Sampaio se prepara para receber o Papão

Link permanente da imagem incorporada

Foi um dia de movimentação intensa no estádio Castelão. Com a mira voltada para o confronto contra o Paysandu, a equipe do Sampaio realizou um treino técnico, de muitas criações de jogadas e finalizações a gol. O treinamento contou com a participação de praticamente todo o grupo, inclusive Henrique, Válber e Raí, que ficaram de fora da última partida. Ainda em trabalho de transição, Edgar ficou apenas nos treinos físicos, enquanto Pimentinha segue se recuperando de um ferimento na coxa, que tem lhe causado febre.

Ausente do jogo contra o Boa, devido a problemas particulares, Válber demonstra confiança na equipe Tricolor nesta reta final de campeonato: “Vamos encarar a primeira das sete decisões que teremos pela frente, e nossa expectativa é de realizar uma grande partida para continuarmos firmes nessa luta pelo acesso”, declarou.

O grupo boliviano volta ao Castelão nesta quarta-feira, para mais uma série de atividades visando o duelo contra o Paysandu. (Do blog oficial do Sampaio)

Por que Aécio Neves e FHC não sugerem a renúncia de Eduardo Cunha?

POR PAULO NOGUEIRA, no DCM

Faz tempo que Aécio e FHC, a Dupla Dinâmica do golpe, andam dizendo que Dilma deveria renunciar. É uma ideia idiota, mas encontra ampla repercussão na imprensa.

Mais recentemente, eles acrescentaram que é para o bem dela. Bem dela? Como classificar uma estupidez desse calibre?

Mas, ainda assim, essa monumental demonstração de cinismo demagógico ganha ampla espaço em jornais e revistas.

A frase honesta seria esta: “Seria bom para nós”. Por nós, entenda os golpistas reunidos em torno de Aécio e FHC.

E eles poderiam complementar: “Já que não ganhamos no voto, quem sabe no tapetão?”. Aécio e FHC parecem ter perdido a noção.

Fiquei ainda mais desconfiado disso depois que soube que Paulinho da Força dizer que não imaginavam que ia ser tão difícil tirar Dilma.

Isso depois de afirmar que tentaram promover o impeachment pelos jornais, uma das mais claras mostras do que a imprensa cúmplice dos golpistas vem fazendo neste tempo todo.

No mundo paralelo dos Aécios, FHCs e Paulinhos da Força, o poder cairia em seu colo.

O PT, os movimentos sociais da CUT ao MST, todas as forças progressistas que deram 54 milhões de votos a Dilma ficariam paradas diante do golpe.

Onde eles vivem?

O país ficaria simplesmente ingovernável com um golpe paraguaio. Não somos uma República das Bananas.

Tudo isto posto, somos ainda obrigados a ouvir a Dupla Dinâmica recomendando a Dilma que renuncie.

Não vou nem dizer que a proposta poderia valer para eles dois, pelo mal que estão fazendo à democracia.

Há um ano eles dois importunam os brasileiros com seu golpismo intolerável.

Mas vou adiante.

Link permanente da imagem incorporada

Já que falam tanto em renúncia, por que eles não endereçam a pergunta ao maior símbolo da corrupção nacional, Eduardo Cunha, o homem que conseguiu colocar até Jesus em seus trambiques.

Cada dia que passa sem que nada aconteça com Cunha diante das assombrosas revelações suíças é uma bofetada na cara dos brasileiros.

Por que Aécio e FHC não sugerem a ele que renuncie?

Por um único motivo: pertencem ao mesmo grupo, os três.

FHC, Aécio e Cunha representam a plutocracia tentando, mais uma vez, tomar de assalto a democracia.

Foi assim em 1954, com Getúlio.

Foi assim em 1964, com Jango.

E a plutocracia tenta mais uma vez a mesma coisa em 2015.

É por isso que Aécio e FHC não sugerem a renúncia de Cunha.

Bota-SP x Remo confirmado para domingo

A CBF divulgou nesta terça-feira as datas e horários das semifinais da Série D. Os jogos entre Remo e Botafogo-SP ficaram assim definidos: domingo, 25/10, às 19h (HBV), Botafogo x Remo, em Ribeirão Preto (SP); e domingo, 01 de novembro, Remo x Botafogo, às 20h (HBV), no estádio Jornalista Edgar Proença.

Papão tem novo preparador de goleiros

Link permanente da imagem incorporada

O gaúcho Marcos Muniz Gomes, 41 anos, é o novo preparador de goleiros do Paissandu. Ele substitui a Jorge Ferreira, o Jorgeira, que rescindiu contrato com o clube de forma amigável. Marquinhos (foto), como é mais conhecido, iniciou carreira como goleiro nas categorias de base do Internacional-RS, onde ficou até os 20 anos. Depois, atuou no Santa Cruz-RS, Brasil de Farroupilha e no Aymoré, seu último clube como jogador profissional.

Foi no próprio Aymoré que Marquinhos começou a trabalhar como preparador de goleiros. Depois, passou por São José de Porto Alegre, Caxias-RS, Santa Cruz-PE, Santo André, São Caetano, Goiás e Oita Trinita, do Japão, onde ficou de 2005 a 2009, juntamente com o técnico Péricles Chamusca. Seu último clube foi o Ceará, onde integrou a comissão técnica chefiada por Dado Cavalcanti, atual técnico bicolor. (Com informações da Ascom/PSC)

Líder sindical confirma plano para derrubar Dilma

DO JORNAL GGN

Oposicionista dos mais ferrenhos, o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade) admitiu, em entrevista publicada pelo Valor nesta segunda-feira (19), que o impeachment da presidente Dilma Rousseff “subiu no telhado” após as novas denúncias da Lava Jato contra Eduardo Cunha (PMDB) e a aproximação do governo com alas dissidentes do PMDB, fruto da reforma ministerial.

Segundo o deputado, a oposição errou na estratégia de forçar o impeachment via imprensa. “(…) Ninguém consegue fazer impeachment pela imprensa. Na hora que você fala que vai fazer, o adversário se prepara”, comentou. Ele ainda disse que a oposição não esperava o envolvimento de outras instituições e setores da sociedade no sentido de assegurar o mandato de Dilma. “Nós subestimamos um pouco isso. Achávamos que era muito mais fácil tirar a Dilma do poder do que está sendo”, afirmou.

Depois de assinar o documento encaminhado por PSDB e DEM cobrando explicações de Cunha na Lava Jato, Paulinho da Força se disse arrependido, pois o ato também enfraqueceu as pretensões de oposicionistas em relação ao impeachment.

Na semana, ele já havia denotado que sem Cunha na presidência da Câmara, não há vitória. “Para mim está claro: se cair o Eduardo, não tem impeachment. E o governo sabe disso e está jogando tudo para tirar o Eduardo. Nós vamos manter o apoio a ele porque nosso objetivo principal é derrubar a Dilma.”

Segundo o Valor, tucanos consultados pela reportagem não quiseram admitir em público, mas entendem que o impeachment na atual situação de Eduardo Cunha ficou mais distante. Paulinho da Força disse ao jornal que eles estão mais apegados à cassação de Dilma via Tribunal Superior Eleitoral. Até porque, mesmo que Dilma caísse em julgamento político, o vice Michel Temer assumiria o lugar e o PSDB seria pressionado a ajudar o novo governo a se estabilizar. “Viraria vidraça”.

No TSE, a cassação de Dilma levaria a uma nova eleição, já que a petista conquistou mais da metade dos votos na última disputa presidencial. Pela lei complementar 64/90, apenas se Dilma não tivesse atingido mais de 50% dos votos válidos, o segundo colocado na corrida assumiria seu lugar, nesse cenário.

Mas, para Paulinho da Força, esse é apenas mais um sonho tucano. “Para tirar Dilma dá esse trabalho todo, imagina tirar o Michel junto. (…) Nós vamos não temos força para fazer um governo sem o PMDB. O PSDB sonhou com isso (impugnação da chapa Dilma-Temer), mas eu nãoa credito”.

Papão põe estrela no peito pela Copa dos Campeões

Link permanente da imagem incorporada

O escudo oficial do Paissandu, a ser usado no uniforme oficial em 2016, terá como destaque a conquista da Copa dos Campeões em 2002, o mais importante título da história do clube. A estrela maior, no alto e em amarelo, simboliza essa façanha. As duas outras estrelas, em cinza, representam os títulos do Brasileiro da Série B em 1991 e 2001. (Com informações da Ascom/PSC)

O adeus de Yoná Magalhães, aos 80 anos

Link permanente da imagem incorporada

Conhecida pelas novelas da Globo, Yoná Magalhães foi um dos rostos daquele que talvez seja o filme brasileiro mais importante do século 20: Deus e o Diabo na Terra do Sol. Lançado em 1964, ano de golpe militar e momento de explosão do Cinema Novo, o longa de Glauber Rocha é uma grande alegoria das relações entre religião e poder no sertão nordestino e, consequentemente, da própria identidade nacional.

Trata-se de uma livre adaptação da peça de moral ateia-existencialista O Diabo e o Bom Deus, de Sartre, para a qual Glauber cooptou a então atriz em ascensão do grupo A Barca, dirigido por Luís Carlos Maciel. Yoná nasceu no Rio, mas vivia em Salvador, onde já fazia trabalhos para a TV Itapoã, quando foi chamada pelo jovem diretor – Glauber tinha 25 anos quando dirigiu Deus e o Diabo na Terra do Sol.

No filme, Yoná interpreta Rosa, a mulher de Manuel (papel de Geraldo Del Rey), personagem-síntese do povo como massa de manobra: livre do patrão explorador (Mílton Roda), ele se encontra sem saída até unir-se aos fanáticos liderados pelo profeta negro São Sebastião (Lídio Silva) e, depois, ao cangaceiro Corisco (Othon Bastos). Junta-se a esse desfile de figuras históricas da cinematografia nacional o matador Antônio das Mortes (Maurício do Valle), contratado pela Igreja e pelos latifundiários para eliminar as ameaças ao status quo que constituem tanto o líder messiânico quanto o justiceiro do cangaço.

Deus e o Diabo… foi rodado em Monte Santo, na Bahia. Yoná voltaria ao Rio logo após as filmagens, em 1964, onde daria a luz ao seu filho Marcos. Entre 1965 e 66, a atriz se consagraria tanto no teatro (fez Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues) quanto na TV, quando faria par com o ator Carlos Alberto em Eu Compro Essa Mulher (1966), de Glória Magadan, tornando-se a primeira “mocinha” do casting da Globo. (Do Zero Hora)

Em ranking de novos sócios, Remo já é 9º colocado

Exibindo REMOXPALMAS TO-Mario Quadros (1).JPG

DO LANCE!, via Portal Terra

Classificado para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Remo também pode comemorar o desempenho fora das quatro linhas. No campo dos sócios-torcedores, o Leão Azul já deixou para trás o Grêmio, em número de associados angariados em 2015, e agora mira a oitava posição neste quesito do ranking.

Na temporada, o Remo conquistou 9.863 afiliados e aparece na nona colocação entre os clubes com mais adesões em 2015, de acordo com o Movimento por um Futebol Melhor. O Fluminense, com 10.806, é o oitavo na classificação. O Tricolor teve pico de crescimento no segundo semestre. Já o Grêmio fecha o Top 10. O Imortal tem 6.639 novos aderentes nestes dez meses.

Líder no Campeonato Brasileiro, o Corinthians também é o primeiro colocado neste ranking. O Timão angariou 65.503 afiliados no ano e é seguido por Palmeiras (61.910) e São Paulo (40.820). Recentemente, o Remo iniciou uma promoção para atrair o torcedor que quiser voltar a ser adepto. O afiliado nesta situação precisava efetuar o pagamento de uma mensalidade atrasada e mais a do mês vigente para ter a dívida perdoada.

No último fim de semana, Remo conseguiu o acesso para a Série C em 2016

Confira, abaixo, os clubes com mais sócios-torcedores angariados em 2015 :

1) Corinthians: 65.503
2) Palmeiras: 61.910
3) São Paulo: 40.820
4) Sport: 27.359
5) Internacional: 19.296
6) Flamengo: 18.808
7) Atlético-MG: 12.322
8) Fluminense: 10.806
9) Remo: 9.863
10) Grêmio: 6.639

(Foto: MÁRIO QUADROS)