A ecologia como marketing

POR GERSON NOGUEIRA

Competição idealizada às pressas e criada exclusivamente para salvar o Remo da inatividade em 2014 – havia ficado sem vaga no Brasileiro da Série D –, a Copa Verde estava precisando de um ato oficial e simbólico, que marcasse sua relevância para o futebol das diversas regiões que abrange.

Esta lacuna será parcialmente corrigida amanhã, às 16h, no Crowne Plaza. Até por sua importância para o torneio, Belém é de fato a cidade mais adequada para o evento. Afinal, aqui estão os clubes que sustentam e garantem a continuidade da Copa Verde. Sem a dupla Re-Pa e seus milhares de fanáticos torcedores, o torneio nem chegaria à segunda edição.

A solenidade terá um tempero extra: a Copa Verde passa a ostentar o selo de “primeira competição carbono zero do futebol brasileiro”. O marketing elaborou um pacote de iniciativas sustentáveis e previsão de compensação de todo o CO2 emitido durante o campeonato dão peso prático à pomposa denominação.

Para estimular a reciclagem de lixo, haverá troca de ingressos por garrafas PET em partidas realizadas no Acre, Amapá e Mato Grosso do Sul. O torcedor vai até os postos credenciados entregar garrafas e trocar por um ingresso.

No Brasil, ações que se misturam com apelos ecológicos costumam já nascer esvaziadas e sem efeito prático. Dificilmente o pacote da Copa Verde fugirá a esse padrão. O único mérito está na divulgação de boas práticas de sustentabilidade.

Em sua terceira edição, a Copa Verde 2016 evoluiu também na quantidade de competidores. A abertura será no dia 6 de fevereiro, com 18 clubes de 12 Estados do Centro-Oeste e Norte, regiões donas de dois dos maiores patrimônios naturais do país: a Amazônia e o Pantanal.

Ainda em atenção à face preservacionista da Copa, o campeão deste ano receberá dois troféus: a taça convencional e uma árvore da flora brasileira, a ser plantada na sede ou no estádio do clube vencedor.

Ah, a competição passa a ter um hino oficial e ganhou um mascote. A arara vermelha foi a escolhida como símbolo da fauna tapuia.

Tudo isso será apresentado na cerimônia de amanhã, com a presença de representantes dos clubes e das federações, políticos, convidados especiais e o presidente em exercício da CBF, coronel Antonio Carlos Nunes.

O Pará, que tem dois vice-campeões, perdeu dois representantes neste ano por força de uma mudança no regulamento. Independente e Parauapebas, segundo e terceiro colocados no campeonato estadual, foram alijados da disputa. Com base no ranking de clubes, a CBF atendeu um apelo do canal Esporte Interativo e incluiu Papão e Águia – embora este tenha que disputar um confronto classificatório com o Fast.

A festa tem tudo para ser bem animada e concorrida, mas seria melhor ainda se os clubes participantes passassem a ter direito a premiações mais dignas e condizentes com sua condição.

Os dois grandes do Pará, por exemplo, por justiça deveriam auferir um ganho extra pelo prestígio que dão ao torneio e pelo retorno financeiro ao canal de TV. Mas isso talvez fique para uma fase em que o torneio seja menos ecológico e mais pé no chão.

————————————————-

unnamed (28)

Enfim, um Papão mais destemido

Em entrevista no fim de semana, o técnico Dado Cavalcanti garantiu que o Papão deste ano será mais ofensivo que o de 2015. Segundo ele, o time do ano passado jogava aberto pelos lados, mas fechado no meio, preocupado em se defender e padecendo da ausência de uma cabeça pensante na armação.

No Parazão, o torcedor já poderá observar um desenho diferente. Se mantida a formulação dos treinos, o Papão terá uma linha de quatro na defesa, três volantes (Capanema, Recife e Ilaílson), dois meias avançados (Rafael Luz e Marcelo Costa) e um atacante (Leandro Cearense).

É uma proposta interessante, que usará o campeonato estadual como laboratório para o decorrer da temporada. Caso o esquema se consolide, o Papão poderá jogar assim nas demais competições.

A mudança de mentalidade é providencial, pois na recente Série B o time padecia de um excesso de cuidados com a marcação. Fechava-se tanto às vezes que esquecia de atacar. Contra times do mesmo porte, o expediente se justificava, mas contra Mogi Mirim e outros desciam a ladeira a postura defensiva causou sérios prejuízos à campanha bicolor.

Que venham os novos tempos. E, justiça se faça, agora o treinador conta com vários homens para o setor de criação (Marcelo Costa, Rafael Luz, Celsinho, John César e Vélber). Antes, tinha muitos nomes e nenhum camisa 10 de verdade.

————————————————-

Para quem vai o voto do grande benemérito 

O amigo azulino Ronaldo Passarinho, grande benemérito com extensa folha de serviços prestados ao Remo, envia mensagem à coluna comunicando seu apoio à chapa Miléo Jr-Milton Campos e esclarecendo os motivos.

“Espanta-me a leviandade de falsos informantes que tentam me colocar como uma pessoa que faz jogo duplo. Entendo que o André Cavalcante, se vier a ser eleito, poderá fazer uma excelente gestão no Clube do Remo.

Mas as pessoas que cercam o Miléo e o Milton Campos, além de serem excelentes caracteres, são remistas com relevantes serviços prestados ao Clube. Exemplifico: Domingos Sávio, Ângelo Carrascosa, Abelardo Sampaio, Ramayana Ribeiro e tantos outros do mesmo quilate que darão a Chapa 20, excelente suporte administrativo.

O que o Remo precisa é de Remistas autênticos que não condicionem a própria eleição qualquer ajuda que podem, apenas se eleitos, contribuírem com o Clube. Sou de uma época na qual o Clube do Remo sempre esteve acima de quaisquer divergências. Pensávamos apenas no clube e no seu êxito.

Hoje o que vejo, contradiz todo o passado. Egoísmos e vaidades sobrepõem-se ao amor que deveriam dedicar ao CR”.

(Coluna publicada no Bola desta terça-feira, 19)

17 comentários em “A ecologia como marketing

  1. Voto em André Cavalcante… Se o torcedor do Remo clama por renovação, não pode votar em chapas com figurinhas carimbadas e que não deram certo quando lá estiveram.. É só comparar os participantes das 4 chapas… Renovação, não quer dizer pouca idade e sim, pessoas com novas ideias, “fugir” das figurinhas carimbadas,…

    André Cavalcante, Fábio Bentes, Alinne Porto, Fábio Salgado, Dirson Neto, Ricardo Ribeiro..Isso, é renovação, é o que o torcedor do Remo e muitas pessoas, que não mudaram de ideia, pensavam antes e continuam querendo pro bem clube.

    VOTO: CHAPA 30… André Cavalcante e Fábio Bentes

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bom deste texto é que informa, esclarece e afirma que a Copa Verde foi uma ajudinha para salvar o Leão que estava sem série e sem calendário. O lobo fez a sua parte, já com o Cuiabá parece que faltou acerto combinatório.

    Curtir

  3. Chapa do Mileo: Abelardo Sampaio(que deverá ser o diretor de futebol….de novo), Domingos Sávio, Ângelo Carrascosa, Ramayana Ribeiro, Mileo(pai)

    Chapa do Pirão: Magnata, Sérgio Dias(que deverá ser o diretor de futebol, de novo), Stefani,….

    Alguém imagina uma renovação com essas figurinhas carimbadas?

    Curtir

  4. Domar este Leão não é pra qualquer um. O bichano já está mal acostumado, preguiçoso, sonolento e com avançada idade. Já ficou para trás a boa época dos tradicionais circos. Assim mesmo o felino é querido mais suas forças não são joviais. Precisa de muito Pirão para se reerguer, mas não desta farinha que lhe ofertam.

    Que tal mudar o cardápio para calabresa?

    Falando em mudar, alguma mudança esclarecedora na operação rouba-jato ocorrido no Casarão dos candidatos a domadores?

    Curtir

  5. Gostaria de saber do Gerson ou Cláudio se pode haver um RE – PA em Manaus no próximo mês. Li no site O FUTEBOLISTA.

    Curtir

  6. Alô, muita atenção: acaba de ser descoberto porque o Papão não podia ficar de fora da Copa Verde de jeito nenhum e eu vou falar agora o motivo: Alem de ter a maior torcida do norte e ser o lider geral do ranking na região, a copa verde 2016 vai dar dimensão maior a ecologia e ao meio ambiente, preservação da natureza flora e fauna das região amazanica e do pantanal . Aí seria muita burrice deixarem o lobo de fora, cujo animal tem em grande quantidade nas região do pantanal e na região amazônica, muito diferente do tal leão bichano que nem existe em nenhum lugar do Brasil, e está em extinção la fora.

    kakakakakakakak
    kakakakakakak
    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakak
    é muito sarro!!!kakakakakaka

    Curtir

  7. Aí tem uns remolezas engraçadinhos que vem aqui dizer que o Lobo entrou pela janela. pÕ, sendo a copa verde uma competição de incentivo a preservação da fauna e flora da região do pantanal e da amazonia, quem entrou pela janela foi esse leão que nem existe no Brasil.
    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakak

    Curtir

  8. Copa Verde: Assim como a Copa Norte que o PAYSANDU faturou duas, a copa Verde foi feita pra papão e remorto.

    PAYSANDU: De novo o bicola forma um time operário, aparentemente sem uma grande estrela.
    Domingo quando acabar o amistoso em Castanhal, teremos a primeira impressão

    Eleições azul: O grande mal do rival tem sido esse, os cardeais sempre apontam um nome depois abandonam

    André é um sujeito com jeito de quem estaria habilitado a arrumar o rival, mas tem contra sí o fato de não ser um remista de berço, e isso pesa muito por lá.

    O Pirão está fazendo nesta eleição o que provavelmente faz na politica, promessas e mais promessas, algumas impossiveis.

    O Coronel Maroja é o azarão.

    Curtir

  9. Miléo Jr. e André são os mais fortes, devem brigar voto a voto. É o que apuro nas conversas com amigos conselheiros do clube e nas redes sociais. De todo modo, a partir de hoje estará no ar nova enquete no blog sondando as preferências do eleitorado até o dia do pleito.

    Curtir

  10. “Emfim,um papão mais destemido”!!? Onde isso!??kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Não vence um turno se quer do campeonato Paraense faz tempo!kkkkkkkkkk

    Curtir

  11. E quem é que tem mais títulos de uma maneira geral ? Qual o título expressivo do remo ? Vcs são uma graça. Querem apontar defeito dos outros,com os dedos sujos. Meu time nunca precisou vender feijoada estragada nem mendigar alimentos não perecíveis pra sobreviver. Respeitem o “Campeão dos Campeões”, Tentem fazer como ele.Lutem,se preparem,mudem . Vejam quantos anos o Paysandu está a frente de vcs ! Não dá pra se equiparar ! A inveja mata !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s