O passado é uma parada

unnamed (99)

Da esquerda para a direita: Ribeiro, Ita, Assis, Socó, Zé Luiz e Edilson. Agachados: Neves, Rangel, Afonso, Waldocyr e Chaminha. Timaço do Remo de 1965. Waldocyr era o grande nome da equipe e foi considerado a maior contratação de um jogador por clubes do Pará na década de 60. Ele começou no Francana (SP), foi jogar pelo São Cristovão no Rio e de lá veio para o Remo, trazido por Danilo Alvim e contratado pelo diretor Jorge Age.

10 comentários em “O passado é uma parada

  1. Timaço, de fato, contando com três ex-bicolores: Zé Luiz, Edilson Delegado e Nevasca.
    Quanto à contratação do Valdocir, esta não chegava perto em repercussão à contratação de Castilho, ex-goleiro da seleção brasileira bi-campeã mundial, fundamental na conquista bicolor daquele ano desbancando esse timaço do Remo.

    Curtir

  2. É verdade amigo Jorge paz Amorim. O pessoal sempre dando uma força maior para o hoje micro remo. Mas a verdade é que nesta época meu Paysandu só era forte no Parazão porque em nível nacional era uma lástima. Nesta década o Paysandu faturou 7 títulos o micro remo 2 e tuna luso um. O curioso dessas recordações é que o Paysandu se credenciava ao primeiro tetra campeonato da era verdadeiramente profissional quando em 64 a tuna impediu o tetra bicolor vencendo o parazão. na década de 70 o micro remo se credenciava ao tetra quando o Paysandu impediu vencendo o parazão 76. Na década de 80 o Paysandu caminhava para seu primeiro tetra da era profissional e novamente a tuna luso impediu o tetra bicolor vencendo o parazão de 2003. na década de 90 o micro remo foi penta campeão e caminhava para o primeiro hexa da era profissional quando o Paysandu interrompeu a sequência azulina vencendo o Parazão 1998. Na década de 2000 o Paysandu caminhava para seu primeiro tetra do profissionalismo e novamente a tuna luso fez uma armação com o águia marabaense e operaram o Paysandu eliminando-o do parazão aí ficou muito fácil para o micro remo levar o título 2003 e impedir o tetra bicolor. Por isso se verifica que desde a ´decada de 60 em todas as vezes que o Papão ia para o tetra , a Tuna foi quem impediu o papão de chegar lá. Por aí se V que a tuna sempre foi um calo no caminho do papão e o papão é o eterno calo doido do micro remo. eu choroooo. rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr

    Curtir

  3. Duas observações, meu caro Nélio. Em 1964, o campeão foi o Remo. A Tuna eliminou o Paysandu da final, mas perdeu pro Remo por 2×1.
    No final da década de 70, o Remo era tri(77,78,79) quando o Papão trouxe Chico Spina e essa sequência foi quebrada naquele memorável jogo de 16/11/1980. Papão 2×0, dois gols do Chico Spina naquele timaço do Remo, que tinha Luís Cláudio no gol(ex Botafogo); Marajó; Mesquita; Marcelino(um dos melhores que vi atuar por aqui), entre outros.

    Curtir

  4. Porém a história prova que a contratação mais badalada do futebol paraense m todos os tempos foi a de Dario( Rei dada maravilha) em 89. Nunca se se viu nos bastidores tanta agitação em torno de uma contratação. Porém a contração também muito badalada, inusitada que custou muita grana e jamais esquecida pela torcida bicolor e at=é adversários foi Chico Spina em 1980. Alguns empresários bicolores e torcedores de Belém tiveram de fazer vaquinha para trazer Spina que há poucos meses antes de ser contratado tinha sido tri brasileiro pelo Inter marcando os gols do título. Tudo para atender uma exigência do João Avelino o 71, que afirmou que se contratassem o Spina, ele quebraria a hegemonia remista desde a década de 70 quando o azulino tinha um time muito forte e já tinha como certo o tetra. Avelino disse que se não contratassem reforço tipo Spina, o micro remo levaria o tetra fácil e até o penta. Aí Spina veio, viu e venceu títulos, sendo artilheiro nato nos 3 anos no Papão. Dario so serviu mesmo para mídia forte, não ganhou nada pelo bicola. Desde 80 na era Spina no Papão, o micro remo nunca mais foi o mesmo nem a nível estadual e muito menos nacional. Esboçou uma reação ne década de 90, mas foi só lampejo como disso ó H Gualberto, porque depois caiu em queda livre e hoje é o que se V: um time destroçado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s