de não ter levado gols nos últimos jogos deve-se a outros fatores.

    Quanto às convocações do Tite me parece que o vício referido é mais da cbf do que do próprio professor. Sendo oportuno dizer que algumas das convocações esquisitas nas quatro linhas acabam tendo alguma utilidade.

    Curtir

  • 7. Nelio  |  21 de maio de 2017 às 13:04

    Em ralação ás convocações bisonhas de Tite quem não lembra o grande saudoso mestre Tele na Copa 82, uma das melhores copas, onde ele preferiu levar o trombador Serginho Chulapa e deixou de fora goleadores natos e tecnicos como Dinamite, Nunes, Edmar , Careca e outros. Com um desses na seleção ele seria campeão mundial com folgas porque a boa seleção 82 muita sentiu falta de um camisa 9 goleador. Serginho foi caricatura e inclusive foi responsável pela eliminação ao tirar dos pés do Zico e chutar para fora a chance de gol clara no final do segundo tempo que daria empate e classificação canarinho para as finais.

    Curtir

  • 8. Nelio  |  21 de maio de 2017 às 13:13

    Em relação ao PEREMA, apesar dele já ter mostrado futebol, firmeza até contra o poderoso Santos , time de serie A e Libertadores, eu prefiro esperar um pouco mais para fazer minha avaliação, não que eu desconfie do bom futebol e postura do PEREMA até agora, mas é que já me frustrei muito com atletas nativos que surgiram de forma relâmpago no NOSSO FUTEBOL mas depois vimos que foi pura ilusão ou lampejos dos jogadores. Os exemplos são vastos e recentes: MOISES, Djalma, o Pablo que não se firma com nem um treinador e muitos outros.

    Curtir

  • 9. Nelio  |  21 de maio de 2017 às 15:24

    O Paysandu precisa de cerca de 2 milhões líquidos para já fazer funcionar em 2018 o seu tão sonhado e histórico Centro de Treinamento e dificilmente conseguirá esse feito tão cedo se não fizer uma grande campanha na muito difícil série B este ano. Mas notem que somente as dívidas com Arinelson, Jobson e Sandro Goiano e Favaro cerca de 3, 6 milhões dariam para arrecadar o dobro desse valor que o clube precisa. Com o valor das mensalidades que o clube paga na JT a esses ex atletas , o clube poderia pagar a prestação de um financiamento bancário e já garantir parte da construção do CT. Mas infelizmente a irresponsabilidade de alguns dirigentes no passado bicolor estão até hoje atrasando o desenvolvimento do clube , como se não bastasse as dívidas que deixaram.

    Curtir

  • 10. celira  |  22 de maio de 2017 às 8:43

    Melhorou Nelio. Comentários quebrados é uma boa possibilidade. Ficou bom.

    Sobre o CT, penso que uma boa campanha na série B poderá fazer com que o PSC lance uma campanha para angariar dinheiro e tenha retorno, já que bons resultados em campo é a melhor forma de “arrancar” dinheiro do torcedor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,278,172 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.708 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: