CBF nega ter virado as costas para Neymar

Neymar deixa concentração da seleção brasileira: 'Que sirva de aprendizado'

A CBF nega que tenha abandonado Neymar, como diz o jornal catalão “Sport” nesta segunda-feira. Quem afirma isso é Walter Feldman, secretário-geral da entidade, que no domingo foi acusado pela mesma publicação de “falar mal de Neymar pelas costas”.

“Estive lá o tempo todo e nosso acompanhamento da comissão técnica com o Neymar sempre foi muito presente. Acompanhamos muito o Neymar antes do episódio e depois do episódio, ele se manteve calmo o tempo todo, brincando muito no treino e participando da batucada dos jogadores. O que esses catalães fizeram é uma desinformação muito grande, eu não falaria mal de alguém como o Neymar, que é uma figura”, disse Feldman, negando o suposto abandono.

“O Gilmar Rinaldi (coordenador da seleções da CBF) ficou o tempo todo conversando com ele, demos um encaminhamento saudável. O recurso pronto, fizemos tudo baseado na orientação da comissão técnica, do Marco Polo (presidente da CBF)”, determinou o secretário.

A matéria dos catalães sugeriu um racha entre a CBF e Neymar, criticou a postura de Feldman, apontou que Del Nero abandonou Neymar e criticou o chefe da delegação brasileira no Chile, o empresário João Dória. O periódico espanhol menciona que o atacante ficou desamparado pela entidade brasileira no episódio que culminou em sua suspensão pela seleção brasileira e saída da Copa América, informações negadas pela confederação.

“Uma matéria como essa depois de tudo o que acompanhamos? A decisão de ele sair foi tomada com ele, ele achou melhor ir embora, tudo muito correto. Uma matéria boba dessas, sem sustentação? Tenho sido discreto e não falei jamais com alguém da Espanha. Não ouviram meu lado, foi um chute para criar intriga, sequer conheço o jornal. Às vezes o futebol tem o diz que me diz, fala uma coisa e fala outra. Faz parte um pouco isso de dizer o que você pensa. Isso da informação é complicado, pois compromete a responsabilidade da informação. Acho que o jornal rompeu com a responsabilidade da informação, pois além de ser inverídico produz instabilidade. Para o mundo do futebol a verdade é fundamental, reputo que foi uma grande desinformação”, relatou o secretário, que está tentando se esclarecer com o camisa 10.

“Estou mandando e-mail para ele, evidentemente é uma relação tranquila a nossa, com certeza não terá desdobramento. Não poderia deixar de comentar que o clima na comissão técnica é dos melhores”, definiu Feldman.

“Um fato interessante é que estávamos aqui o dia seguinte à estreia da seleção e o comentário era de que onde chegaria o Neymar um dia, se ele será igual grandes craques do Brasil, se tornando o maior sem contar o Pelé. Pois ele vai ter indicadores, títulos e gols maiores do que até o Pelé, do que o Ronaldo, do que Zico, Kaká. Fizemos comentários de admiração, de respeito, pela explosão que ele teve de credibilidade. É uma figura inquestionável, só essas coisas acontecem e porque elas acontecem é que o futebol é genial. É por isso, imprevisível” , acrescentou.

Sobre a escolha do empresário João Dória durante a Copa América, Feldman declarou que o chefe de delegação não precisa ficar o tempo todo com o elenco, rebatendo a acusação dos catalães de que o agente fica viajando durante a competição. (Da ESPN)

CBF tenta botar panos quentes em suas próprias lambanças – a maior delas escolher o empresário e lobbista João Dória, tucano amigo de Aécio Neves, para chefiar delegação, um ignorante em futebol. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s