Governo tem 216 votos contra o golpe

images-cms-image-000490478

DO BRASIL247

Enquanto a sociedade se volta para a votação do relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), sobre a admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o Palácio do Planalto trabalha para vencer em plenário, numa votação prevista para ocorrer no domingo 17.

Embora deva ser derrotado na votação desta tarde, o governo tem maioria para evitar, em plenário, a cassação da presidente Dilma Rousseff. Hoje, o Palácio do Planalto conta com 216 votos, 45 a mais do que o necessário, e o número pode crescer nos próximos dias, com o crescimento das manifestações contra o golpe, como a que ocorrerá hoje no Rio de Janeiro, com a presença de diversos artistas e do compositor Chico Buarque de Holanda.

Segundo o deputado Wadih Damous (PT-RJ), mesmo uma eventual derrota do governo na votação prevista para esta tarde por uma diferença de poucos votos “significaria que a oposição não tem os dois terços para ganhar no plenário”. O também petista Arlindo Chinaglia (SP) disse que a diferença do resultado deve ficar em no máximo cinco votos de um total de 65 membros da comissão, seja a favor de Dilma ou contra a presidente.