5 comentários em “Enquanto isso, no país da terceirização…

  1. A macabra ideia é justamente esta: converter todo mundo em terceirizados. E o pior é que teriam algumas centrais sindicais dispostas a arrefecer a resistência em troca de benesses tributárias.

    Curtir

  2. Nem tanto, caro Oliveira, agora sei que você se informa na Folha e no Estadão. Disposto mesmo a arrefecer a resistência em troca de benesses tributárias está o Paulinho da Força (Sindical). CUT e CTB repudiaram a notícia.

    Curtir

  3. Amigo Lopes, me diga, CUT e CTB resumem todas as representações sindicais no Brasil?

    Quanto às fontes nas quais me abebero, você não se engana. Folha e Estadão também integram meu portfólio. Mas, se você ainda não notou, registro que meus subsídios são colhidos em vários e diversos sítios, inclusive alguns que certamente você frequenta. Mas, registro que o resultado da colheita invariavelmente é submetido a um criterioso exame crítico.

    Curtir

  4. “Amigo Lopes, me diga, CUT e CTB resumem todas as representações sindicais no Brasil?” Não, caro Oliveira. Mas a manchete do Estadão e a da Folha são criminosas porque induzem à generalização. E não disse, de modo algum, que CUT e CTB são as únicas centrais sindicais, mas são duas, das que sei, que repudiaram a tentativa farsesca de generalizar o posicionamento de certas centrais… O objetivo disso é muito claro: criar na população a ideia de peleguice generalizada nos sindicatos.

    Curtir

  5. Bom, amigo Lopes, e eu não disse que CUT e CTB integravam o rol das centrais dispostas a arrefecer. Tampouco generalizei a pelegagem.

    Se você ler direitinho o que escrevi, vai notar que tive o cuidado de conjugar o verbo no “modo suposição” (“teria”) e deixar bem claro que não me referia a todas as centrais, por isso escrevi: “algumas” centrais.

    De outra parte, realçado aquilo que já ficara muito bem claro no meu texto originário, lhe digo que como existem no Brasil outras centrais além da CUT e da CTB, meu texto originário é incensurável, seja no denotativo, seja no conotativo.

    Ademais, é lembrar que no caso concreto, só se deixa enganar, se é que a intenção da matéria foi mesmo enganar, aquele que se limita a ler os títulos das manchetes e o faz sem o mínimo espírito crítico. Afinal, no texto da matéria fica muitíssimo claro quais eram as centrais que estariam dispostas a arrefecer a resistência nelas não fazendo ali qualquer referência à CUT e a CTB.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s