A dois passos do paraíso

POR GERSON NOGUEIRA

O jogo foi tenso, sujeito a solavancos e sustos, mas o Remo está classificado às quartas de final da Série D. Venceu por 3 a 0, saiu aplaudido, mas o Palmas representou uma ameaça real às pretensões azulinas por tensos 20 minutos. Ao longo desse tempo, o torcedor que lotou as arquibancadas do Mangueirão passou maus pedaços. Nem tanto por eventuais ardis por parte do visitante, mas pelo nervosismo e insegurança do próprio Remo.

O time insistia em jogar errado, alongando passes ao invés de aproximar seus jogadores, cruzando toda e qualquer bola em direção à área e saindo com afobação de seu próprio campo.

Eduardo Ramos e Chicão, os mais lúcidos, até tentavam botar ordem na casa, mas os companheiros pareciam agoniados, com pressa de resolver tudo de imediato, querendo golear antes de fazer o primeiro gol.

Cacaio montou um time com três atacantes, laterais com liberdade para apoiar e Ramos circulando por todos os setores a partir do meio-campo. Isso só iria funcionar a partir do instante em que Kiros se antecipou aos zagueiros, desviando no canto direito do gol de Carlão, aos 20 minutos.

Antes disso, o Remo já havia desperdiçado outras quatro chances, sempre por precipitar o último arremate ou queimar cruzamentos. Quase entregou o ouro num chute cruzado de Dailson aos 11 minutos. A bola, que tinha endereço certo, foi oportunamente desviada pelo zagueiro Max.

Depois de estabelecer 1 a 0 no placar, o Remo cresceu porque imprimiu mais velocidade às jogadas, ajudado pelos gritos entusiasmados do torcedor. Com isso, acuou o Palmas e anulou as tentativas isoladas do time tocantinense. Mas continuava pouco aplicado nas finalizações.

Dos dianteiros remistas, somente Kiros mostrava frieza e objetividade, sempre se posicionando em condições de receber bolas dentro da grande área. O jogo estava sob controle, mas faltava fazer pelo menos mais um gol para tranquilizar. Eduardo Ramos se encarregou disso, batendo cruzado, de primeira, sem chances para o goleiro do Palmas, aos 35.

Antes que o primeiro tempo terminasse, Léo Paraíba fez boa incursão pelo lado esquerdo e bateu cruzado. Kiros, entre os zagueiros, desviou para as redes. O placar de 3 a 0 deu ao Remo a tranquilidade necessária para planejar o que fazer na segunda metade do jogo.

O que menos se viu no começo do segundo tempo foi justamente tranquilidade. Afobado e tentando ampliar a goleada, o Remo desperdiçava chances seguidas. Léo Paraíba saiu para a entrada de Ratinho e o time ganhou mobilidade no meio, mas perdeu força ofensiva.

Para complicar, aos 23 minutos, Alex Ruan foi expulso (já tinha amarelo) após cometer pênalti. Ederson cobrou e a bola estourou na trave de Fernando Henrique, evitando que o jogo ganhasse uma carga dramática e desfecho imprevisível nos minutos finais. Cacaio lançou Sílvio e tirou Kiros, que incomodava os zagueiros, mantendo Aleílson, que, apesar do esforço, pouco produzia.

Ainda assim, o Remo podia ter feito mais gols. Melhor em campo, Eduardo Ramos liderou a equipe, cadenciando o ritmo e gastando tempo no ataque. Foi bastante ajudado nessa tarefa por Levy, Chicão e Max, que também se destacaram na vitória da classificação.

————————————————————

Novo adversário é o atual campeão paranaense

O Operário de Ponta Grossa, que venceu o campeonato paranaense deste ano, será o adversário do Remo nas quartas de final da Série D. Classificou-se nas disputas de penalidades com o Campinense, ontem, em Campina Grande, depois de perder por 1 a 0 no tempo normal.

É um time tecnicamente superior ao Palmas, melhor estruturado e com ambições maiores. Aí pode residir o maior risco para o Leão nesse duelo de vida ou morte.

———————————————————–

Desgaste e erros na zaga derrubam o Papão

O Papão pisou o gramado do Serra Dourada tentando quebrar a sequência de resultados negativos e minimizar os danos provocados pela ausência de atacantes de área, de seu melhor zagueiro e do camisa 10 que nunca teve. Tinha, em compensação, a volta de Augusto Recife. No ataque, Aylon e Léo foram mantidos, tendo Rony como o articulador de jogadas.

Apesar dos problemas, havia a esperança de uma boa atuação, tendo como referência a apresentação diante do Vitória na Arena Fonte Nova. Isso não aconteceu e, apesar de quase arrancar um empate na base da valentia, o Papão terminou derrotado pelo Atlético Goianiense.

Para o terceiro revés consecutivo muito contribuiu o cansaço geral da equipe e o imenso espaço dado ao Atlético no meio-de-campo. Os meias manobravam com liberdade e os atacantes, principalmente pelo lado esquerdo, em cima de João Lucas, sempre conseguiam concluir jogadas perigosas.

Antes do gol de abertura, aos 26 minutos, marcado por Jorginho, o centroavante Júnior Viçosa já havia desperdiçado dois bons ataques e Willy quase acertou o canto direito de Emerson. Depois de sofrer o gol, o Papão pareceu ainda mais disperso e apático, quase não conseguindo reagir à meia pressão exercida pelo Atlético. Os zagueiros Tiago Martins e Lombardi pareciam estar sendo apresentados naquele momento, tal a quantidade de falhas cometidas no meio da área.

Misael e Djalma entraram na etapa final e contribuíram para tirar o time do marasmo, fazendo com que Pikachu tivesse mais liberdade. O problema é que lá atrás a marcação não funcionava e não conseguia marcar o apenas esforçado setor ofensivo do Atlético, que só não aumentou a contagem porque Emerson defendeu espetacularmente três chutes certeiros.

Aos 22 minutos, um bom ataque foi desperdiçado pelo lateral João Lucas, que chutou de bico, fraco e longe do gol. Dado o substituiu imediatamente por Luís Felipe, que contribuiu para dar ao time seu melhor momento no jogo, entre os 25 e os 40 minutos. Foi nesse período que o Papão cresceu em campo, conseguindo o gol de empate, em pênalti convertido por Pikachu, aos 28 minutos.

Misael produziu ainda duas boas investidas, mas o Atlético partiu com tudo em busca da vitória, pressionando sempre com bolas aéreas. Aí, então, veio uma reprise dos apagões de final de jogo que tantos prejuízos já causaram ao Papão nesta Série B. O franzino Juninho aproveitou escanteio para cabecear, entre Lombardi e Luís Felipe, desempatando a partida, aos 43 minutos. Um descuido fatal.

(Coluna publicada no Bola desta segunda-feira, 05)

37 comentários em “A dois passos do paraíso

  1. Foi uma das poucas partidas que discordei da análise do Dado pós-jogo. Dizer que o PSC esteve perto de vencer foi no mínimo engraçado, afinal o PSC quase nada criou na partida. Mesmo assim, Dado tem crédito.

    Curtir

  2. Concordo, amigo Carlos Lira. Dado, que lê muito bem o jogo, não estava inspirado no sábado. Papão não merecia sequer o empate e foi envolvido pelo jogo veloz do Atlético. Não por acaso, o goleiro Emerson foi a principal figura da partida.

    Curtir

  3. Certo que a metáfora narrada pelo filósodo Spinoza, do asno de Buridan, que morreu de fome indeciso entre dois suculentos montes de feno, não se aplica ao treinador bicolor Dado Cavalcanti, alguém bastante competente, civilizado e afável para ser alvo de tão estapafúrdia comparação. No entanto, às vezes suas excessivas experiências dão a impressão mais de indecisão do que ‘touch of class’.
    Sacou do time Gilson, em razão da falha que originou o terceiro gol do Vitória, de resto o jogador fazia um bom jogo; e colocou o experiente Augusto Recife, que não aguentou a pegada da partida, tanto que foi sacado no intervalo. Nessa reta final, além da condição física adequada, restou provado que o ritmo de jogo é fundamental, pois as partidas são verdadeiras decisões.
    Outro problema foram as laterais: João Lucas dava a impressão que pensava mais no recorde pessoal, a perspectiva de jogar toda a competição, daí neglicenciar no combate, enquanto Pikachu parecia ter a cabeça no Flamengo e acabou até abrindo mais espaços do que costuma abrir habitualmente.
    E o ataque continuou ressentindo-se de um homem de área. Enfrentando uma zaga bem postada, forte fisicamente e atenta não conseguiu criar praticamente nada na grande área, limitando-se ao joguinho improdutivo que depende de lampejos.
    Caso sonhe com o acesso, o Papão deve, daqui pra frente, impor-se a obrigação de vencer os cinco adversários que deve enfrentar em casa e mais o rebaixado, quando ocorrer o encontro, Mogi Mirim. Somando esses dezoito pontos, garantirá o acesso independente do façam seus concorrentes. Não é tarefa fácil, mas exequível pelo que foi mostrado até aqui. Basta encará-la com a atenção devida.

    Curtir

  4. As coisas desandaram no nosso papão
    É problema de todo jeito
    E o presidente de forma absurda aumenta o preço do ingresso
    Em que esse cara se baseou pra fazer isso?

    Eu não sei nada sobre o operário
    Só sei dizer que ele tá pro remo como o tupi esteve pro papão

    Acho que o remo não tem uma boa defesa
    Tem um bom meio campo
    E um ataque razoável
    E um motivador no banco

    Ou seja, o remo chega na fase decisiva sem ter sido brilhante
    Agora diante de um adversario mais categorizado, vai precisar ser.

    A vaga tá em aberto

    Eu, claro, tou do lado do Operário.

    Curtir

  5. O Clube do Remo parece ter renovado a força e a garra que caracterizaram Cacaio na reta final do Parazão e da Copa Verde. A diferença é que o Leão Azul já não conta com Rony e Bismarck. E Cacaio já vivenciou dissabores por mexidas erradas no passado. O time já não é de velocidade pelas pontas e dribles na entrada da área. Agora é de apoio dos laterais, um jogador de área e volantes que apoiam o ataque, além de boa articulação no meio. O Remo saiu de um jogo que dependia essencialmente da individualidade para uma aposta de coletivo, ainda que esse coletivo esteja por ser alcançado.

    O próximo jogo terá a 11ª escalação diferente em onze jogos, mas, curiosamente, nem tanto pela presença no ataque, e sim por alguma consistência na defesa, parece haver a perspectiva de bom jogo por parte da torcida. A expulsão de Alex Ruan e a entrada de Mateus Muller não foi de todo um prejuízo, e faz a torcida pensar no garoto como uma boa alternativa para a lateral esquerda não apenas para preencher a saída de Alex, mas como solução para a verdadeira avenida que fica por lá e ainda de ver mais eficiência no ataque pelo setor canhoto. Alex Ruan é mais ala que lateral e sabe-se da dificuldade de ele recompor a defesa. Acho que Alex Ruan tem que ser repensado para jogar como ponta, não lateral. O garoto Mateus pode fazer boa figura na canhota e consolidar um esquema tático ofensivo. Com Alex, o Remo priorizava o ataque pelo lado esquerdo e segurava Levy. Com Alex, Ilaílson arriscava pouco no ataque para fazer a cobertura. Com Alex, Aleílson/Léo Paraíba caía demais pela ponta esquerda, sendo pouco produtivo. Mas já desde o início dessa partida, o Remo buscou a atuação de Levy, de longe o melhor lateral do elenco. Dos três gols, dois vieram de jogadas da direita, o 1º e o 3º. O 2º veio de um lançamento de Ilaílson para Léo Paraíba, na canhota. A configuração do 4-3-3, com Fernando Henrique, Levy, Max, Henrique e Mateus, Ilaílson, Chicão e Eduardo Ramos, Aleílson, Léo Paraíba e Kiros, parece ser o time ideal e assim a torcida já pensa no time para a próxima etapa. Um lateral esquerdo tradicional, que defende e ataca, melhora a variabilidade tática do time e permite jogadas ora pela esquerda, ora pela direita, que ora Chicão apareça, ora Ilaílson, que ora Aleílson, ora Léo Paraíba sejam acionados. Com os dois cabeças-de-área que tem, o meio-campo azulino tem dois meias que podem articular jogadas com Eduardo Ramos e funcionar como desafogo. Parece que vem aí o melhor equilíbrio defesa-ataque que se viu nesta temporada de 2015. Talvez seja o que falta pro Remo mostrar um futebol convincente e subir à série C.

    Curtir

  6. há 2 passos do paraiso certamente. Ja falei e repito que este é o ano do mijado e deverá subir. Não tem jeito. Tudo dá certo para eles mesmo atrasando salário e intriga de diretorias e quando assim ocorre, o resultado aparece. Tem jogador e funcionário lá que vê cor do dinheiro há meses mas estão suando sangue pelo time. Um pouquinho diferente do bicolor, onde dizem que o salário está em dia mas tem jogador lá que parece não receber há um ano, tamanho é a falta de garra do cara dentro de campo. Para mim esse papo de cansaço e fadiga de viagem por motivo de competição longa não vinga.

    Curtir

  7. Quero que o Amigo Gerson me permita repetir uma frase dele no cartaz esportivo após a derrota bicolor para o Nautico em Belem: ” Um time que que joga diante do apoio de 23 mil torcedores e com chances de disparar na competição e chegar na elite, não é para ser tão apático como no jogo contra o Nautico” Verdade Gerson. Essa apatia chega a me surpreender muito levando em conta que em toda a história do futebol de Belém, talvez esta tenha sido a chance mais fácil de todos os tempos de um clube chegar na elite onde em 39 pontos para disputar o Paysandu conseguiu chegar na gigante vantagem de precisar so de mais 13 para o acesso e poderia te perder o resto. . Já perdeu 9 seguidos e a coisa está começando a complicar. Em outros tempos uma chance dessa de chagar na elite era motivo de festa e motivação rigorosa tanto do time, diretoria quanto da torcida. Lembro que em 1991 e 2001 foi comemorado mais o acesso para a elite que os títulos. Hoje parece que não estão dando muita importância valor e o encanto que é ´pertencer a elite do futebol nacional

    Curtir

  8. Impossibilitado de assistir o jogo só me cabe o restrita condição de aplaudir o resultado é parabenizar os jogadores e Comissão Técnica, especialmente o Cacaio e o Kiros. O treinador por insistir em escalar o Kiros, contrariando a opinião de muitos torcedores, inclusive a minha. O atacante, por ter honrado a insistência do treinador e ter sido muito importante para o avanço azulino. Desculpem aí! E que vocês continuem assim, contrariando com produtividade e avanços, a opinião contrária a vocês.

    Amigo Edson, esperava que você seguisse a sua postura secadora radical e continuasse afirmando que o Leão, o Clube do Remo, o Mais Querido, não conseguirá o acesso. Você sabe, como os deuses do futebol adoram contrariar os seus palpites…

    Curtir

  9. Verdade amigo Celira, dizer que o Papão jogou bem e esteve perto da vitória, francamente, que jogo assistiram?
    Mas o Paysandú terá em casa 5 partidas, cinco decisões e já começa contra o Bahia que vem com fome de gás após o sacode que levou do Vitória, coincidentemente pelo mesmo placar que o Paysandú foi derrotado quando por lá jogou contra o rubro-negro.
    As contusões e desfalques previstos para a temporada começam a cobrar um preço alto com consequências nada agradáveis do ponto de vista de quem vislumbra uma primeira divisão em 2016, e a ficar frustrado com o conformismo da direção em apenas permanecer na B deixando passar a oportunidade de todos estarem nivelados por baixo e disputar uma série que faz tempo que nenhum time do Norte sabe o que é.
    Acredito que o Pikachú esteja sendo subaproveitado graças a ausência do Capanema, porém, a solução já era para ter sido pensada e posta em prática. Do que me adianta ter um jogador com a capacidade dele e não explorá-lo em sua totalidade? Agradecem os adversários!

    Curtir

  10. Não assisti o jogo do PSC, pois sábado é dia de pelada, mas pelos “melhores” momentos acho que o resultado foi justo. Resta-nos levantar a cabeça e seguir em frente.

    Quanto ao rival, vai precisar jogar futebol de verdade se quiser subir, pois agora vai enfrentar pela primeira vez na competição um time de verdade.

    Curtir

  11. Sobre o rival. Gozações a parte, mas, pelo que assisti do jogo entre o Campinense x Operário-PR, o time paranaense só não se classificou direto graças aos milagres operados pelo goleiro do time de Campina Grande, que nas cobranças de penalidades não foi tão bem quanto os 90 minutos da partida.
    Chicão foi expulso e desfalca o Fantasma. Mas é de longe um time bem mais organizado que os nortistas que o time azulino enfrentou até aqui.
    Talvez o fator casa favoreça o time de Belém, que pode trazer um bom resultado de Ponta Grossa pois mesmo tendo uma melhor postura que os adversários anteriores do time paraense, ainda não conseguiu deslanchar uma goleada ou vitória com mais de dois gols de diferença, ocorrendo apenas em uma única partida vencida pelo placar de 3 x 1.
    Apesar de os sites especializados darem apenas 33% de vantagem ao time do Remo, na minha opinião, o time azulino tem boas condições de vencer, inclusive, o jogo em Ponta Grossa.

    Curtir

  12. Bem observado, amigo Nélio. De fato, chance como essa de subida à Série A será difícil se repetir nos próximos anos, com o equilíbrio cada vez maior entre os disputantes. A Série B deste ano surpreende pelo baixo nível técnico e instabilidade até mesmo de equipes cotadas como favoritas, como Botafogo, Vitória, Ceará, América-MG e Bahia. O Papão ainda tem enormes possibilidades de subir, mas o fraco rendimento nas últimas partidas causa preocupação.

    Curtir

  13. Bom, eu gostei do primeiro tempo do Remo com a postura e transpiração do time. Claro que a empolgação e o nervosismo davam a tonalidade da partida até o primeiro gol de muito oportunismo do time e Kiros mostrou exatamente que pode ser o centro-avante que há tempos não despontava no Baenão. Das duas bolas que foram pra ele finalizar saíram dois gols, agora o que falta é mais oportunidade e cruzamentos certeiros para ele dar mais alegria a nós torcedores.

    O jogo transcorria muito bem até o Alex Ruim resolver fazer a segunda presepada (a primeira foi com 30 segundos) e cheirosinha, nossa senhora e tudo mais empurrou a bola pra não entrar. Era um momento delicado e o jogo tenderia a ficar dramático.

    No mais, não entendi a substituição do Kiros (depois ele mesmo falou que estava cansado) e a permanência de Aleílson. Cacaio deu azar de ter colocado o Ratinho antes do Alex Ruim botar a paca n’água.

    O restante foi administração. Concordo com o Lopes Junior, a escalação deve se repetir, sendo que a troca de Alex pelo Matheus tende a melhorar o time.

    No mais, deus me livre de ler esses bicolores Miguel e Edson prevendo a classificação do Leão. Pelo amor de Deus, voltem a secar que tá dando certo. Não quebrem a corrente.

    E por último, quem não tem medo de bicho-papão não pode ter medo de visagem!

    Curtir

  14. Amigos Antônio e Palheta, vcs estão enganados, na minha opinião o Operário vai eliminar o Remo, não tenho nenhuma duvida.

    Disse isso antes de começar a série D. Vcs passariam na fase de grupo, no primeiro mata mata, mas ficariam no 2°.

    E pro azar de vcs vão pegar um bom time, que hoje tecnicamente deve ser superior ao de vcs.

    Até hoje vcs só pegaram clubes semi amadores e sem muita ambição, tanto que o Palmas já queria vender o jogo da ida.

    Pra mim o Fantasma já mata a partida lá em Ponta Grossa.

    * É bom frisar, que somos rivais no futebol e jamais inimigos na vida.

    Curtir

  15. Se a serie C e o paraiso para o remo, então a serie B aonde o papão esta e o quer? E a serie A? Kkkkkk nao ilude os iludidos Gerson.

    Curtir

  16. Acho que o Vitor não entendeu, eu não torço pro rival nem fuden…, o que eu estou dizendo é que o Operário não ganhou de ninguém de goleada e também não foi derrotado por mais de dois gols sendo que com esta diferença somente em uma partida.
    Não pensem que o Trem Fantasma é do nível dos regionais que o rival enfrentou.

    Curtir

  17. A Verdade é que até agora o remorto só enfrentou carne assada, pro seu azar vai enfrentar um time qualificado que foi campeão paranaense e manteve a base do elenco campeão, enfim é bom a torcida mais sofrida do norte preparar o espirito porque vão continuar SEM DIVISÃO.correm boatos que a comemoração da eliminação do bichano não vai ser na doca desta vez, o local escolhido para zombar dos remistas será na praça do operário.kkkk

    Curtir

  18. Amigo Bicolor Luiz, Papão permita eu responder essa pelo Gerson Nogueira: Ocorre que o Gerson não falou nenhuma ilusão Luiz, Ele falou a verdade quando disse que o Remoleza está a 2 passos do paraíso. A explicação é que todo mundo sabe que hoje o remoleza está no inferno. Inferno da quarta divisão, competição deprimente e humilhante, com partipação de vários clubes praticamente de pelada, sem torcida e sem estrutura. Pô amigo, mas participar de competição que tem Nautico de Roraima jogando em estádio com boi dentro de campo, bandeirinha de plástico, alambrado de madeira etc, rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr santos do amapa, colo colo, aparecidense, vilhena Alves, princesa, palmas etc. é de dar dor de dente em serrote. É verdade que eles merecem tudo isso rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr kakakakakak mas vamos torcer para que o Maior, melhor e mais glorioso clube do Norte nunca seja jogado neste inferno da quarta divisa. E por conta disso, eu que antes era contra o Paysandu na primeira divisão porque falta estrutura, mas hoje eu sou totalmente a favor do acesso mesmo sem essa estrutura porque quem está na primeira se cair cia para a segunda que é a nossa praia e uma bela competição hoje. Mas quem está na segunda, se cair cai para a terceira e fica ha 2 passos do inferno. certo amigo?????

    Curtir

  19. Luiz além do Nautico de roraima disputando essa série D, teve o Aparecidense que é a aquele mesmo time que foi eliminado pela CBF ano passado porque num jogo contra o Crac , o massagista desse aparecidense entrou em campo de supetão , se jogou na na área e defendeu uma bola chutada pelo time do Crac seria gol certo e leiminaria o aperecidense. Tomara que aqui o massagista do remoleza não faça isso. Égua Luiz, é muito avalhada essa competição, daí o nome de inferno do futebol brasileiro

    kakakakakakakakakakakakakakakak]
    kakakakakakakakakakakakakakakaka
    kakakakakakakakakakakak
    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakak
    kakakakakakakakakakakakakak
    kakakakakakakakaka
    kakakakakakakakakakakakakakaka
    kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakak

    Curtir

  20. Não tem ilusão, Luiz. Tudo é uma questão de perspectiva. Para o Remo, neste momento, a Série C é o paraíso. Da mesma forma que o acesso à Série A é o sonho do Paissandu.

    Curtir

  21. Que venham pedreiro,carpinteiro, bregueiro, marreteiro, cachaceiro, macumbeiro, sou clube do Remo e juntos vamos rumo a série C!

    Curtir

  22. Kyros e Cacaio calaram minha boca. Melhor assim…!!! A reza segue adiante. Que venham os próximos 180 minutos. Bora Leião…!!!

    Curtir

  23. O Jogo da leoa mijada vai ser no sabado a noite, na hora da trasladação, vai ter tanto sofredor fazendo promessa pro timeco conseguir um bom resultado.kkkkkkkkkkkkkkkk. é capaz do círio só chegar de tarde na basilica.kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  24. O paybosta já chorou na CBF vaga pra Copa Verde é Copa do Brasil 2016 timeco que não ganhar nada é assim vai pra bastidores mendigar vaga igual 1999 quando Jader salvo o papum da série c kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  25. Só vim aqui pra lembrar q a mucura sem vergonha continua nosso eterno freguês e nossa eterna piada kkkkkkkkkkkkkkkk copia aposentado q amanhã tem o Baea

    Curtir

  26. Eles ganharam o carnaval roubando o quem são eles kkkkkkkkk é muita fuleiragem kkkkkkkk

    Curtir

  27. Ei Alessandro, prazer se escreve com z e não com s, para de ficar sofrendo pelo bichano e vai estudar.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  28. Nao liga para o que esse marcelino fala amigo alessandro, ele e assim e frustrado no amor, kkkkk. Deve mendigar mulher por ai.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s