Keno é o primeiro reforço palmeirense

whatsapp_image_2016-12-16_at_11-29-14O primeiro reforço do Palmeiras para 2017 chegou. Na manhã desta sexta-feira, Keno desembarcou em Guarulhos e seguiu à capital paulista para realizar exames médicos e ser anunciado por seu novo clube. O contrato será de quatro anos.

Uma das exceções de destaque na campanha do Santa Cruz, que não escapou do rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o atacante de 27 anos fez 10 gols na competição nacional, dois a menos do que Gabriel Jesus.

Revelado pelo América (de Sergipe), Marcos da Silva França, o Keno, teve passagens por outros diversos clubes, entre eles Paraná, Ponte Preta e Atlas, do México. Passou também por equipes do futebol paraense. Velocidade e habilidade são suas principais características.

Além dele, o Palmeiras tem outras duas contratações definidas até o momento para a próxima temporada: os meias Raphael Veiga (do Coritiba) e Hyoran (da Chapecoense).

O campeão brasileiro também apresentou hoje o novo técnico, Eduardo Baptista, que substitui a Cuca, que deixou o clube. (Com informações das agências) 

Pastor Malafaia é alvo da Justiça Federal por fraudes em royalties de mineração

images-cms-image-000527429

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira operação em 11 Estados e no Distrito Federal contra um esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral, que, segundo uma fonte da PF, teve a Vale entre as empresas prejudicadas.

De acordo com a PF, o esquema envolvia a participação de um diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM)detentor de informações privilegiadas a respeito de dívidas de royalties. O suspeito oferecia os serviços de escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria a municípios com créditos junto a empresas de exploração mineral para participação na fraude. Malafaia apoiou o golpe e é aliado de primeira hora de Michel Temer, além de ter defendido Eduardo Cunha como “um injustiçado”.

A Justiça determinou bloqueio judicial de valores depositados que podem alcançar 70 milhões de reais, segundo a PF.

czzi3hixaamascjA chamada operação Timóteo foi iniciada em 2015, depois que a Controladoria-Geral da União (CGU) enviou à PF uma sindicância que apontava incompatibilidade na evolução patrimonial de um diretor do DNPM, que pode ter recebido valores que ultrapassam 7 milhões de reais, de acordo com a PF.

Policiais Federais cumprem 16 mandados de prisão e 29 conduções coercitivas, além de mandados de busca e apreensão em 52 endereços relacionados à suposta organização criminosa, nos Estados de Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.

Segundo a Polícia Federal, a organização criminosa investigada se dividia em ao menos quatro grandes núcleos: captador, operacional, político e colaborador, este último com envolvimento de uma liderança religiosa.

Entre um dos investigados, segundo a PF, está uma liderança religiosa que teria recebido valores do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema. Uma fonte da PF disse que o líder religioso em questão seria o pastor evangélico Silas Malafaia, suspeito de ter usado contas correntes de uma instituição religiosa com a intenção de ocultar a origem ilícita dos valores. O nome Timóteo dado à operação se refere ao livro bíblico de Timóteo, segundo a PF. (Com informações da Reuters)

Te dizer. Deve ser coisa do capeta, só pode kkkk 

Justiça federal decreta prisão do filho de governador do Pará por envolvimento em corrupção

Do G1

A justiça decretou pedido de prisão temporária para o empresário Alberto Jatene, filho do governador do Pará Simão Jatene (PSDB). Ele é investigado por suspeita de envolvimento em um esquema de corrupção na cobrança de royalties de exploração mineral. O advogado do empresário negou a sua partipação em qualquer esquema criminoso e que ele tenha usado a influência familiar para conseguir informações privilegiadas. Segundo a PF, o advogado dele afirmou que ele irá se apresentar na Polícia Federal até as 14h.

Na manhã desta sexta-feira (16) agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão no apartamento do empresário, que não foi encontrado pelos policiais. Apesar do mandado de prisão, a Polícia Federal em Belém não soube explicar qual seria a participação de Alberto Jatene no esquema criminoso em que é suspeito.

As investigações fazem parte da operação Timóteo que, de acordo com a Polícia Federal do Pará, está concentrada na Polícia Federal em Brasília. A apuração dos fatos começou em 2015, com a denúncia de enriquecimento ilícito de um diretor do departamento nacional de produção mineral.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, este diretor faria parte de uma associação criminosa que repassava informações privilegiadas em troca de parte do valor arrecadado pelos municípios que recebem repasses pela exploração de minérios.

Sobre a operação Timóteo
A operação ocorre em Belém e outros três municípios do estado, todos com potencial minerador: Oriximiná, Canaã dos Carajás e Parauapebas, onde o prefeito eleito também teve pedido de prisão temporária decretado, mas não foi encontrado. Ele é considerado foragido. Até o momento apebas uma pessoa foi presa no Pará. Foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão no estado, além de 8 conduções coercitivas.

A operação Timóteo ocorre em outros 10 estados: Goiás, Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.

Temer pede apoio à Globo para não cair

images-cms-image-000527419

O presidente Michel Temer jantou com o herdeiro da rede Globo, João Roberto Marinho, na noite da última quarta-feira.

No encontro, Michel Temer apontou a Marinho o que considera “fora do tom” no noticiário da Globo, que é a principal avalista do golpe parlamentar de 2016.

Informações são do Drive, do jornalista Fernando Rodrigues.

(via Brasil247)

Nada mais natural do que um presidente golpista pedir penico para a emissora de TV que bancou o golpe.