3 comentários em “Para não esquecer a poesia

  1. Gerson. esse belo poemeto do Mário Quintana, passou a ser lema da nossa família. Não lembro o ano, mas em Porto Alegre, certo dia, estava em companhia de meu tio, Jarbas Passarinho, quando fomos apresentados ao grande poeta. Ao se dirigir a Jarbas, Mário Quintana disse-lhe mais ou menos o seguinte: ” Não lhe conhecia à época, mas o meu poemeto passa a ser uma homenagem ao sr”.
    Diante da presença do Dr. Daniel Monteiro. e da minha, trocaram um abraço emocionado. Foram amigos até a morte do grande poeta

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s