Breve grito de liberdade

POR GERSON NOGUEIRA

O Cruzeiro anunciou ontem, sem estardalhaço, que está desembarcando do projeto da Liga Sul-Minas-Rio. É um duro golpe naquele que pretende ser o embrião de um brado de independência em relação às federações estaduais. O primeiro evento a ser promovido pela Liga é a Copa que leva o mesmo nome. A essa altura, a dúvida é se a tal Copa ainda vai acontecer, depois da desistência de um dos grandes clubes arrebanhados para o movimento.

Depois do Cruzeiro, especula-se que a dupla Fla-Flu também estaria propensa a abandonar o barco. Um dos motivos dessa revoada é que o comando da Liga está rachado. De um lado, o mineiro Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético-MG. De outro, os clubes do Rio e o próprio Cruzeiro, que acaba de desistir.

Outra razão que pode levar ao esvaziamento do projeto é a reduzida quantidade de datas disponíveis para a competição de 2016. Seriam apenas cinco datas, o que transforma a Copa num apressado mata-mata, sem maior repercussão e com pouco apelo junto ao público e aos patrocinadores.

Uma terceira possibilidade, que não pode (nem deve) ser descartada, é a pressão da própria CBF sobre a direção de alguns dos principais clubes envolvidos. Nas mãos da família Perrela, o Cruzeiro sempre teve estreitas ligações com a entidade, notadamente durante a era Ricardo Teixeira. A entrada do clube estrelado para a Liga estremeceu o relacionamento.

Como se sabe, gestos excessivamente libertários por parte dos clubes não são bem assimilados pela cartolagem que comanda o futebol no Brasil e pela emissora que controla as grandes competições.

O plano era ambicioso. Juntar alguns dos mais populares clubes nacionais em uma competição de tiro curto, tendo como modelo os lucrativos torneios europeus. Estariam em campo os grandes do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais e do Rio (com exceção de Vasco e Botafogo), além de clubes paranaenses e catarinenses.

A desistência de Flamengo e Fluminense, caso se confirme, pode decretar a chamada pá de cal na Liga. No fundo, ao contrário do que já ocorre na Copa do Nordeste, muitos (e vultosos) interesses isolados dificultam a união em torno de um objetivo maior.

Infelizmente, pelo ritmo do pagode, parece que ainda não será desta vez que se conseguiu a mobilização entre grandes clubes para se desvencilhar da imposição das federações.

——————————————

Remo festeja e o basquete renasce

Um projeto ousado, bancado exclusivamente por abnegados históricos, garantiu ao Remo a conquista do bicampeonato estadual de basquete, dando ao clube o título de campeão de terra, mar e ar, como se dizia no passado para sublinhar triunfos no futebol, no remo e no basquete. Foi em 1996 a última vez que isso havia acontecido.

O grupo de empresários azulinos que importou quase um time inteiro de basquete tem por característica não apregoar suas contribuições ao clube, no que faz muito bem. A necessidade de contratar jogadores e técnico de fora veio com a saída em massa de atletas do time campeão de 2014.

A partir de 2016, porém, a ideia é investir no basquete do clube, incentivando a formação de atletas para diminuir a importação. O apoio da torcida e o retorno midiático da conquista do bicampeonato agradaram aos baluartes e devem atrair patrocínios para a próxima temporada.

Mesmo sem trilhar o caminho habitual, de priorizar a valorização de atletas regionais, o caminho buscado pelos azulinos pode marcar o renascimento definitivo do basquete como segundo esporte dos paraenses.

A rivalidade tende a fazer com que o Papão também se estruture e reforce em 2016, levando a um campeonato ainda mais concorrido e empolgante do que o deste ano.

—————————————–

Copa Verde: explicações pela metade  

O Esporte Interativo emitiu ontem nota de esclarecimento sobre as mudanças no formato da Copa Verde para 2016. Como detentor dos direitos da competição, o canal tentou explicar, mas não disse muita coisa além do que já se sabia. O torneio visa lucro e, por isso, precisa ter participantes de tradição e torcida. Até aí, tudo bem.

O problema – não abordado na nota – foi a mão de gato que excluiu Independente e Parauapebas, que tinham direito adquirido em campo. Fica claro, porém, que as críticas à modificação de última hora incomodaram o EI.

Resta saber se terão o poder de levar a CBF, organizadora do torneio, a compensar os prejuízos causados aos dois clubes do interior paraense.

—————————————–

“Campo de Jogo” para quem gosta de bola

A partir de hoje até o dia 17 de dezembro, com entrada gratuita, o Cine Olímpia exibirá o filme “Campo de Jogo”, de Eryk Rocha, filho do cineasta Glauber Rocha, pai do Cinema Novo brasileiro. O documentário desnuda a realidade do futebol na periferia das grandes cidades – no caso, a zona Norte do Rio de Janeiro. A força do esporte e seu papel inclusivo na vida das comunidades carentes constitui um dos pilares da obra.

Com apoio da distribuidora Tucuman, o filme de Eryk Rocha chega a Belém depois de participar de vários festivais nacionais e internacionais (como o CPH Dox, de Copenhague), sempre bom boa repercussão.

Boa chance para ver o cinema falando de futebol e suas raízes. A sessão é às 18h30.

(Coluna publicada no Bola desta sexta-feira, 11) 

36 comentários em “Breve grito de liberdade

  1. Criação de liga só serve para clubes sem calendário como ocorreu com o Leão durante sete anos. Como a sorte baforou o time compra vagas para 2016, essa sugestão ficar arquivada para temporadas futuras.

    Curtir

  2. Esporte jogado com as mãos sempre foi o forte do time passa rasteira.

    Falando em mãos, alguma novidade na operação rouba-jato ocorrido na salão de manicure azul marinho?

    Curtir

  3. Sobre a CV como já me manifestei. O Lobo deveria agradecer o convite e pensar no Tri da série B, Agora se a pretensão é formar time com jogadores veteranos, (desconfio dessa contratação do Velber) exclusiva para esta competição (já comentam até o retorno do Albertinho, aquele que vestiu o Leão de fiel bicolor) aí abraço a causa,

    Curtir

  4. campo de jogo é uma boa pedida, mas que já deveria estar em cartaz nos segundos semestres de 7 anos atrás quando tinha torcedores de time sem divisão ociosos, ainda mais sendo entrada franca. Cairia no gosto dos soberbos.

    Curtir

  5. Na realidade, acho que virá do próprio EI a compensação financeira aos excluídos da CV. Isso se estes não resolverem bater o pé e exigir aquilo que o estatuto do torcedor lhes garante melando a competição, ou, no mínimo, atrasando seu início. E quem sabe até possam logo adotar medidas na justiça comum, sem precisar o esgotamento das possibilidades na justiça desportiva. Afinal, os problemas causados vão muito além do desporto, já que acarretam prejuízos eminentemente financeiros.

    Curtir

  6. Todos estes desacertos alusivos à criação da tal liga Sul-Minas-Rio confirmam que os problemas do futebol brasileiro são criados pela cbf em parceria com a maioria dos Clubes considerados grandes.

    Curtir

  7. Ei velho, larga esse radinho, vai dar uma volta na praça kkkkkkkk é a falta kkkkkkkkk já prenderam o Roubagol, já devolveram o dinheiro da SUDAM? Égua do time centernada caloteiro kkkkkkkkk Nicácio tem razão kkkkkkkkkkkk

    Curtir

  8. Os clubes do norte, nordeste e centro-oeste poderiam se unir também, a fim de pressionar e exigir mais direitos junto à CBF. Se esperarem mudanças pelos times de Sul e Sudeste, nada mudará, pois estão atentos apenas aos seus próprios interesses, como sempre aconteceu.

    Sobre a nota do Esporte Interativo, realmente poderia ter sido mais direto, para elucidar de uma vez por todas essa situação, principalmente quanto às exclusões de Independente e Paragominas, que por justiça deveriam disputar a Copa Verde.

    Quanto aos que dizem que o RNC é convite, enganam-se redondamente, pois é critério técnico. Tanto que na Copa do Brasil, 10 clubes entram na competição pelo ranking, como o Paysandu entrará em 2016 e até o próprio Remo entrou em anos anteriores, no formato antigo.

    Curtir

  9. Amigo Gerson,

    Isso só mostra que o futebol, no Brasil, é feito por pessoas que olham para o umbigo e não para o esporte.

    Esta mesma perspectiva é vista no Pará. Do patrocínio do desgoverno, quase quebra totalidade vai para Remo e PSC, como se os outros clubes fossem meros figurantes (alguns já disputam de fato a competição).

    O que deveria ser feito com o dinheiro público?

    1) Dividir, pelo menos 60%, do calor equitativamente.
    2) Os 40% restantes funcionária a partir da meritocracia.
    3) A TV Cultura deveria, obrigatoriamente, transmitir jogos dos times do interior. Pelo menos um por rodada, deixando Remo ou PSC livre para lucrar com arrecadação e outras coisas.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Estou curioso para saber se em 2016 o lobinho ganha alguma. Em 2014 e 2015 só deu Leão.

    Na copa verde 2016 o primeiro confronto já está definido.

    Classificado pelo Estadual x ROUBA VAGA

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  11. kkkkk…Vamos por parte…Concordo com a tia quando ela diz que a Sul-minas é pra time sem calendário…É por isso que o teu presidente tava lá tentando colocar o teu time neste torneiro e levou um grande não na cara, daí partiram pro ROUBO DE VAGA DOS OUTROS…Claro que agora o basquete não presta, voces perderam pra nós, pra variar…kkkkkk…E basquete não serve pra quem tem a “mão leve”…”mão leve” serve pra SUDAM, ALEPA E ROUBAR A VAGA DOS OUTROS…Quanto a dica de cinema, eu indicaria o “Assalto ao trem pagador”…Mas em homenagem ao Coroné eu indico dois filmes…O bem amado e As Loucuras de Dick & Jane…O segundo filme estrelado por Jim Carrey, é sobre um cara que de uma hora pra outra é promovido na empresa em que trabalha, fica feliz da vida, mas logo em seguida descobre que o seu antecessor, desviou o dinheiro da empresa e deixou toda a responsabilidade pra ele…A semelhança não é mera coincidência…kkkkkkkkk…Bom filme e parem de ficar justificando o ROUBO DAS VAGAS seus mãos leves…kkkkkkkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  12. Esporte Interativo tentando se justificar, pois não esperavam uma reação tão negativa dos torcedores remistas, assim como das agremiações que levaram a rasteira da CBF.

    Não me assustaria se a copa verde for cancelada, tamanha a confusão que isso está começando a se tornar.

    Curtir

  13. Ei fenomeno, e o filme ASSALTO À SEDE DO REMOLEZA, que vai fazer mais sucesso que o filme Assalto ao Banco do Brasil de Fortaleza tu vais assistir amigão??? lá também ninguém explicou até hoje aquele assalto.

    KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAK
    KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAK
    KAKAKAKAKAKAKAKAKAKA
    KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKK
    KAKAKAKAKAKAK
    KAKAKAKAKAK
    KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAK

    Curtir

  14. É bom lembrar que a Copa do Nordeste, que agora reativada vai para a sua quarta temporada, também visa lucro. No entanto, equipes reconhecidamente populares em seus respectivos estados ficaram de fora da competição. A saber: 2013, Náutico, pois o Santa foi o campeão, o 2º foi o Sport e o 3º, o Salgueiro; em 2014. o Fortaleza ficou de fora, dando lugar para o Ceará (campeão) e o Guarani de Sobral (vice); em 2015, o Santa Cruz ficou de fora, vez que mereceram a vaga na CN o Sport (campeão), Náutico (vice) e Salgueiro (3º).

    Qual a diferença? Eu listo duas, ao menos:
    1) Ninguém do Nordeste, nem o presidente do Náutico em 2013, nem o do Fortaleza em 2014, e nem o do Santa Cruz em 2015 foram correndo às suas federações ou ao EI ou até mesmo à CBF, para mendigar vaga. Ora, não mereceram a vaga em campo, eis que não conseguiram a colocação exigida nos respectivos campeonatos estaduais, então, bola pra frente, e honradamente conquistá-la na competição seguinte. Só os honrados agem assim;

    2) A segunda é que, à semelhança dos países institucionalmente fracos, que constantemente sofrem alguma ingerência externa, assim são as federações dos estados amazônicos, em especial a do meu estado, susceptivas a viradas de mesa e coisas do gênero.

    Ora, fique claro que o EI não interferiu em nenhuma das edições da CN. Os critérios foram em todas as federações as colocações dos times no campeonato do ano anterior, e estes foram sempre respeitados.

    E essa estória de 2 anos é conversa pra boi dançar, como dizia o meu velho pai.

    Curtir

  15. Concordo com o Lay, criação de liga no Brasil é faca de dois gumes

    O Melhor é fazer uma limpeza na CBF

    O remorto vive renascendo.
    O problema são as interminaveis dívidas
    Agora é o onibus que tá todo enrolado.

    Curtir

  16. Égua…o cara quer comparar copa do nordeste com copa verde

    Pareiiiiiiiiiii

    Apenas pra analise.

    Copa verde só tem Paysandu e Remo
    Copa nordeste tem um monte

    A paixão cega e neblina mesmo

    Curtir

  17. Amigos remistas e bicolores,

    Só lamento a postura do Remo e sua diretoria (não refiro-me aos torcedores, aqui o sarro é livre). Estão querendo comprar briga por terceiros. Isto parece-me errado e equivocado. Que os interessados briguem por seu direito, mas tentar inviabilizar a competição somente afetará os clubes do norte.

    Valentim, os dois anos não é brincadeira. É fato. Em que pese ser eticamente questionável a mudança do regulamento tardia e repentina.

    Curtido por 1 pessoa

  18. Amigo Valentim, após ler e refletir detidamente aquilo que serenamente você escreveu, reitero entendimento que já externei anteriormente, agora, acrescentando aos meus motivos a segunda razão que você tão bem descreveu no seu comentário.

    De fato, pra mim a grande ilegalidade cometida aqui não foi exatamente a inclusão de outros clubes. Tal ato pode ser questionável, mas quem sabe até possa ser sustentado com boas chances de ser admitido.

    Mas, a exclusão dos dois clubes interioranos… Ah, isso não. Isso desrespeita o estatuto do torcedor, realmente, só ocorreu porque a federação paraense é muita fraca e submissa ao comando da cbf e seus parceiros comerciais, mesmo que tal comando prejudique os filiados.

    Enfim, se a cbf quer atender aos interesses lucrativos dos parceiros, que assim fosse feito. Mas, que para tal não impusesse prejuízo a outros clubes, como no caso os dois interioranos. E tal prejuízo seria muito mais difícil de impor se a federação local se posicionasse ao lado dos seus filiados.

    Curtido por 1 pessoa

  19. Tá vendo só no que dá ter a consciência pesada….É só ter um assalto as proximidades, que eles ficam perguntando a todo tempo como estão as investigações…kkkk…Calma ROUBA VAGA DOS OUTROS, se tiver gente de voces envolvida, eu aviso,tá?…kkkkk

    Curtir

  20. O Valentim tá certo,o EI nunca interferiu em nada na CN, ao contrário do que tá acontecendo na CV, que tiraram quem ganhou a vaga merecidamente, pra colocar time de Coroné pela porta dos fundos…Eu já tinha avisado, vai acontecer com a CV, o que já acontece com o patrocínio do governo no parazinho…Depois que assinaram o contrato, tentaram impedir o televisionamento dos jogos, alegando não terem lido o contrato…Pra TV Cultura transmitir um jogo na chiqueiruzu, tiveram que chamar a polícia pra obrigarem a cumprir o contrato…O EI vai se arrepender amargamente de ter deixado os ROUBA VAGA DOS OUTROS entrarem pela porta dos fundos…Quando eles começarem a impedir transmissão de jogo, ou querer adiantamento de cota pra pagar dívidas…Só vai restar ao EI acabar com a CV, por culpa de quem não tem grana e nem torcida pra bancar o clube…Sabe o que é pior?…É que esses fracassados vão usar como desculpa por não ganhar nada, e aquele numero ridículo de sofredores no estádio, a quantidade de jogos e competições que participam…Alguem tá obrigando voces a participarem de alguma competição, seus ROUBA VAGA?…Pede pra sair …kkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  21. Celira, você tem razão. É possível modificar o regulamento após dois anos de utilização. É o estatuto do torcedor quem garante isso.

    Mas, o mesmo estatuto, que é superior a qualquer regulamento, também diz que a dupla interiorana não pode ser excluída porque ganhou o direito a disputar a copa verde pelo índice técnico, assim considerado o aproveitamento em competição anterior, no caso, o campeonato paraense de 2015.

    Ou seja, que a cbf inclua outros clubes, mesmo com alguma dúvida quanto à possibilidade, ainda é possível admitir. Mas, que exclua os dois interioranos, o estatuto do torcedor não admite. Aí, a solução é: ou vão os quatro, ou a cbf indeniza os prejuízos da dupla interiorana.

    Curtir

  22. O que o Amigo Valentim falou é verdade, está acontecendo uma enxurrada de reclamações e cancelamento do EI Plus do Esporte Interativo, tudo pq eles perderam credibilidade com o torcedor mais serio.
    O torcedor não gosta de ser feito de bobo e ver outros times entrarem pela janela. Confesso que chegou até a dar pena deles, mas fazer o que né? Toda ação gera uma reação e eles provocaram isso. Ta pegando fogo lá no Ei e cabeças vão rolar não tenho duvidas.

    Curtido por 1 pessoa

  23. Fiquem ciente que se o Lobo não aceita participar da copa verde, o EI poderia até ter interesse em bancar a competição, agora afirmar que o Lobo não abre mão do torneio pode ser levado pela consideração demostrada pela patrocinadora. O Leão tem que se conscientizar que sem ele ao torneio não perderia o interesse desde que os clubes goianos aceitassem.

    .

    Curtir

  24. Antonio perfeito teu comentário.

    Essa palhaçada é só aqui no Pará mesmo, onde o time não tem capacidade de ganhar a vaga em campo e vai correndo mendigar vaga na FPF.

    To torcendo para que a competição seja cancelada e que isso se resolva. Independente e Parauapebas ganharam a vaga em campo e tem o direito de disputar a competição.

    Essas mudanças deveriam ser validas para a CV de 2017.

    Curtido por 1 pessoa

  25. BOMBA: Eduardo Ramos vai se apresentar dia 4 na Toca do Leão para início da pré-temporada. Tem pré-contrato de 2 anos mas a direção remista tem que solucionar os débitos pendentes com o atleta.

    Curtir

  26. Deixa eu pensar…Se eu fosse do Esporte Interativo, e tivesse de escolher entre um time que fez 19 jogos em casa, mas teve menos público e renda que o outro que só fez 4 jogos em casa…Adivinha qual eu faria questão que estivesse em todas as edições da copa verde?…O EI teve que postar uma nota as pressas pra não queimar o filme deles com o FENÔMENO AZUL…Fiquem tranquilos pessoal do EI, como não foi a nossa vaga que foi ROUBADA, quem merece uma explicação melhor, são aqueles times que foram ROUBADOS…Quanto aos outros…Tem que ficar a todo momento explicando como foi que ROUBARAM A VAGA DOS OUTROS…Sai dessa vida mucura…kkkkkkk

    Curtir

  27. O sofrenÔmeno matou a charada. O EI quer clubes na competição que atraem público e principalmente audiência, logo a não concordância com o Independente e Parauapebas. Talvez o Mal exemplo do Cametá vendendo vaga seja uma precaução que esteja tomando.

    Falando em audiência, alguma novidade na CPI do rouba-jato ocorrido no casarão desconhecido?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s