Valeu pelo segundo tempo

17 de março de 2017 at 9:20 13 comentários

POR GERSON NOGUEIRA

Com dificuldades para furar o bloqueio defensivo do Atlético-AC no primeiro tempo, o Remo se organizou melhor na etapa final e venceu com folga, garantindo passagem à segunda fase da Copa Verde. Ofensivo, chegando a ter cinco homens de frente, o Leão poderia ter disparado uma goleada mais ampla se aumentasse o ritmo nos minutos finais e aproveitasse as diversas chances criadas.

Os embaraços encontrados no começo do jogo tinham a ver com a falta de velocidade nas jogadas pelos lados. Léo Rosa até se aventurava pela direita, mas Tsunami guardava posição e o meio-de-campo não conseguia ultrapassar as duas linhas de marcação impostas pelo Atlético.

Ao invés de trocar passes em velocidade, o Remo precipitava jogadas, facilitando o bloqueio defensivo dos acreanos. Eduardo Ramos e Flamel foram bem no aspecto individual, mas o time não conseguia encaixar ações ofensivas bem trabalhadas. Edgar, que substituiu Nano, limitava-se a receber e passar a bola, evitando as arrancadas.

Por parte do Atlético, Joel e Polaco eram os jogadores mais acionados, conseguindo criar algumas situações de ameaça ao gol de André Luís.

Para o segundo tempo, o Remo voltou com nova disposição, buscando sufocar desde o começo. Logo aos 4 minutos, Edgar fez um cruzamento perfeito para Henrique cabecear e abrir o placar. A partir daí, o time passou a ter confiança e o Atlético viu-se obrigado a sair da cautela, abrindo espaços que foram bem aproveitados pelos atacantes remistas.

As chances foram aparecendo e o time acreano começou a bater cabeça nas bolas cruzadas para a área. Aos 14 minutos, Eduardo Ramos recebeu na intermediária e tocou para Tsunami driblar um zagueiro e fuzilar para o gol, ampliando a vantagem.

Josué Teixeira tirou Flamel, cansado, e lançou Gabriel Lima para ajudar Jayme e Edgar na frente. Ramos passou a centralizar a organização de jogadas, puxando os contra-ataques e impondo um ritmo forte sobre a zaga visitante.

Polaco ainda ameaçou com um tiro cruzado, aos 19 minutos, mas André Luís saiu muito bem, evitando o gol. Aos 34 minutos, em grande jogada de Edgar pela esquerda, a bola sobrou na área para a finalização certeira de Gabriel Lima.

A classificação estava garantida, mas o Remo continuou em cima. Aos 43, Edgar foi acionado por Ramos e tocou na medida para Jayme marcar o quarto gol, fechando a contagem.

Não foi necessário que o Remo fizesse uma partida excepcional, mas provou que o time cresce sempre que utiliza a velocidade na ligação e aproveita a habilidade de seus atacantes mais abertos, Jayme e Edgar.

Nesse aspecto, é indiscutível a evolução criativa do meio-campo com Ramos exercendo o papel de organizador, embora o comportamento coletivo do time contra o Galo acreano tenha sido apenas razoável.

——————————————————

Obrigação de vencer é maior obstáculo para o Papão

Os bicolores terão hoje à noite um desafio aparentemente mais difícil que o do Remo, pois terá que derrotar o Galvez para assegurar a classificação. Apesar disso, é inegável a disparidade técnica entre os times. Em condições normais, os bicolores têm tudo para confirmar o favoritismo e avançar na competição.

Só não pode repetir a atuação tímida do jogo contra o Independente, no último domingo, quando passou o primeiro tempo preso à marcação e sem criatividade para buscar alternativas.

A solução veio com a entrada do meia Diogo Oliveira, que deu mais estabilidade à meia-cancha e foi fundamental para que Leandro Carvalho encontrasse mais espaço para manobrar.

Caso Marcelo Chamusca siga a lógica, Oliveira deverá entrar jogando, assumindo a função de criar jogadas, que até então vinha sendo executada precariamente pelos volantes Wesley e Rodrigo.

(Coluna publicada no Bola desta sexta-feira, 17)

Entry filed under: Uncategorized.

Lanús atropela a Chapecoense Capa do Bola – sexta-feira, 17

13 Comentários Add your own

  • 1. Antonio Valentim  |  17 de março de 2017 às 9:25

    O adversário do Psc hoje é tecnicamente mais fraco que o AA. O rival listrado deve, a exemplo do Leão, golear o time acreano.

    Curtir

  • 2. celira  |  17 de março de 2017 às 10:07

    Qualquer desclassificação significa a queda de Chamusca, que não faz um bom trabalho a frente do PSC, para alegria dos remistas.

    Curtir

  • 3. Carlos Barreto/PAPÃO CHOPP !!!!!!!!!!  |  17 de março de 2017 às 10:32

    Esse treineiro, se não classificar jogando bem, pode pegar o rumo do Aeroporto, ouviu sr. Serra!

    Curtir

  • 4. Daniel Lima  |  17 de março de 2017 às 11:10

    Celira concordo com vc, o PSC por esta numa segunda divisão e o investimento muito maior e com o tempo que já vem treinando deveria estar voando ja e não tendo dificuldades com os times daqui….. o maior Rival está a sobresaindo porwue com todas as dificuldades conseguiu um padrão de jogo e aparentemente estão mais entrosados…. mas não está esta coca cola toda…. vejo que o remo com esse time mais alguns reforços conseguirá fazer um razoável série C, mas não carimbo subida …. ja o PSC terá que melhorar muito para aguentar os times muito mais competitivos do que os que estão enfrentando.

    Curtir

  • 5. lucilofilho  |  17 de março de 2017 às 14:35

    Mas não disse se o paysandu sobe ou desce, rsrs

    Curtir

  • 6. miguelangelo1967  |  17 de março de 2017 às 14:37

    Amigo Celira e demais amigos do blog, desde a indicação do “Chá-musca”, no final do ano passado eu fiz uma projeção do que seria o trabalho dele no Paysandu. Até aqui não errei.
    Pelo nordeste, mais precisamente no Fortaleza, o trabalho dele foi de regular para ruim. No Guarani, a vitória de goleada sobre o ABC foi um achado pois o time era identicamente ao Paysandu atual, sem esquema tático e contando com a sorte, coisa que não se pode contar sempre.

    Curtido por 1 pessoa

  • 7. miguelangelo1967  |  17 de março de 2017 às 14:41

    Assisti ao primeiro tempo do jogo e logo imaginei que o time acreano não iria aguentar o que viria para o segundo tempo.
    O time Paraense mesmo sem ser brilhante no todo dá partida jogou pró gasto contra um fraco adversário.
    O time azulino quanto o Bicolor têm obrigação de passar por cima de seus adversários, sem qualquer menosprezo, é a realidade nua e crua do futebol do Norte do Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

  • 8. camiloferreira  |  17 de março de 2017 às 16:53

    Ao meu ver o Remo goleou um time que estava visivelmente muito cansado em decorrência dos problemas logísticos, nada que o próprio clube azulino já não tenho vivido. Uma pequena correção: quem cobrou o escanteio do gol do Henrique foi o Flamel

    Curtir

  • 9. Antonio Valentim  |  17 de março de 2017 às 17:18

    Quero só ver quando o Psc golear o fraco Galvez.
    Se vão dizer também que o time do Acre perdeu porque estava cansado da viagem.
    Como é o torcedor!

    Curtir

  • 10. lucilofilho  |  18 de março de 2017 às 1:30

    Não teve goleada, amigo Valetim. Ganharam o Galvez no sufoco, e dizem até que garfaram o clube quase amador, afinal o interesse financeiro, jamais deixaria Paysandu e Remo cair fora tão cedo. Ainda não vi o lance do penalti não marcado, mas vendo os comentários, a opinião quase unânime de foi penal sim.

    Curtido por 2 pessoas

  • 11. Antonio Valentim  |  18 de março de 2017 às 10:56

    O Gerson até falou (escreveu) que o PSC teria “um desafio aparentemente mais difícil”. Só errou a razão dessa dificuldade.
    Veja, amigo Lucilo, que o esforçado Galvez é inferior tecnicamente ao seu conterrâneo Atlético, que foi goleado pelo Remo.

    Os dois passaram pela mesma dificuldade de logística, cansaço, viagem longa …

    A dificuldade do listrado se deve à qualidade de seu próprio time, que até precisou do “apito amigo” (e não é novidade) para se classificar.

    Veja só. A situação do Brasil está tão complicada que até time da polícia é roubado. Onde nós vamos parar?!

    Curtir

  • 12. lucilofilho  |  18 de março de 2017 às 12:09

    Kkkkkkkk, boa!

    Curtido por 1 pessoa

  • 13. Eric  |  18 de março de 2017 às 13:19

    O Remo tem quer ficar esperto caso jogue com a loba eles vão recorrer pra arbitragem ser ano passado em 2016 com aquele time ganharam no apito imagine agora como o Remo está aí quer mora o perigo Manoel Ribeiro ficar esperto

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,427,484 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.035 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: