Archive for 13 de abril de 2017

A sentença eterna

C9UJqITW0AATeO8

13 de abril de 2017 at 22:23 Deixe um comentário

Temer bate recorde de rejeição

C9TipOVW0AI54Sn
Segundo pesquisa do Instituto Vox Populi, realizada entre os dias 6 e 10 de abril, somente 5% das pessoas entrevistadas classificam o desempenho do presidente Michel Temer como ótimo ou bom. Este índice estava em 8% em dezembro e em 14% em outubro. 65% dos entrevistados acham que Temer tem um desempenho ruim ou péssimo, sendo que em outubro a reprovação do peemedebista estava em 34%. Sua maior rejeição está no Nordeste, com 78%, e a menor no Centro-Oeste, com 57%.
Às vésperas do impeachment que a tirou do Palácio do Planalto, Dilma Rousseff teve índices de ótimo e bom entre 13% a 10%, sendo que em somente uma pesquisa a aprovação da petista foi de 9%.
A pesquisa encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) também revela uma enorme rejeição em relação às reformas encampadas pela governo Temer. No caso da reforma da Previdência, o aumento da idade da aposentadoria para 65 anos e do tempo de contribuição (mínimo de 25 anos), é refutado por 93% dos entrevistados. Curiosamente, a maior rejeição à estas propostas (94%) está na região Sudeste, onde Temer tem sua melhor avaliação pessoal, com 6% de ótimo e bom.
Em relação à Lei da Terceirização, aprovada na Câmara e sancionada pelo presidente, 80% dos entrevistados são contra, 11% aprovam, 3% são indiferentes e 6% não souberam ou não quiseram responder.
Segundo a pesquisa, 68% das pessoas questionadas consideram a terceirização como retrocesso, e 20% creem que ela é uma modernização do mercado de trabalho. Já 66% não acha que a terceirização irá ajudar no crescimento do país, e 21% creem que as mudanças vão estimular novos investimentos.
Já o congelamento dos gastos públicos pelas próximas duas décadas, aprovado pela PEC 55, foi reprovado por 83% dos entrevistados na pesquisa.
 
Corrupção, inflação e desemprego
A pesquisa também avaliou a percepção sobre o combate à corrupção, sendo que 51% afirmaram que ele está pior com Temer no Planalto. Em dezembro, este indicador estava em 49%.
Houve uma leve melhora nas expectativas em relação à inflação e ao aumento do desemprego. 63% dos entrevistados creem que eles continuarão a subir, contra 71% na pesquisa de dezembro. 65% dos entrevistados creem que haverá uma aceleração das demissões nos próximos seis meses, contra 70% em dezembro.
Realizada no começo de abril, a pesquisa entrevistou 2 mil pessoas em 118 cidades de todo o país, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. (Com informações da Carta Capital)

13 de abril de 2017 at 22:17 1 comentário

A que ponto chegamos…

Nota da Secretaria de Comunicação do Palácio Planalto negando mais uma denúncia de um delator acerca de negociação de propina com o presidente da República, Michel Temer:

Nota à imprensa

O presidente Michel Temer jamais tratou de valores com o senhor Márcio Faria. A narrativa divulgada hoje não corresponde aos fatos e está baseada em uma mentira absoluta. Nunca aconteceu encontro em que estivesse presente o ex-presidente da Câmara, Henrique Alves, com tais participantes.

O que realmente ocorreu foi que, em 2010, na cidade de São Paulo, Faria foi levado ao presidente pelo então deputado Eduardo Cunha. A conversa, rápida e superficial, não versou sobre valores ou contratos na Petrobras. E isso já foi esclarecido anteriormente, quando da divulgação dessa suposta reunião.

O presidente contesta de forma categórica qualquer envolvimento de seu nome em negócios escusos. Nunca atuou em defesa de interesses particulares na Petrobras, nem defendeu pagamento de valores indevidos a terceiros.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República

13 de abril de 2017 at 18:12 4 comentários

Tribuna do torcedor

POR RANILSON TRINDADE MORAES (ranilson.moraes@celpa.com.br)

O Remo hoje é o reflexo de suas administrações passadas, tudo que aconteceu no passado está refletindo agora no presente, senão vejamos, hoje o Remo é um clube muito endividado por isso não tem como formar um time bom, competitivo, com excelentes jogadores, tem que pagar as dívidas em vária esferas jurídicas, administrativas e trabalhistas, tem que pagar salários de funcionários que estão atrasados, o clube possui dívidas com jogadores que passaram pelo clube e não receberam, ou seja, tudo isso é um contexto que foi sendo empurrado com a barriga pelas administrações passadas e que hoje praticamente travam o clube de crescer financeiramente e administrativamente. A torcida cobra um time bom, competitivo e com excelentes jogadores, mas como o Remo pode formar um time assim se não tem como pagar salários altíssimos ? Eu discordo desses torcedores que pedem jogadores caros, primeiro tem que recuperar o clube, sua imagem que está bastante desgastada, o Remo é isso aí eu não culpo esses jogadores que temos e muito menos a comissão técnica porque essa é a realidade do clube. A torcida tem que entender que o clube está travado, precisa de ajuda financeira e aproveito aqui, se caso chegue a algum dirigente remista essa minha solicitação, pra pedir aos dirigentes do Remo que aproveitem agora essa vinda de pessoas do Banco BMG para conversar sobre o Baenão e fazer uma parceria a longo prazo com este banco, ou seja, poderia colocar todo o setor financeiro do clube para ser administrado por este banco, inclusive com pagamentos das dívidas e em troca o Remo poderia repassar ao banco 50% da venda de jogadores da base, uma porcentagem das rendas de jogos no Baenão, o banco poderia lançar produtos para que sejam comprados pela torcida e outras coisas também. Não vejo outra saída pro clube, o Remo tem que arrumar um patrocinador master pra resolver os problemas financeiros do clube.

13 de abril de 2017 at 13:26 4 comentários

Galo impõe vantagem

unnamed

POR GERSON NOGUEIRA

O Independente nem precisou jogar bem. Foi apenas esforçado. Jogou bem fechado atrás, marcando firme no meio e saindo sempre em velocidade com Mocajuba pelo lado esquerdo e Magno na frente, cruzando para Monga e Wegno. Insistiu tanto nessa jogadinha que acabou chegando ao gol aos 23 minutos do primeiro tempo, com Chicão aproveitando um rebote dentro da área. Podia ter ampliado se tivesse mais calma nas finalizações e aproveitasse a desarrumação remista. Mas, logo aos 4’ da etapa final, o artilheiro Monga entrou entre os zagueiros e definiu o placar do jogo, derrubando o último invicto do campeonato.

Do lado azulino, a desorganização deu o tom. Desfalcado de seus principais armadores – Eduardo Ramos e Flamel –, o time ainda sofreu com uma esquematização medrosa, que aceitava a pressão natural do Independente. Para piorar, a equipe abusou dos passes errados. A melhor alternativa de saída era pelo corredor direito com Léo Rosa, mas o lateral não reeditou as boas atuações e pouco apoiou.

O problema maior do Remo se localizava na criação. Fininho foi incapaz de produzir jogadas com um mínimo de lucidez, perdendo-se na marcação e distribuindo passes improdutivos. Jaquinha até correu por ali em algumas tentativas, mas a meia-cancha não se impunha sobre os armadores do Independente. Presos lá atrás, Elizeu e Lucas Vítor não rendiam e também não ajudavam na transição.

Wellington Cabeça jogava solto e levou desassossego à zaga remista, onde Igor João e Henrique tinham que se desdobrar para conter Magno, Monga e Wegno. O melhor momento do Remo no 1º tempo foi criado por Jaquinha, que levou a bola até quase a linha de fundo e tocou para o meio, mas a defesa afastou.

Ao contrário do começo da competição, quando o Remo se destacava pela transpiração, nem isso o time conseguia apresentar na etapa inicial. Foi facilmente envolvido por uma equipe organizada e objetiva.

A entrada de Jayme e Marquinhos (substituindo a Lucas Vítor e Fininho), o Remo mudou e passou a atacar com mais intensidade. As triangulações começaram a ser buscadas, como não havia ocorrido nos primeiros 45 minutos. Jayme, principalmente, exerceu um papel mais expressivo pelo lado esquerdo, buscando criar jogadas de infiltração. A melhoria expôs também os equívocos da escalação, que teve Edgar apagado e falta de aproximação no meio, sem recursos para explorar os contra-ataques.

Marquinhos ficou mais à frente dos volantes e foi quem mais chutou em direção ao gol de Evandro Gigante, levando perigo em três arremates de longa distância. Com as mexidas, Gabriel Lima também apareceu um pouco mais, porém a evolução foi tímida e insuficiente para ameaçar o Independente. Um cabeceio de Igor João foi o lance de maior perigo.

Firme no bloqueio, a equipe da casa se fechou com até nove atletas atrás e segurou o placar que lhe convinha. A vantagem, merecidamente conquistada, dá tranquilidade para o duelo de volta, em Belém, no próximo dia 23. Ao Remo, resta se reinventar e tentar estancar a queda técnica que se revelou a partir da eliminação na Copa Verde. Dificilmente conseguirá se reabilitar sem seus titulares de meio-campo.

————————————————————————————————-

Papão e Leão no ranking dos devedores da Previdência

Muita gente se espantou com a notícia de que a dupla Re-Pa integra o rol de 20 grandes devedores da Previdência Social. Na prática, a situação resulta de décadas de imprevidência e descaso com o pagamento de taxas e contribuições. O Papão deve R$ 11,7 milhões, enquanto o Remo tem débito de R$ 11,6 milhões.

Ambos já se cadastraram no Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut), mas, assim como os demais devedores, só começam a pagar o parcelamento da dívida em 2018. E precisam ficar atentos para não perder as vantagens estabelecidas inicialmente pelo programa.

Mais à frente, caso as dívidas não diminuam, problemas mais sérios podem surgir, atrapalhando o próprio funcionamento dos clubes.

(Coluna publicada no Bola desta quinta-feira, 13) 

13 de abril de 2017 at 2:22 12 comentários

Capa do Bola – quinta-feira, 13

unnamed

13 de abril de 2017 at 1:07 4 comentários

Rock na madrugada – Grateful Dead, Scarlet Begonias

13 de abril de 2017 at 1:03 Deixe um comentário

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,279,669 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.713 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

Jorge Paz Amorim em Mais que mil palavras
Antonio Oliveira em Mais que mil palavras
Jorge Paz Amorim em Mais que mil palavras
Nelson Albuquerque em Rock na madrugada – John…
Antonio Valentim em O adeus do Rei da Comédia

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: