Com a cara e a coragem

unnamed

POR GERSON NOGUEIRA

Caso o futebol fosse uma ciência mais ou menos exata, bastaria ao Remo repetir o que foi feito no jogo contra o Palmas no estádio Jornalista Edgar Proença, quando precisava vencer por dois gols de diferença e conseguiu marcar três logo no primeiro tempo. Felizmente, para o encanto das multidões, o futebol não é tão previsível assim e cada jogo tem uma história completamente diferente.

Para começo de história, o Botafogo de Ribeirão Preto é um time muito mais forte e qualificado que o representante tocantinense. Já acumula êxitos nas fases anteriores da Série D defendendo como visitante a vantagem estabelecida dentro de casa. É, portanto, acostumado a administrar esse tipo de situação.

O trunfo azulino depende em boa medida da combinação normalmente poderosa entre a vibração e entusiasmo do time com o incentivo do torcedor nas arquibancadas. Essa força conjunta tem funcionado em todas as partidas realizadas pelo Remo em Belém, resultando em vitórias categóricas sobre Vilhena, Palmas e Operário, nas quais o ataque azulino marcou coincidentemente sempre três gols – escore que garante a classificação à final do campeonato.

É claro que tudo depende do bom funcionamento do time. Cacaio mostrou ao longo da temporada que evoluiu como técnico, deixando de ser apenas um motivador e passando a adotar estratégias adequadas a cada novo oponente. Tem tido mais triunfos do que perdas. Acertou em cheio no esquema pragmático utilizado fora de casa contra o Operário, mas não foi tão bem sucedido jogando diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, quando deixou escapar o empate a poucos minutos do final.

Em casa, porém, seu time se transfigura. Ataca com a cara e a coragem. O desenho conservador, com três zagueiros, dois alas marcadores e dois volantes muda radicalmente. Continuam os três beques, mas os alas passam a funcionar como apoiadores, colaborando com o trabalho do meia-armador (Eduardo Ramos) e acionando os atacantes.

Os treinos da semana mostraram que Cacaio resolveu dar ao ataque a dose certa de força e facilidade no jogo aéreo, recolocando o centroavante Kiros na equipe. A dúvida permanece quanto ao atacante de lado – Welton ou Léo Paraíba. O técnico prefere o primeiro, talvez até por se identificar com o seu estilo. Não se pode esquecer que Cacaio foi um goleador que se caracterizava pela força e o oportunismo na área.

No fim das contas, o que importa mesmo é a postura do Remo no jogo. Em situação normal, mantendo a volúpia ofensiva e explorando a qualidade de seus homens de frente, sem se afobar, tem plenas condições de reverter a desvantagem e avançar à final da Série D. (Foto: MÁRIO QUADROS)

————————————————————

E não é que a CBF lembrou de Belém?  

Depois de muito esperar pela Seleção Brasileira principal antes da Copa do Mundo, Belém vai receber finalmente um amistoso do escrete canarinho. Pena que o jogo seja do time olímpico contra os Estados Unidos. Apesar de bons valores reunidos na equipe, como Gabriel Jesus e Gustavo Scarpa, é um selecionado ainda em testes, sem mostrar brilho nos outros amistosos disputados pelo país.

Mesmo que não seja o caso, a escolha de Belém assim repentinamente soa como uma espécie de consolo por tantas outras ocasiões nas quais a capital paraense foi preterida pela entidade.

Confirmado para domingo, 15 de novembro, às 17h, a preços populares – R$ 20,00 (arquibancada) -, o jogo não se constitui em grande atração e deve ter um público abaixo do esperado em função dos jogos de sexta, entre Papão e Luverdense, e a provável decisão da Série D no sábado, se o Leão vencer o Botafogo na semifinal de hoje.

————————————————————

Nervos de aço para encarar os desafios 

O Remo terá um ano cheio em 2016, como não ocorria há algum tempo. Vai disputar Copa do Brasil, Copa Verde e Série C, além do Campeonato Paraense. Para corresponder aos anseios da torcida, precisará iniciar a temporada já com um elenco forte, a fim de brigar pelo tri estadual e tentar novamente levantar a taça na Copa Verde, que dá acesso à Copa Sul-Americana.

Além das preocupações com a formação do grupo de atletas para o começo do ano, a diretoria terá que lidar com questões políticas que não podem mais ser adiadas. Pedro Minowa, presidente eleito e ora cumprindo licença, já insinuou o desejo de voltar a comandar. A Assembleia Geral, convocada permanentemente, dificilmente permitirá isso.

Dois atos pesam contra sua gestão: o acordo assinado com o empresário Eduardo Guizzo dando a este 30% da arrecadação do programa sócio torcedor, o que resultaria em multa de R$ 500 mil para o clube, e a cessão contratual dos direitos sobre o atacante Roni ao procurador do atleta.

Há também o aspecto financeiro. O Remo terá uma ou duas rendas para tentar fechar 2015 sem dívidas salariais, mas a partir de janeiro os problemas irão se agigantar, pois o clube terá bloqueio total dos patrocínios de Banpará e Funtelpa por força de acordo com a Justiça do Trabalho. Como montar um time forte, como a torcida espera, com tantos aperreios? Um desafio que exigirá nervos de aço e muita criatividade por parte dos gestores.

———————————————————–

Bola na Torre

O programa deste domingo terá o retorno de Guilherme Guerreiro, com participações de Giuseppe Tommaso, Valmir Rodrigues e deste escriba de Baião. Na RBATV, logo depois do Pânico, por volta de 00h15.

(Coluna publicada no Bola deste domingo, 01)

11 comentários em “Com a cara e a coragem

  1. A solução remista é vender muita cerveja 33, mas o problema muito sério é que se para ser sócio do remoleza o preço é R$ 2,00, imagino que essa cerveja custará 10 centavos. haja pedir esmolas!!!!! haja pedir esmolas!!! se acostumou a pedir esmolas!!!

    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka
    kakakakakakakakakakakakakakakak
    kakakakak
    kakakakakakakakakak

    Curtir

  2. ATENÇÃO PODEM FICAR COM RAIVA DO QUE VOU FALAR

    Mas afirmo que essa cerveja 33 é mais uma belíssima homenagem da torcida remista reconhecendo que o Paysandu é o maior e mais glorioso clube do norte e nem poderia ser diferente porque numa das maiores festas particular deles , só deles não esqueceram o nome do Paysandu, o nome do Paysandu estava lá. Na festa particular do Paysandu, eles não chegaram nem perto de serem lembrados. Acho que no fundo eles amam esse Paysandu e erraram na escolha rsrsrsrsrsrsrsr. Agora novamente lembram brilhantemente o Paysandu em marca de cerveja deles porque o remistas tem conhecimento absoluto da liderança do Paysandu no ranking nacional oficial de clubes no Norte onde o PAYSANDU ESTÁ 34 E O CLUBE DO REMO ESTÁ EM 67. SUBTRAINDO ISSO AÍ, A DIFERENÇA É 33 ESTUPENDAS E DISTANTES POSIÇÕES QUE PAYSANDU ESTÁ NA FRENTE DO CLUBE DO REMO NO RANKING OFICIAL E OS REMISTAS RESVOLVERAM HOMENAGEAR O PAYSANSDU COM ESSA CERVEJA. obrigado remistas por reconhecerem mais uma vez a poderosa força do Paysandu no norte do Brasil. obrigadoo!!!!!!!vai vender muita cerveja, principalmente se for R$ 0,10

    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka
    kakakakakakakakakakakakakak
    kakakakakakahahahahah
    rararararararararararararararara
    rarararararararararararar
    rarararararararararararararararararararararararararararararar

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pau que bate em Chico, bate em Francisco, meu caro Nélio. Pelo mesmo raciocínio, pode-se dizer que o amigo homenageia diariamente o Clube do Remo com seus comentários versando quase que exclusivamente sobre o rival do Papão.

    Curtir

  4. Gerson, eu só me preocupo com o Remo. O seu comentário sobre a situação atual do Remo está corretíssimo. Permito-me acrescentar dois itens. O primeiro diz respeito à cessão dos direitos do Roni [100%]á um empresário radicado em Belém. estranha e ines plicavelmente, o foro para dirimir quaisquer dúvidas é em …Recife; o segundo, considero um dos fatos mais graves envolvendo os Presidentes Pirão e Minowa. Em janeiro de 2014 o Pirão comprometeu-se a pagar á JT,dez parcelas mensais de R$ 120.000,00 para evitar bloqueios de renda e leilões. Cumpriu as duas primeiras e deixou um débito de R$ 1.200.000,00 [ UM MILHÃO E DUZENTOS MIL REAIS]. AO assumir,Minowa comprometeu-se a pagar o débito que recebeu, com o pagamento das cotas de patrocínio da Funtelpa, em 2015/16. E ai, vem o mais grave de tudo: recebeu as dua parcelas de 2015, e não deu qualquer satisfação à JT, e nem se sabe o destino delas. Insisto que a diretoria do Manoel Ribeiro, que sem estardalhaço vem realizando excelente gestão, deve tornar público o que apurou.

    Curtir

  5. Obrigado, amigo Ronaldo. Concordo com sua observação. Seria extremamente salutar para o futuro do próprio clube que a diretoria divulgasse o resultado da apuração interna.

    Curtir

  6. É verdade, postura é fundamental. Mas, nas circunstâncias atuais, com o time sem a corda no pescoço da necessidade do acesso, será mais fácil adotar e manter uma postura ofensivamente calma, eis que jogarà em casa com o calor da torcida que se fizer presente. Afinal, as metas mais importantes já foram alcançadas. E mesmo as restantes ainda sendo muito importantes, i.clusive a que se refere à bilheteria, eles podem jogar sem maior ansiedade e explorar bem o próprio potencial, pois jà cumpriram o “nosso” dever. O que vier será mais lucro.

    Curtir

  7. A recíproca é verdadeira amigo Gerson, onde começo a acreditar que vc morre de amores pelas cores azulinas porque vc sempre defende ou dá uma força aqui para o pessoal azul que finalmente divisão depois de 7 anos sofrendo. Parece que o amigo não gosta que tirem sarro com o remo porque tem remista aqui no blog enjoados, que entram no blog a todo instante só para falar asneiras contra o Paysandu, não falam nada de vantagens do time deles, so falam do Paysandu mas nunca vi vc dizer que os caras tem paixão oculta pelo bicolor. Porém respondendo sua inserção, eu nunca disse que tenho raiva do remo instituição. Eu não posso raiva ter porque tenho familiares, amigos e conhecidos remistas, e a minha questão contra o remo é só por ser meu adversário no futebol. Mas o que não suporto no remoleza de verdade é a cor feia da camisa, horrível e seus vários torcedores iludidos, chatos, desinformados, sem noção, gargantudos que nunca comeram marmelada e quando comem se lambuzam e não sabem perder porque não tendo como se nivelar ao Paysandu em conquistas ficam inventando factoides, invencionices para desmerecer as conquistas do Paysandu, o maior e mais glorioso clube do Norte. O ranking oficial nacional mostrando o Paysandu 33 posições na liderança do norte na frente do remoleza, não mente jamais. Repito: eu falei 33 posições na frente do remo no ranking. isto significa uma verdadeira surra no ranking, uma barbaridade de diferença para quem diz que é o maior rival do Paysandu. desculpa amigo, mas não posso omitir de falar a verdade.

    Curtir

  8. Deves ir lá na sede do teu clube exigir explicações sobre o que foi dito acima. Seu clube estar no mar de lama e o bicola em dias com suas obrigações.

    Curtir

  9. Nélio, você deu voltas e voltas sem encarar a questão de frente: seus comentários são 95% sobre o maior rival, amigo. Fiz uma constatação brincalhona sem o sentido de reprimenda, apenas observando a similaridade com o conteúdo de seu comentário sobre os azulinos. Quanto a me rotular de remista, como já fez em outras oportunidades, não me ofende e nem incomoda, pelo simples fato de que também sou chamado de bicolor (e até insultado) por pessoas ligadas ao Remo. A razão dessa “acusação” é bem óbvia: sou sempre acusado de pertencer às hostes contrárias quando faço algum comentário ou posicionamento que desagrada uma das torcidas. Faz parte. É a sina (e a missão) do analista esportivo. Paciência. Sobre os ataques e insultos mútuos entre torcedores rivais, acontecem aqui no blog sempre que a moderação é liberada para os comentários sobre jogos. Mas, assim que é possível, saio deletando e bloqueando os que se comportam indevidamente. Não compactuo com a baixaria e a ofensa chula.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s