14 comentários em “Enquanto isso…

  1. É o único que teve coragem de enfrentar a máfia. É o nosso paladino da justiça forte e eficaz. e ó homem que não teve medo da cara feia da corrupção. é o homem que não teve medo dos peleigos de esquerda, bloguistas, astros de tv, sindicalistas, colunistas e todos que mamavam na teta da república sob os olhares omissos do governo Dilmista. ´´E homem que provou que rico e poderoso no Brasil vai para a cadeia sim senhor. é o homem que vale ouro. Sergio Moro 2018 e a bola da vez. o Planalto te espera.

    1. Coitado dos que ainda se empolgam com bravatas, Nélio. Uma república é mais do que reduto de um falso justiceiro, um Sassá Mutema de corte neofascista, cujas atitudes foram inapelavelmente manchadas por atos de cunho abusivo e claramente partidários.

  2. Como sou ateu, caro Miguel, para mim ele é nada mais que um cara normal, porém suspeito, muito suspeito de participar de um golpe de estado para perpetuar exatamente o que diz combater, políticos corruptos! Para mim, ele não é blindado, não é intocável, não é inquestionável. Ainda mais sabendo que ele vem de outros casos de colarinho branco envolvendo tucanos em que nenhum deles foi preso.

  3. Sabe, é que não vem ao caso. Embora o caso seja de apuração de malfeitos por agentes políticos (aí caberia qualquer partido), o caso, na cabeça de Moro, só diz respeito ao PT. Esse mal disfarçado desejo de condenar políticas públicas e ideologia de esquerda está escancarado. É preciso questionar os métodos e motivações da Lava-Jato, pois só assim se percebe a seletividade explícita contra o PT e a esquerda brasileira.

  4. O juiz Moro, não é intocável.
    Na minha opinião ele é apenas uma peça nesse nefasto xadrez político.
    Por enquanto ele é útil, mas terminando sua utilidade, já já descartam-o. Igual o Cunha.

  5. Não é ilusão amigo Gerson Nogueira. Estou vendo com meus próprios olhos mafioso, corrupto, milionário e poderoso indo para a cadeia no Brasil hoje, coisa que jamais ocorria ou tinha visto. Aí tu podes perguntar o seguinte: Porque então que a corrupção e corruptos no Brasil que sempre existiram de montão, so agora ocorre isso??? Aí Eu respondo: Porque justamente só agora apareceu Sergio Moro.

    1. Muito simples, Nélio. Moro só apareceu agora porque interessa à plutocracia nacional, que precisava voltar ao poder e não iria conseguir isso pelo voto. Aí se arranjou um justiceiro para fingir que a Justiça existe, enquanto os pilantras de sempre continuam leves, livres e soltinhos da silva. Ou você acredita que o Moro vai mandar prender Aécio, Eduardo Cunha, Temer, Jucá & afins?

  6. Poderia até crer na tese do amigo, se todos os que foram para a cadeia e continuam indo fossem santinhos…. injustiçados…. pobres coitados …. vítimas de perseguição do Juizão. mas não é isso. Os caras foram presos porque mereceram. Corrupção ativa e passiva, onde um derrubou o outro. aí não esta dúvida da atitude acertada do Moro.

    1. Deixa de ser ingênuo, Nélio. Além de errar em muitos atos – como o grampo ilegal à presidente da República e ao ex-presidente Lula – ainda deu várias tamancadas, como a prisão de uma cunhada de Ronaldo Duque. E, acima de tudo, há a questão da parcialidade, que desconstrói qualquer noção de Justiça.

  7. Quando retirou o sigilo do grampo legítimo que fez da conversa de lulla com a presidente hoje suspensa, Moro jogou por terra elemento muito importante que tinha perante uma parcela muito expressiva da sociedade: a credibilidade.

    Todavia, ainda que tal haja ocorrido, as malfeitorias que ele conseguiu desnudar não desaparecem, nem os malfeitores desnudados recobram a condição de defensores dos menos favorecidos com as quais iludiam grande parte destes mesmos desfavorecidos.

    Repito o que já disse tempos atrás a tal respeito: Moro colocou em risco muito do que havia sido feito em prol da tentativa de ajeitar o Brasil.

    Agora, o risco de tudo se transformar em pizza é grande, e os malfeitores de 500 anos e de 13 anos todos se beneficiarem todos indistintamente.

  8. O problema é prender no atacado e acertar no varejo. E prender antes de provar culpa ou necessidade disso. O Cacciola, lembram dele, poderia ir para a Itália a qualquer momento Digo a vocês, se eu mesmo inocente disso tudo fosse preso porque o juiz entendeu que era necessário e sem provar nada depois e simplesmente arquivar tudo depois eu ficaria muito, mas muito aborrecido mesmo! Imagine se Lula estivesse preso em Curitiba desde aquela condução coercitiva? Quando teria sido posto em liberdade? Por muito menos que provas tivesse se tentou isso contra um ex-presidente, e por muito mais que há contra Cunhas, Padilhas, e Temer… ora, o que falta a Moro para prende-los? Ora, ora, ora, a resposta não é foro, é coragem. Moro já condenou Lula e Dilma com os grampos ilegais e ilegalmente divulgados! Falta a Moro a imparcialidade. Não acho que os malfeitores do PT não devam pagar por eventuais crimes cometidos contra o povo, mas não aceito a seletividade porque a intenção disso é muito clara: retirar APENAS os petistas, como retaliação pelo combate à corrupção e manter as portas abertas para a roubalheira dos velhos corruptos, aqueles pelos quais se anseiam há muito tempo que vão parar na cadeia! Esse é o problema da lava-jato, do juiz Moro e todo o espetáculo midiático.

  9. Moro tá devendo e muito, sua complacência com Aébrio et caterva é latente e muito suspeita, como suspeita foi a ” visita de cortesia”, que lhe foi feita pelo ex-advogado do PCC, atual interino do Ministério da Justiça, principalmente usando o aparelho do estado para uma audiência fora da Agenda Oficial.
    O resultado estamos vendo.

Deixe uma resposta