Cacaio não é mais técnico do Remo

O técnico Cacaio saiu em definitivo dos planos da Diretoria do Remo para a temporada 2016. O impasse quanto à duração do novo contrato (Cacaio queria um acordo de um ano e o clube só chegou a seis meses) foi o principal ponto de discordância. Entre os diretores, havia divisão quanto à manutenção de Cacaio e, segundo fontes do clube, o presidente Manoel Ribeiro não era favorável à sua permanência.

O técnico, em entrevista ao repórter Francisco Urbano (Rádio Clube), disse no final da tarde que ainda esperava uma posição dos dirigentes, mas criticou a demora e a falta de transparência na história. No começo da noite, o presidente Manoel Ribeiro confirmou que Cacaio não é mais técnico do clube.

Nesta quarta-feira, pela manhã, a Diretoria concederá entrevista coletiva sobre a saída de Cacaio e a contratação de um novo técnico.

Del Nero estaria de saída da CBF

Marco Polo Del Nero pode renunciar à presidência da CBF ainda hoje à noite ou nas próximas horas. Informação surgiu em Salvador, onde a Seleção Brasileira joga logo mais contra o Peru pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Os repórteres Gustavo Henrique e Máercio Ramos, da Rádio Globo, deram a notícia.

A conferir.

Dirigentes cancelam entrevista e Cacaio nega adeus

Uma entrevista coletiva que havia sido convocada para 17h30 desta terça-feira, no estádio Evandro Almeida, foi cancelada pelo presidente Manoel Ribeiro, contrariando outros diretores que pretendiam informar sobre a situação do técnico Cacaio. Ribeiro tomou essa atitude por entender que as negociações com o técnico ainda não foram encerradas.

Uma mensagem de despedida do técnico foi postada nas redes sociais durante a tarde, mas depois foi desmentida pelo próprio Cacaio. Era fake.

GP do Brasil: o fim de um sonho?

POR EDUARDO ABBAS

Sabe aquele desejo de infância de ir assistir uma corrida dentro do autódromo? Pois é, está cada vez mais difícil encontrar meninos e meninas que ainda alimentem essa ilusão. Pior ainda é acompanhar um Grande Prêmio do Brasil sem a menor graça, seja nos treinos ou mesmo na corrida, parece mais um jogo de cartas marcadas onde os promotores estão apenas e tão somente preocupados com a arrecadação.

Triste situação vive o autódromo de Interlagos que era, em tempos áureos, uma das melhores pistas do calendário, foi ceifada ao meio no inicio dos anos 90 e tem seu traçado antigo sempre ameaçado de desaparecer para a construção de arquibancadas fixas, que fatalmente viverão vazias. Virar um espaço multiuso é uma questão de tempo para os atuais administradores, que acham um desperdício gastar dinheiro com esportes a motor, eles são os mesmos que cultuam arenas de futebol superfaturadas país a fora e jogadas às traças, e acham melhor misturar na pista uma série de eventos de outras áreas. Vem cá, fazer um museu e um parque temático nem pensar né?

Agora, falar o que da corrida? Dizer que os gringos ficaram alojados no meio de uma obra inacabada e que vieram para cá só pra cumprir tabela? Foi isso mesmo, sem exageros nem querer tampar o sol com a peneira, o evento só serve mesmo de descarrego de dinheiro orçado para fazer RP entre convidados e clientes.

Qual é a graça de se ir a um evento de porte internacional apenas e tão somente para tirar self com carro, jogador de futebol e displays em camarotes ricamente decorados e com comida farta? Um dia, um idiota que até hoje vive em função do automobilismo disse que “a corrida é só o motivo, a gente vem mesmo pela festa, os carros são o pano de fundo”. E parece que os que lá estiveram estavam mesmo preocupados em comer e beber.

As arquibancadas com grandes espaços vazios nem puderam se alegrar em ver uma corrida disputada. O pessoal da mortadela e suco quente foi completamente desrespeitado, o ingresso é caro e não entregam um espetáculo, colocam 20 caras pra dar 71 voltas e fazer um pouco de barulho, não existem pegas, as disputas por posições são sempre do meio para trás, e tem ainda os que vivem batendo tambor para chover e melhorar o que está uma merda. E olha que quase tomaram porrada quando resolveram invadir a pista pra acompanhar o pódio de perto. É ridículo fazerem isso com quem paga e não recebe!

No fim, o que sobrou foi o Rosberg ganhar e ser vice, o Hamilton não conseguir fazer a homenagem ao Senna, o Vettel ser terceiro na corrida e no campeonato, ninguém bateu, apenas um carro parou, o Nasr não conseguiu chegar aos pontos e o outro brasileiro foi excluído da prova. Não precisávamos de 2 horas para isso acontecer, se fosse uma bateria de 30 minutos já estava de bom tamanho, inclusive porque evitaríamos ver no pódio a figura do cabeça de bacalhau, que na verdade só aparece na Fórmula 1 para entregar um troféu e pedir boné nas equipes.

Leão deve definir hoje situação de Cacaio

unnamed

A Diretoria de Futebol do Remo deve retomar hoje a negociação com o técnico Cacaio. O contrato do treinador vence no final deste mês, mas o clube tem urgência em resolver de imediato a questão. Caso Cacaio não renove, a bola da vez é Josué Teixeira, ex-Macaé. Marcelo Veiga (Botafogo), Flávio Araújo (River), Léo Goiano (Parauapebas) e Tarcísio Pugliesi são outros nomes citados no clube.

Alguns jogadores seguem na lista de prioridade para renovação de contrato: Eduardo Ramos, Henrique, Max, Chicão, Levy, Aleílson, Rafael Paty, Welton e Juninho. Ilaílson, com proposta do Paissandu, dificilmente permanecerá no Evandro Almeida.

Como reforços, o Remo analisa a possibilidade de contratação do atacante Pipico (Macaé), do lateral Léo Rosa (São Raimundo), do centroavante Zé Carlos (CRB) e do meia Vitinho (Bota-SP). (Foto: MÁRIO QUADROS)

Verba para clubes da Série B deve aumentar

A mobilização dos clubes da Série B nacional pode resultar em aumento de até 60% na verba paga pela TV pela transmissão dos jogos. Depois que o Esporte Interativo e a Record demonstraram interesse em exibir o campeonato, a Globo acena com um reajuste nos valores pagos atualmente. O Paissandu participa das negociações, representado pelo presidente Alberto Maia. Além de aumentar a receita, os clubes pretendem obter em bloco algumas outras vantagens, que ainda estão por serem negociadas.

Dois remistas na Seleção da Série D

O site Última Divisão publicou nesta segunda-feira a seleção da Série D 2015. Pelo Remo, dois atletas incluídos: Eduardo Ramos e Mateus Miller.

Veja como ficou a escolha da equipe do Última Divisão:

Goleiro – Naylson (River)

Lateral direito – Samuel (Bota-SP)

Lateral esquerdo – Mateus Miller (Remo)

Zagueiro central – Claudinho (Ypiranga-RS)

Quarto zagueiro – Fernando (Ypiranga-RS)

Volante – César Gaúcho (Bota-SP)

Volante – Amarildo (River)

Meia – Saldanha (Ypiranga-RS)

Meia – Eduardo Ramos (Remo)

Atacante – Ramon (Lajeadense)

Atacante – Jô (São Caetano)