8 comentários em “Mais um grande que se vai

  1. Uma pena! Pelo menos deixou em nossos corações, mentes e concepções seus versos maravilhosos que tanto nos ajudaram em nossas reflexões, sonhos e militância por um mundo solidário, feliz e socialista.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Lá se vai esse eterno rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco e sem parentes importantes, vindo do interior e com medo de avião, de galos, noites e quintais, juntar-se aos Gonzaga (pai e filho), Elis, Jackson – o do pandeiro -, e a outros grandes músicos que fizeram da música brasileira a melhor deste planeta Terra.

    Paz e bem!

    Curtir

  3. Ainda não ficou explicado o fato dele ter ficado desaparecido por uns dias há alguns anos. Foi dito que era depressão, dívidas, caso amoroso, etc. Infelizmente ficou esquecido pela mídia, tanto que sumiu de uma vez, mas como diz o título do post, mais um grande que se vai.

    Curtir

  4. PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
    Belchior por essa eu não esperava mermão!
    Sei que vc se escondeu pra viver sua depressão, tudo bem.., mas sair sem avisar, isso não foi legal. Tem gente aqui esperando vc há uma porrada de anos. Sei que a vida é muito pior e que vc é apenas mais um latino-americano fudido. Ainda assim cara, as coisas são uma merda mesmo. Temos que saber flutuar pra não engolir a caca. Sair sem avisar, pegou mal praca!
    Tô muito puto!
    Olha, eu não devia mas.., considerando os anos de sobrevida ouvindo vc e sua poesia, eu me rendo. Sei que a felicidade é uma arma quente e que vc não precisa que lhe digam de que lado nasce o sol. Pero, que te vaya bién cumpañero!”

    Curtir

  5. Uma das mais belas canções de Belchior, no meu ponto de vista. Um cara que, em meio a fama, preferiu a discrição.

    Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
    Deixem que eu decido a minha vida.
    Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
    Porque bate lá o meu coração.

    Sonho e escrevo em letras grandes de novo
    pelos muros do país.
    João, o tempo, andou mexendo com a gente sim.
    John, eu não esqueço, a felicidade é uma arma quente
    Queeeeeente, queeeeeente….

    Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
    Deixem que eu decido a minha vida.
    Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
    Porque bate lá o meu coração.

    Sob a luz do teu cigarro na cama,
    Teu rosto rouge, teu batom me diz
    João, o tempo andou mexendo com a gente sim
    John, eu não esqueço (oh no, oh no), a felicidade é uma arma quente,
    Queeeeeente, queeeeente…..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s