Lula, sob ataque diário, segue em 1º para 2018

Link permanente da imagem incorporada

POR PAULO NOGUEIRA, no DCM

Estava aqui me divertindo com o malabarismo da mídia para esconder o excelente número de Lula no Ibope desta segunda.

A informação realmente importante é que 23% disseram que votariam com certeza em Lula em 2018. Aécio, o segundo colocado, ficou oito pontos atrás.

Quer dizer.

Com toda essa caçada a Lula promovida pela mídia, eis que ele está com larga margem na frente.

Um dos raros bons jornalistas políticos do Estadão, José Roberto Toledo, disse tudo: “Está explicado por que o fantasma do terceiro mandato assombra a oposição.”

A pesquisa é uma brutal cacetada na imprensa e em seus colunistas. O grau de persuasão de jornais, revistas e articulistas é pateticamente baixo.

Lula era para estar abaixo de zero, se a voz da mídia fosse levada a sério pela sociedade.

Particularmente, não me impressiono, dada a ruindade de classe mundial da imprensa brasileira e seus colunistas.

Você imagina o que vai acontecer quando Lula estiver, de fato, em ação.

Pense como seria um debate entre ele e Aécio.

Se a direita brasileira fosse inteligente, veria que o caminho é outro para conquistar corações e votos.

O brasileiro não é idiota, mas é tratado como tal por jornais e revistas.

Agora mesmo na pesquisa.

Para fugir dos 23% de Lula, o Globo deu no título sua rejeição de 55%.

Mas um momento.

A rejeição de Marina, a boazinha, subiu de 30% para 50% em um ano. A de Serra, com ele mudo, está em 54%. A de Alckmin, em 52%.

E Aécio já chegou a 47% de rejeição, cinco ponto mais  do que ele tinha na época da eleição em que foiderrotado.

Leia-se assim: tudo que Aécio conseguiu, nesta louca cavalgada pelo golpe, é ser mais rejeitado entre os brasileiros.

Mas a notícia do dia, e da pesquisa, é Lula.

A mídia vai continuar a tentar matá-lo.

Lula é, no entanto, desde já, o favorito disparado para 2018.

13 comentários em “Lula, sob ataque diário, segue em 1º para 2018

  1. Acredita quem quiser. Já considero Lula ora do páreo e certamente não vai querer correr risco de uma derrocada inesquecível.
    Até a próxima eleição deve aparecer um candidato menos encardido como opção. O citados acima não levam meu voto.

    Curtir

  2. Ferdinando, peço-lhe permissão para utilizar o seu comentário para reiterar a um irascível crítico do ex-presidente que modere o tom de seus insultos ao ex-presidente. Sem isso, seus comentários serão sempre barrados. Criticar é uma coisa, caluniar é outra. Este espaço é de troca de ideias, críticas e argumentos. Não foi criado com a finalidade de fazer ou expor acusações levianas ou denúncias não comprovadas judicialmente. Aconselho a quem aprecia debates rasteiros que procure blogs que tenham esse perfil – aliás, existem centenas deles na grande rede. Aqui, não.

    Curtir

  3. Agora, só falta a mídia lulista se decidir: (a) ou o poder de persuasão da midia governista é muito baixo como diz o articulista? (b) ou o poder da mídia governista é forte o suficiente para viabilizar e respaldar o golpe de estado como o próprio colunista sustenta frequentemente, quando é da sua conveniência?

    De minha parte, com moderação, aposto, como sempre apostei, na alternativa “a”. E, digo com moderação, pois mesmo sabendo que o poder de influência da mídia governista não é tão baixo, como o articulista agora afirma que é; também sei que está longe de ser aquele poder idiotizante que o articulista costuma dizer que é quando lhe interessa. Na realidade, se for olhar bem objetivamente, o poder de persuasão da midia governista é bem mais forte, pelo menos entre os convertidos.

    Curtir

  4. Caro Gerson, você mesmo tem utilizado termos ofensivos a FHC , Aécio e Cia. Sei da admiração pelo Lula e aos petistas em geral. Procure absorver opiniões que não lhe agrade pois faz parte da democracia. No mais acho que não peguei tão pesado assim.

    Curtir

  5. Você não entendeu ou a minha mensagem ficou truncada. Pedi licença e utilizei a caixa do seu comentário para avisar um outro cidadão que insiste em proferir insultos, ofensivos e chulos, contra o ex-presidente, daí ser contido na moderação. Não me referia a você, nem precisa se melindrar, até porque seus comentários têm sido sempre liberados aqui. Quanto às minhas críticas, são duras e ácidas, sim, mas jamais levianas. Critico postura e prática, ironizo, tiro sarro, mas não acuso sem que haja fundamento jurídico ou histórico. Críticas nesse tom civilizado são automaticamente aprovadas, como as suas e de diversos outros comentaristas.

    Curtir

  6. Quanto a comentários que não me agradem, fique tranquilo. A maioria do que leio e ouço aqui sobre política me dá engulhos, mas, democraticamente, aceito e tolero. O espaço é livre, desde que usado com o mínimo de respeito.

    Curtir

  7. Apesar de acreditar que o ex-mandatário não virá, até por que uma eventual derrota afetaria seu legado político vencedor. Eu confesso que a leitura privilegiando a análise da rejeição me chamou a atenção no sentido explanado pelo articulista (já tinha visto no UOL e no Globo.com). Claro que esta é uma análise possível, mas a manchete deveria destacar os dois aspectos da pesquisa, nunca gritar apenas um.

    Curtir

  8. Pergunto, como uma reportagem séria sobre corrida eleitoral coloca a seguinte noticia: Lula, Alckimin e Serta lideram rejeição.

    Sinceramente, já vejo dedo do PSDB mineiro aí, Aecio, o vida boa, está praticamente com empate técnico com os demais, mas é esquecido na notícia.

    Curtir

  9. Com certeza, amigo Carlos. E o medo aumenta nas hostes direitistas com a proximidade de 2018. Lula ainda sofrerá muitos ataques, como já vem sofrendo de maneira ininterrupta.

    Curtir

  10. Vai ser sempre assim, qualquer manchete eles usarão contra o Lula, eles sabem que dificilmente vão consegui tirar a Dilma da presidência, então o objetivo é tirar o Lula de 2018. Mas com Lula ou sem Lula, não creio que o PSDB consiga chegar a presidência em 2018.

    Curtir

  11. Independentemente de Lula ou Dilma, ou PT, PSOL ou PCdoB, a memória da posição liberal garante a manutenção do socialismo no país. O PT teve a primeira e única chance de mostrar o socialismo ao povo, que gostou tanto que deu dois manatos a Lula e à Dilma. Após três governos petistas e uma melhora mais que sensível na qualidade de vida da população, não há nenhuma outra estratégia à direita, ao PSDB, DEM e quejandos, que não seja reproduzir que a esquerda é igual a eles. Pode não parecer, mas tudo o que a campanha difamatória a que Lula está sendo submetida significa é que esquerda e direita são iguais em termos políticos. Não são. A administração liberal de FHC talvez fique na história como a única por muito tempo. Duvido seriamente que PSDB, DEM, PPS… consigam o convencimento de que voltar às políticas neoliberais seja melhor para o povo. Os parabéns ao Lula tem mais que haver que com o aniversário, tem ligação com uma forma de o povo olhar para si mesmo, carente que estava de uma significativa mudança de paradigma, uma que demorou 500 anos para acontecer. Parabéns a Lula, o melhor presidente que o Brasil já teve.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s