Esquadrão da morte ataca outra vez

Soube agora que o filho de uma vizinha aqui da Marquês foi vítima do carro prata dos milicianos, hoje à tarde, na travessa Pirajá. Os justiceiros (ops, assassinos) chegaram atirando contra um grupo de garotos. Todos fugiram, menos ele e o primo, justamente os menores. Depois de alvejado com vários tiros nas costas, foi levado à UPA pelos vizinhos, entre a vida e a morte.

Não era criminoso procurado, nem traficante, nem ladrão de colarinho branco, nem propineiro e não representava ameaça à nossa tal impoluta sociedade. Apenas mais um menino (15 anos) abatido com frieza por um bandido encapuzado.

Podia ser meu filho, podia ser meu irmão.

Até quando??