Archive for 14 de maio de 2017

Remo x Fortaleza – comentários on-line

Campeonato Brasileiro Série C 2017 

Remo x Fortaleza – estádio Jornalista Edgar Proença, 19h

radio-clube-_-ibope-_-sabado-e-domingo-_-tabloide

Na Rádio Clube, Jones Tavares narra; João Cunha comenta. Reportagens – Paulo Caxiado, Valdo Souza, Paulo Caxiado, Francisco Urbano e Carlos Estácio. Banco de Informações: Fábio Scerni

14 de maio de 2017 at 19:00 107 comentários

Babá de Michelzinho vira assessora do Palácio do Planalto

fk_5wqSF

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito (à esquerda, na foto acima), como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão.

Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio.

— O Michel não tem babá. Ele é uma criança como outra qualquer. Minha função é assessorar dona Marcela e o presidente em toda e qualquer situação — afirma Leandra.

Ela não deu, entretanto, nenhum exemplo do tipo de assessoramento.

Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens.

O Palácio do Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas.

Temer afirma que Leandra é alguém por quem o filho “se afeiçoou” e que Michelzinho, de 8 anos, “não precisa de babá”. (Da coluna de Lauro Jardim) 

14 de maio de 2017 at 15:21 16 comentários

Enquanto isso…

C_PNuh-XoAAGtlu

14 de maio de 2017 at 13:55 Deixe um comentário

De virada, Santa derrota o Criciúma

14 de maio de 2017 at 13:53 Deixe um comentário

Figueira apronta no Serra Dourada

14 de maio de 2017 at 13:50 Deixe um comentário

Flu bate Santos no Maracanã

14 de maio de 2017 at 13:42 Deixe um comentário

Batalha de leões

unnamed

POR GERSON NOGUEIRA

O Remo do Campeonato Paraense abre espaço para um outro time, quase completamente remodelado. Além das mudanças na escalação, passa a ter novo eixo criativo. Se antes dependia muito dos alas, agora concentra sua força no meio-campo. Com a entrada de Labarthe, João Paulo, Danilinho e Mikael, o novo Leão busca ter aquilo que tanta falta fez durante o Estadual: jogo inteligente e trabalhado na meia-cancha.

A dúvida é se esta formação conseguirá ter qualificação na ligação entre ataque e defesa. Por filosofia, o técnico Josué Teixeira sempre preferiu o esquema de transição rápida. Disse várias vezes que não gosta de perder tempo na meia-cancha com jogadas muito elaboradas. Pragmático, prefere que seu time defenda e ataque com intensidade.

Para que tal estratégia dê certo, é fundamental que o sistema defensivo seja sólido e que a ligação seja operada por especialistas. O ideal é que os volantes saibam passar e lançar, virtudes que faltavam a Marquinhos, Elizeu e Renan, do time que disputou o Parazão.

O equilíbrio de forças na Série C exige que os times mostrem mais que transpiração. Devem ter recursos técnicos para superar a forte marcação, que é característica do torneio. O novo Remo já enfrentará esse desafio no confronto de hoje à noite contra o Fortaleza.

Ao contrário da edição de 2016, quando foi facilmente superado no Mangueirão, o Fortaleza de agora tem um projeto bem delineado de busca pelo acesso. Investiu alto na contratação de reforços e foi buscar Paulo Bonamigo, um técnico que estava inativo há alguns anos e que já mostrou qualidades quando dirigiu o Remo nos anos 90.

É um confronto sem favoritos, mas o time de Josué Teixeira entra em campo sob o peso de três fracassos no começo da temporada. Perdeu a vaga na Copa do Brasil, foi eliminado vexatoriamente na Copa Verde e perdeu o título estadual para o maior rival. A torcida exige respostas e normalmente não tem paciência para esperar que os reforços se adaptem.

Resta saber se a carga de cobranças será bem assimilada pelos novos jogadores (sete estreantes) e até que ponto essa pressão irá se refletir no desempenho do time. Todos os setores da equipe foram reformulados, o que pode representar um desafio extra: a falta de entrosamento.

Quando encarou uma competição de nível apenas mediano como o Campeonato Paraense, Josué manteve sempre o esquema de três atacantes, com Gabriel Lima flutuando entre a linha ofensiva e o setor de marcação. Agora, com dois atacantes avançados, Edgar e Nino Guerreiro, Mikael ficará com o papel de meia-atacante. Terá que mostrar a mesma desenvoltura e velocidade da jovem revelação.

Como a Série C não permite vacilos aos mandantes, cabe ao Leão não brincar em serviço. Mesmo sem favoritismo, tem totais condições de se impor em casa, diante de seu torcedor.

————————————————————————————————–

Bola na Torre

Guilherme Guerreiro volta ao comando do programa. Giuseppe Tommaso e este escriba de Baião integram a bancada de debatedores. Começa às 21h, na RBATV.

————————————————————————————————–

As voltas que a bola dá

Rogério Ceni sente as labaredas da rejeição beijarem seu pescoço. Tri-eliminado (Paulistão, Copa do Brasil e Sul-Americana), o maior ídolo da torcida são-paulina começa a ser fritado e já ganhou algumas vaias depois do tosco empate com o modesto Defensa y Justicia, quinta-feira.

Uma experiência inédita para quem ajudou a puxar o tapete de tantos técnicos no tempo de jogador e amigo de dirigentes no Morumbi.

(Coluna publicada no Bola deste domingo, 14)

14 de maio de 2017 at 3:15 5 comentários

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,321,485 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.816 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: