Archive for 13 de março de 2017

Águia aplica a maior goleada do Parazão

13 de março de 2017 at 20:32 1 comentário

Pantera goleia o Japiim e segue invicto

13 de março de 2017 at 20:30 Deixe um comentário

Campeonato Paraense – Classificação

unnamed

13 de março de 2017 at 12:27 1 comentário

Galeria do rock

C6fsd8wWAAIneTr

U2 em pleno mergulho na cultura musical americana. Acima, a foto promocional do álbum The Joshua Three, clássico lançado em 9 de março de 1987 pela Island Records e produzido por Daniel Lanois e Brian Eno. Vendeu milhões de cópias no mundo inteiro e consagrou a de vez a banda irlandesa, a partir de um punhado de grandes canções, como “Where the Streets Have no Name”, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” e “With or Whithout You”, a matadora sequência inicial do disco.

joshua-tree

13 de março de 2017 at 12:16 Deixe um comentário

Direto do Twitter

C6vJAxiWYAU3XmW

13 de março de 2017 at 12:06 9 comentários

Capa do Bola – segunda-feira, 13

unnamed

13 de março de 2017 at 6:55 Deixe um comentário

Retorno em grande estilo

POR GERSON NOGUEIRA

O Remo teve muito mais dificuldades do que o placar do jogo faz crer. A vitória por 2 a 0 sobre o Pinheirense, que praticamente garante vaga nas semifinais, não retrata o equilíbrio reinante na maior do tempo. Depois de fazer 1 a 0 no primeiro tempo, o Remo voltou com Eduardo Ramos para os 45 minutos finais e aí ampliou o escore e se tranquilizou em campo.

Pode-se dizer que o Remo do segundo tempo foi merecedor do triunfo, mas no início da partida quem produziu mais foi o Pinheirense. A estratégia foi fechar as laterais e acertar a marcação no meio.

Os primeiros 15 minutos mostraram um Pinheirense agressivo e vibrante, pecando apenas nas finalizações. Acuados, os volantes do Remo eram forçados a esticar bolas para o ataque, o que facilitava a recomposição da defesa adversária. Nos contragolpes, Lucão, Biolay e Feijão criavam seguidas chances diante de André Luís.

O Remo ameaçava pouco. Edgar tentou uma boa jogada e Henrique errou um cabeceio. O gol caiu do céu num lance acidental. O zagueiro Wallace escorregou e prendeu a bola com o braço. Marquinhos converteu o pênalti e a partida cresceu em movimentação.

Com o Eduardo Ramos (que substituiu a Gabriel), o time se transfigurou. Valorizou a troca de passes e ficou mais ofensivo, com Flamel adiantado. As chances foram se repetindo, com Edgar, Jaquinha, Nano e Flamel.

O segundo gol nasceu de um cruzamento perfeito de Léo Rosa para o cabeceio de Ramos no canto direito do gol de Adriano. O Pinheirense se viu obrigado a sair e as coisas se inverteram. O contra-ataque mudou de lado, iniciado sempre por Ramos.

A parte final do confronto foi toda azulina, com destacada participação de Ramos, em retorno triunfal, que conseguiu até fazer esquecer a agonia do começo do jogo.

——————————————————

Papão passa aperto, mas vence e dispara

O Papão também teve um primeiro tempo travado e só chegou ao gol na etapa final, depois que Diogo Oliveira entrou e ajustou as coisas no meio. O resultado deixa o time praticamente classificado às semifinais. Apesar disso, os aperreios sofridos diante do Independente voltaram a inquietar a torcida, que vaiou o time e cobrou mais qualidade.

Com a repetição do sistema de três volantes no meio, o Papão não conseguia articular nenhuma jogada criativa. Leandro Carvalho era a exceção, buscando avançar pela direita. Ainda assim, foram poucos os lances de área nos primeiros 45 minutos.

Para a etapa final, Chamusca colocou Diogo Oliveira para se aproximar dos atacantes e lançar os laterais. Deu certo. Logo aos 8 minutos, em jogada de linha de fundo, a bola chegou para o próprio Oliveira finalizar e marcar.

Mesmo em vantagem, o Papão não conseguia se tranquilizar. Nos 10 minutos finais, o Galo avançou os homens de meio e botou pressão, com duas boas chegadas. A primeira em cabeceio de Dudu. Depois, com Magno, que entrou livre na área e bateu à esquerda do gol. Apesar de cansado, com um a menos (Egno foi expulso), o Independente conseguiu ameaçar e deixar o torcedor alviceleste com a pulga atrás da orelha.

——————————————————

Blog campeão festeja nova proeza

O escriba de Baião rende homenagens aos amigos, colaboradores e baluartes pela mais nova façanha do blog campeão: alcançou, no sábado à noite, a marca de 7 milhões de acessos, com mais de 400 mil comentários e atualização diária ao longo dos sete anos de funcionamento.

Valeu, pessoal. Que venham novos recordes!

(Coluna publicada no Bola desta segunda-feira, 13)

13 de março de 2017 at 6:53 10 comentários

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,366,551 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.896 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: